Alice 11: O Desafio da Mariana

FaceBook  Twitter  

 


Autora:
Rita Vilela
Ilustração: Ana Valente
Género: Infantil
Coleção: Alice (Vol. 11)
Edição: Out/2018
Páginas: 40
ISBN: 9789897078170
Editora: Booksmile

 

 

A Mariana ficou muito triste quando percebeu que, afinal, não ia passar uns dias à aldeia dos avós. É que a mãe caiu e magoou-se, e precisa de repouso absoluto.
Como o pai teve mesmo de sair para resolver um problema no trabalho, foi a Mariana quem ficou a tomar conta da mãe e do Eduardo, o seu irmãozinho. Ainda bem que a Alice apareceu para ajudar, porque limpar, arrumar, cozinhar e ainda tratar de um bebé, não é nada fácil. Será que a Mariana vai superar este grande desafio?

A Alice é uma menina como tu: adora viver uma aventura diferente todos os dias. Os pais nem sempre a deixam fazer o que ela quer, mas são os melhores pais do mundo.
E, às vezes, a escola parece-lhe uma chatice. Tu percebes. Tu és assim. Tu és a Alice!

Espreita o livro por dentro aqui.

Idade-alvo: A partir dos 4 anos

Desta coleção no Segredo dos Livros:
Alice 10: Um Desfile de Sonho
Alice 9: Chegaram as Primas!
Alice 8: O Concurso de Talentos
Alice 1: Uma Nova Amiga

Autora:

Rita Vilela é licenciada em psicologia e desenvolveu o seu percurso profissional na sua área da formação. Hoje, conjuga esse trabalho com o exercício da terapia, da escrita e outras atividades ligadas às palavras… e às pessoas. Começou tarde a sua atividade como autora, mas, uma vez iniciada, nunca mais parou. Esta autora portuguesa publicou o seu primeiro livro em 2008 e, nove anos depois, conta já no seu currículo com mais de 30 livros publicados em Portugal (alguns dos quais nos maiores grupos editoriais portugueses), um livro publicado em Itália e outro na Venezuela. A sua escrita caracteriza-se pela versatilidade, com obras distribuídas entre a fantasia e aventura, fantasia histórica,
metáforas e fábulas, obras infantis, ficção, romance, banda desenhada e teatro.

Saiba mais no blogue da autora.

Autora:

Ana Valente é ilustradora e arquiteta. Nascida e criada em Lisboa, a sua paixão pelo desenho começou no momento em que aprendeu a pegar num lápis. Neste momento, trabalha como freelancer em ilustração, paginação e publicidade.

Siga a autora na sua página no Facebook.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09
  • Autobiografia
    "Autobiografia" , o novo romance de José Luís Peixoto, é o 3º livro que leio deste autor. Os anteriores ...
  • 18.08.2019 17:41
  • A Dama do Quimono Branco
    Com este volume, termina a saga do Samurai Negro, constituída por uma trilogia de romances históricos ...
  • 29.07.2019 17:54

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Algumas obras morrem porque nada valem; estas, por morrerem logo, são natimortas. Outras têm o dia breve que lhes confere a sua expressão de um estado de espírito passageiro ou de uma moda da sociedade; morrem na infância. Outras, de maior escopo, coexistem com uma época inteira do país, em cuja língua foram escritas, e, passada essa época, elas também passam; morrem na puberdade da fama e não alcançam mais do que a adolescência na vida perene da glória. Outras ainda, como exprimem coisas fundamentais da mentalidade do seu país, ou da civilização, a que ele pertence, duram tanto quanto dura aquela civilização; essas alcançam a idade adulta da glória universal. Mas outras duram além da civilização, cujos sentimentos expressam. Essas atingem aquela maturidade de vida que é tão mortal como os Deuses, que começam mas não acabam, como acontece com o Tempo."
Fernando Pessoa, in Heróstrato