Bem-vindo, Visitante
Username: Password: Memorizar
Moderadores: adrianepiscitelli
8 Topics 5 Respostas
Última Mensagem: diz-me tu, o que é o ...
por terduraes
há 4 meses 2 dias
Moderadores: adrianepiscitelli
8 Topics 4 Respostas
Última Mensagem: O encantamento do ve ...
por terduraes
há 1 semana 3 dias
Moderadores: adrianepiscitelli
6 Topics 2 Respostas
Última Mensagem: Linhas de um Passado ...
por DudaWeis
há 1 ano 8 meses
Moderadores: adrianepiscitelli
11 Topics 1 Respostas
Última Mensagem: Vídeo de promoção
por terduraes
há 2 meses 4 semanas
Moderadores: adrianepiscitelli
3 Topics 0 Respostas
Última Mensagem: Solteira sim, sozinh ...
por Meiline
há 5 anos 10 meses
Moderadores: adrianepiscitelli
12 Topics 5 Respostas
Última Mensagem: Cântico Negro - José ...
por vibarao
há 5 meses 1 semana
Time to create page: 0.364 seconds

Últimas Opiniões

  • Autópsia
    Lê-se na contrapaca deste livro que se trata de "uma arrepiante distopia, retrato de uma humanidade náufraga".
  • 21.10.2019 22:21
  • A Recriação do Mundo
    Não é segredo que a Alemanha e a URSS correram contra o tempo e contra os Estados Unidos da América para ...
  • 22.09.2019 13:21
  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09

Uma Pequena Palavra...

"Algumas obras morrem porque nada valem; estas, por morrerem logo, são natimortas. Outras têm o dia breve que lhes confere a sua expressão de um estado de espírito passageiro ou de uma moda da sociedade; morrem na infância. Outras, de maior escopo, coexistem com uma época inteira do país, em cuja língua foram escritas, e, passada essa época, elas também passam; morrem na puberdade da fama e não alcançam mais do que a adolescência na vida perene da glória. Outras ainda, como exprimem coisas fundamentais da mentalidade do seu país, ou da civilização, a que ele pertence, duram tanto quanto dura aquela civilização; essas alcançam a idade adulta da glória universal. Mas outras duram além da civilização, cujos sentimentos expressam. Essas atingem aquela maturidade de vida que é tão mortal como os Deuses, que começam mas não acabam, como acontece com o Tempo."
Fernando Pessoa, in Heróstrato