Bem-vindo, Visitante
Username: Password: Memorizar
  • Página:
  • 1

TÓPICO: diz-me tu, o que é o amor? - Ebook gratuito

diz-me tu, o que é o amor? - Ebook gratuito há 5 meses 3 semanas #87744

  • terduraes
  • terduraes's Avatar
  • DESLIGADO
  • Senior Boarder
  • Escritora e poeta
  • Mensagens: 40
Gratuito https://www.kobo.com/pt/pt/ebook/diz-me-tu-o-que-e-o-amor
Também na Fnac e Amazon

"Falaste de pintura, do ondular das árvores, das cores do musgo e da rugosidade das árvores. O teu mundo eram cores e padrões e eras a própria terra, calmo sereno.
“As pedras falam de segredos escondidos dos caminhos.”
Pássaros que voavam e traziam histórias além-mar, o passado que existia em todo o lado e nos explicava o estranho presente diário. Onde estás agora? O teu dedo apontava e era para onde via, as vezes que rimos, saltávamos muros só para ver uma pedra diferente.
Deixei-te entrar no meu espaço, iluminaste-o, queria ver a vida pelo teu lado. Pegaste na minha dor por uns tempos e largaste-a na terra das ideias só para poder sentir. Sentir apenas. Havia mais para além.
Havia, tinhas razão, mesmo no dia em que senti que era o último em que estava contigo. Vieste devolver a minha existência, sempre soubera que eras um sopro de vida que não se agarra e dei-te o último beijo."

Vídeo de promoção https://www.youtube.com/watch?v=dXRHX_gz5-E
"O fantástico não está fora do real, mas no sítio do real que de tão visível não se vê.", Vergílio Ferreira
O adminstrador desactivou a escrita pública.
  • Página:
  • 1
Moderadores: fbeatriz
Time to create page: 0.462 seconds

Uma Pequena Palavra...

"Era uma vez uma mulher cujo ofício era contar histórias. Andava por todo o lado oferecendo a sua mercadoria, relatos de aventuras, de suspense, de horror ou de luxúria, tudo a um preço justo. Num meio dia de agosto encontrava-se no centro de uma praça quando viu avançar na sua direção um homem (...) És tu a que conta histórias?, perguntou o estrangeiro. (...) Então vende-me um passado, porque o meu está cheio de sangue e de lamentos e não me serve para percorrer a vida."
Isabel Allende
in Eva Luna