“Fazer algo para sair desta solidão, será o mesmo que saltar no abismo.”

Li hoje num texto num blog a seguinte frase: "Fazer algo para sair desta solidão, será o mesmo que saltar no abismo."

Bem, sobre isto tenho umas quantas coisinhas a dizer.

Pegando na frase que destaquei, acho que o segredo está aí, na minha modesta opinião, seja dito.

Vejamos, se esta personagem fizer algo para sair do estado em que se encontra, se tiver a coragem de se enfrentar e dar o salto de fé, o salto no abismo, o salto para o desconhecido, que pode temer? O que não conhece? Bem, disso todos temos medo! Mas será isso justificação para nos agarrarmos a situações em que não somos felizes e em que ao nos olharmos não vemos quem achamos que somos, que gostaríamos de ser?

De certo que não é fácil, mas não será a recompensa melhor que a acomodação? A sensação de libertação, de ter um novo caminho que abrimos para percorrer, uma nova hipótese?

Claro que não é por milagre, tudo o que temos e somos deve-se ao nosso investimento e ao nosso trabalho. Temos de olhar para o próximo com humildade mesmo que nos custe, perdoar quando nos magoam porque também nós magoamos e queremos ser perdoados. E não será o perdão a maior prova de amor? O ultrapassar a dor a favor de um sentimento maior e mais nobre?

O caminho do amor e da felicidade não é plano em alcatroado, é cheio de curvas, de buracos, enlameado, com inúmeros obstáculos, feito de avanços e recuos, mas um caminho digno e que sempre nos trará pequenos momentos perfeitos, amor, amizade, afectos, perdão, cumplicidade, partilha…

Não valerá a pena "fazer algo para sair desta solidão" e  "saltar no abismo"?

0 comentários
0 likes
Anterior: Canela e BaunilhaSeguinte: Uma viagem a… São Miguel – Açores

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes