Bem-vindo, Visitante
Username: Password: Memorizar
  • Página:
  • 1

TÓPICO: Saga "Os castros"

Saga "Os castros" há 2 semanas 2 dias #87740

  • terduraes
  • terduraes's Avatar
  • DESLIGADO
  • Junior Boarder
  • Escritora e poeta
  • Mensagens: 34
Saga, Os Castros, Teresa Durães

“O encantamento do vento”, Teresa Durães
Gratuito: www.kobo.com/pt/pt/ebook/o-encantamento-do-vento
Vídeo

“Não era fácil ver a passagem à pouca luz da lua, precisei de apalpar as rochas com as minhas mãos para a encontrar e, assim que a vi, atravessei o mais rapidamente possível. Do outro lado, mais descansada, atirei-me para o chão, largando descuidadamente a trouxa. Estava ofegante pelo medo de ser descoberta, as minhas mãos tremiam ligeiramente, via-se mesmo que não tinha qualquer tipo de treino de guerreira. Naquele momento seria incapaz de manejar uma arma, quanto mais acertar em alguém.
Acalmar, respirar como ensinara o Taci. E ir ao encontro dele apesar de ter querido que prometesse que nunca o faria. Bom, a altura era uma exceção, esperava que compreendesse. Ou não e a minha nova vida ia começar mal. O que iria fazer a partir dali? Ia ter com um guerreiro que não sabia quem era, num local estranho em que parecia que o sol não avançava ou fazia-o, mas a um ritmo muito próprio?”

“O cetro do guardião”
Gratuito www.kobo.com/pt/pt/ebook/o-cetro-do-guardiao
Vídeo de promoção

“Não percebia porque a velha estava a torturar-me daquela maneira e não consegui impedir que as lágrimas escorressem.
- A minha mãe nunca me obrigaria! – Gritei furiosa.
- Então não tinhas dito que tinha morrido? – Perguntou a velha divertida – Quem te vai defender sem teres a tua mãe? Sabes o que acontece às raparigas bem-nascidas, são produto de troca e, convenientemente, esse guerreiro ao teu lado é chefe de castro, para além de outras habilidades que tem.
- Não a ouças, Elora. – Voltou Telgio a repetir mansamente.
Quis secar as lágrimas, responder malcriadamente à velha, mas não consegui.
- Hei de trazer o cetro e não casarei com quem não quero. – Murmurei mais para mim do que para ela.
- Mesmo que o destino entre os dois esteja traçado desde sempre? – A velha riu e os cabelos pareceram largar labaredas.
- Não acredito em tal coisa, – disse o mais firmemente que consegui – a vida é minha e faço dela o que quero.
- Pobre criança, nem sabe do que fala. O teu pai não foi um corredor? Tu é que sabes, Elora, filha de Taci e de Lana. Vai de encontro ao teu trasgo, salva o Guardião e não cases com Telgio. Quebra o teu elo e terás a vida que escolhestes, depois não te arrependas.”
"O fantástico não está fora do real, mas no sítio do real que de tão visível não se vê.", Vergílio Ferreira
O adminstrador desactivou a escrita pública.
  • Página:
  • 1
Moderadores: fbeatriz
Time to create page: 0.466 seconds

Últimas Opiniões

  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09
  • Autobiografia
    "Autobiografia" , o novo romance de José Luís Peixoto, é o 3º livro que leio deste autor. Os anteriores ...
  • 18.08.2019 17:41
  • A Dama do Quimono Branco
    Com este volume, termina a saga do Samurai Negro, constituída por uma trilogia de romances históricos ...
  • 29.07.2019 17:54

Uma Pequena Palavra...

"Não ler, pensei, era como fechar os olhos, fechar os ouvidos, perder sentidos. As pessoas que não liam não tinham sentidos. Andavam como sem ver, sem ouvir, sem falar."
Valter Hugo Mãe in Desumanização