Bem-vindo, Visitante
Username: Password: Memorizar
  • Página:
  • 1

TÓPICO: Morrer é só não ser visto

Morrer é só não ser visto há 10 anos 6 meses #5518

  • vibarao
  • vibarao's Avatar
  • DESLIGADO
  • Administrator
  • Mensagens: 6991
  • Thank you received: 61
A Servilusa promove um debate em torno do livro Morrer é só não ser visto, de Inês Barros Baptista.
Este evento contará com as intervenções do Cónego João Rocha, da socióloga Isabel Moço, da psicóloga clínica Paula Barbosa, da autora do livro Inês Barros Baptista e de José Luís Peixoto, uma das pessoas que deu o seu testemunho para este livro.
O encontro terá lugar quinta-feira, dia 4 de Fevereiro, na Capela do Cemitério dos Prazeres, em Lisboa, pelas 17H30.

Sinopse do livro, que foi publicado em Novembro de 2009:
Um livro corajoso e único sobre a morte e os mistérios da vida. Testemunhos surpreendentes e desassombrados que nos inspiram. Inês de Barros Baptista reúne neste livros testemunhos de pessoas que perderam entes queridos. Através de uma conversa com a autora revelam tudo o que sentem sem medos e tabus. São histórias de vida que nos tocam pela capacidade de transmitir sentimentos e emoções sem máscaras e que nos inspiram pela força inusitada destas experiências de vida. As fragilidades da vida humana são aqui expostas. Os testemunhos recolhidos são de pessoas anónimas e personalidades conhecidas que foram escolhidas pela luz especial que comunicam e que através de um discurso positivo emitem sinais de esperança, força e amor. Sempre o amor. Com prefácio e posfácio de uma psicóloga e de um padre, o livro pretende chegar ao transcendente e aos mistérios da vida. O historiador Geoffrrey Gorer defende abertamente que a morte substituiu o sexo como tabu. Estes testemunhos contrariam de uma forma desassombrada essa tese. O título do livro é retirado de um verso de Fernando Pessoa.
O adminstrador desactivou a escrita pública.
  • Página:
  • 1
Moderadores: fbeatriz
Time to create page: 0.417 seconds

Uma Pequena Palavra...

"Aquele que lê maus livros não leva vantagem sobre aquele que não lê livro nenhum."
Mark Twain