Casa de Bonecas

Autora: Jemima Pipe
Ilustração: Maria Taylor
Edição: Nov/2012
Páginas: 26
ISBN: 9789896920364
Editoras: Arte Plural / Círculo de Leitores

Bem-vindo à Alameda das Acácias n.º 51, a casa da família Castro.
Porque é que no século XIX se costumava tomar banho apenas uma vez por semana? Que objeto era feito com cerdas de porco? Porque demorava três horas a limpar uma sala de estar?
Ao entrar nesta casa, descobre-se como era viver durante esta época. Depois é abrir as janelas e aprender tudo sobre os utensílios que se usavam neste tempo, desvendar o mistério da família e encontrar tesouros perdidos! Um livro com muitos factos históricos fascinantes.

Casa de Bonecas inclui 150 janelas para explorar e 10 personagens destacáveis para brincar.

Autora:
Jemima Pipe é licenciada em História Moderna pela Universidade de Oxford. Depois de vários anos como editora de publicações para os mais pequenos, Pipe decidiu ser freelancer. Como escritora tem mais de 100 títulos infantis, incluindo história, romances gráficos e livros de fantasia.
Ilustradora:
Maria Taylor vive em Plymouth, Devon, onde leciona ilustração no Plymouth Art College. Já ilustrou para as crianças da ala pediátrica do Plymouth Hospital e livros para a Penguin.

1 comentários
0 likes
Anterior: Histórias às CoresSeguinte: O Mundo de Tolkien

Comentários

  • Sebastião Barata

    Dezembro 11, 2012 às 17:36
    Responder

    Neste livro, as crianças aprendem a conhecer como era uma casa de família nos finais do séc. XIX. Trata-se de uma casa tipicamente londrina, mas, esquecendo os usos da sociedade inglesa, reflete muito bem a classe média superior da sociedade portuguesa da época. Não tem nada que ver com as casas do povo pobre, nem com os palácios dos senhores, que tinham muito mais criados, coudelarias, cocheiras, etc.Achei interessante e atrativo para as crianças o sistema de janelas. Trata-se de pequenas zonas amovíveis que, levantadas, mostram o que está atrás de uma porta, dentro de um baú, guardado num armário, […] Ler Mais...Neste livro, as crianças aprendem a conhecer como era uma casa de família nos finais do séc. XIX. Trata-se de uma casa tipicamente londrina, mas, esquecendo os usos da sociedade inglesa, reflete muito bem a classe média superior da sociedade portuguesa da época. Não tem nada que ver com as casas do povo pobre, nem com os palácios dos senhores, que tinham muito mais criados, coudelarias, cocheiras, etc.Achei interessante e atrativo para as crianças o sistema de janelas. Trata-se de pequenas zonas amovíveis que, levantadas, mostram o que está atrás de uma porta, dentro de um baú, guardado num armário, etc. Muitas têm uma legenda explicativa no interior. Há também um conjunto de figuras destacáveis que reproduzem os moradores e podem ser deslocadas pelas várias divisões da casa.Além disso, há dois jogos que ajudam a manter o interesse das crianças até ao fim: descobrir os objetos que ainda não existiam na época; descobrir a origem de uns estranhos ruídos que a criada ouvia durante a noite.É um livro bastante resistente, mas, mesmo assim, não aconselhável para crianças de menos de 6 ou 7 anos, por duas razões: o tema não é interessante para elas; há o risco de destruírem o livro arrancando as janelas, o que seria uma pena, porque é o que lhe dá graça.Um livro interessante para desenvolver a cultura geral das crianças do 1º e 2º ciclo. Read Less

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes