Estava Morto mas não estou - Apresentação na Figueira da Foz

Pedro Oliveira Leite, autor do livro "Estava Morto mas não estou", editado pela Contraponto, vai estar presente na livraria Bertrand Foz Plaza na Figueira da Foz, no dia 11 de agosto, sábado, das 15 às 18 horas, para conversar com os leitores e autografar os seus livros.

O Homem Que Sou - Tony Carreira no Palácio do Gelo em Viseu

Tony Carreira vai estar numa sessão de autógrafos dedicada ao seu livro de memórias "O Homem Que Sou", editado pela Contraponto, e contactar com os seus muitos fãs do distrito de Viseu, no dia 4 de agosto, sábado, pelas 20h00, na FNAC do Palácio do Gelo, em Viseu.

O Meu Coração Só Tem Uma Cor - Lançamento em Lisboa

O livro "O Meu Coração Só Tem Uma Cor", de Joana Marques, editado pela Contraponto, será apresentado na FNAC Colombo, em Lisboa, no dia 31 de julho, terça-feira, às 21h30.

Estava Morto Mas Não Estou - Apresentação em Lisboa

O livro "Estava Morto Mas Não Estou", de Pedro Oliveira Leite, editado pela Contraponto, será apresentado no dia 31 de julho, terça-feira, pelas 18h30, na Bertrand do Amoreiras Shopping, em Lisboa.

O Homem Que Sou - Tony Carreira em Viseu

Tony Carreira vai estar na FNAC do Palácio do Gelo em Viseu para uma sessão de autógrafos dedicada ao seu livro de memórias "O Homem Que Sou", editado pela Contraponto. A sessão está marcada para o dia 4 de agosto, sábado, às 20h00.

Últimas Opiniões

  • As Três Vidas
    Tenho este livro na estante desde 2009, ano em que foi galardoado com o Prémio José Saramago. A edição ...
  • 31.07.2018 20:06
  • 1001 Coisas que Nunca te Disse
    Confesso que nunca li qualquer livro de Pedro Chagas Freitas. Mas tenho lido muito sobre os seus ...
  • 12.07.2018 22:54
  • Quem Meteu a Mão na Caixa
    Eu, que fui empregado da Caixa Geral de Depósitos de 1973 até à aposentação em 2005, mais de 32 anos ...
  • 04.07.2018 22:16

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"O Homem e o escritor são a mesma pessoa. Mas este facto constitui a maior descoberta de um escritor. Precisei de muito tempo - e de quantas páginas escritas! - para chegar a essa síntese."
V.S.Naipaul, in O Enigma da Chegada.