Bem-vindo, Visitante
Username: Password: Memorizar
  • Página:
  • 1

TÓPICO: Para todas as pessoas intensas

Para todas as pessoas intensas há 1 mês 1 semana #87715

  • trechos.org
  • trechos.org's Avatar
  • DESLIGADO
  • Fresh Boarder
  • www.trechos.org
  • Mensagens: 2
Leia online livro “Para todas as pessoas intensas” por Iandê Albuquerque em bit.ly/2WDlMMk

"Um dia alguém vai sumir da sua vida, só porque você é intenso demais, ou porque você é simplesmente amor demais. E algumas pessoas têm medo do amor. ser intenso é ser profundo demais, imenso demais, vivo demais, e hoje em dia, as pessoas têm um medo danado disso. ser intenso é sentir o gosto, o cheiro, o toque, a textura da pele de um jeito diferente. o coração é grande demais, e às vezes isso dói também, é que ao mesmo tempo que há espaço de sobra há muita gente pequena no mundo. tenho uma mania absurda de achar que o outro vai agir da mesma maneira transparente que eu, que o outro vai se preocupar comigo do mesmo modo que me preocupo, que o outro vai querer na mesma intensidade que quero, e isso é uma droga. não sei ser pouco, não sei gostar um pouquinho e guardar pra mim o que sinto. sou intenso, sinto muito, sinto grande. sinto tanto que sempre acho que o problema está em mim por sentir demais, quando, na verdade, as pessoas que não estão prontas pra tamanha imensidão."


sabe qual é a minha maior força
e, ao mesmo tempo, a minha maior fraqueza?
ser intenso.
ser intenso te faz querer viver
ao máximo os momentos,
e às vezes você não entende que são só instantes.
ser intenso te faz se importar demais, não que se importar seja ruim,
mas às vezes eu me importo tanto,
me importo mais do que devia,
e isso acaba comigo.
ser intenso é ser forte,
e, ao mesmo tempo,
perder as forças porque, uma vez ou outra,
as expectativas extrapolam os limites.
e por mais que eu tente dizer pra mim mesmo:
está tudo bem, a tempestade vai passar.
às vezes, eu quem sou a tempestade.
ser intenso é ser profundo demais,
imenso demais, vivo demais,
e hoje em dia, as pessoas têm um medo danado disso.
ser intenso é sentir o gosto,
o cheiro, o toque, a textura da pele
de um jeito diferente.
o coração é grande demais,
e às vezes isso dói também,
é que ao mesmo tempo que há espaço de sobra
há muita gente pequena no mundo.
tenho uma mania absurda de achar
que o outro vai agir da mesma maneira
transparente que eu,
que o outro vai se preocupar comigo
do mesmo modo que me preocupo,
que o outro vai querer
na mesma intensidade que quero,
e isso é uma droga.
não sei ser pouco, não sei gostar um pouquinho e guardar pra
mim o que sinto.
sou intenso, sinto muito, sinto grande.
sinto tanto que sempre acho que o problema
está em mim por sentir demais, quando, na verdade,
as pessoas que não estão prontas
pra tamanha imensidão.
Anexos:
Última Edição: há 1 mês 1 semana por trechos.org. Motivo: Atualizar
O adminstrador desactivou a escrita pública.
  • Página:
  • 1
Moderadores: fbeatriz
Time to create page: 0.461 seconds

Últimas Opiniões

  • 25 de Abril, Corte e Costura
    Este livro é exatamente o que eu esperava dele: uma sucessão de quadros em que se ridiculariza a ...
  • 28.04.2019 21:03
  • A Aluna Americana
    Este é o mais recente romance de João Pedro Marques, autor de, entre outros, "Uma Fazenda em África" ...
  • 25.04.2019 20:42
  • O Último Cabalista de Lisboa
    Consegui, finalmente, ler este livro que foi o primeiro romance de Richard Zimler. Publicado em 1996 ...
  • 07.04.2019 23:56

Uma Pequena Palavra...

"Era uma vez uma mulher cujo ofício era contar histórias. Andava por todo o lado oferecendo a sua mercadoria, relatos de aventuras, de suspense, de horror ou de luxúria, tudo a um preço justo. Num meio dia de agosto encontrava-se no centro de uma praça quando viu avançar na sua direção um homem (...) És tu a que conta histórias?, perguntou o estrangeiro. (...) Então vende-me um passado, porque o meu está cheio de sangue e de lamentos e não me serve para percorrer a vida."
Isabel Allende
in Eva Luna