Gaspar, o dedo diferente

FaceBook  Twitter  

  

Autora: Ana Luísa Amaral
Ilustradora: Abigail Ascenso
Edição: Jan/2011
Páginas: 36
ISBN: 9789722633352
Editora: Civilização


Era uma vez um dedo indicador chamado Gaspar, que vivia numa certa mão chamada Josefina. O Gaspar tinha dois irmãos e duas irmãs: a Lili, a mais gordinha; a Mariana, a do meio; o Miguel, que se chama assim para rimar com anel; e o Jorginho, o mais pequenino. Josefina, Lili, Gaspar, Mariana, Miguel e Jorginho viviam num corpo que se chama Rita. Em frente noutra mão, viviam cinco primos, e quando Rita pegava numa bola grande, ou cruzava as mãos, ou batia palmas de contente, eram grandes reuniões de família.

Gaspar considerava-se um dedo feliz, mas um dia aconteceu que estava todo vestido de branco. Gaspar, apesar de saber que se devia sentir igual aos outros, não conseguia evitar sentir-se diferente…

Autora:

Ana Luísa Amaral ensinou na Faculdade de Letras do Porto e tem um doutoramento sobre Emily Dickinson. É autora de mais de duas dezenas de livros de poesia e livros infantis e traduziu diversos autores para a nossa língua, como John Updike ou Emily Dickinson.
A sua obra encontra-se traduzida e publicada em vários países, tendo obtido diversos prémios, de que destacamos o Prémio Literário Correntes d'Escritas, o Premio Letterario Poesia Giuseppe Acerbi ou o Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores.

Autora:

Abigail Ascenso nasceu em Leiria, em 1979. É licenciada em Design de Comunicação/Arte Gráfica pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. Fundou em 2003, com Fedra Santos, o atelier Furtacores Design e Comunicação, onde tem desenvolvido trabalho nas áreas de design gráfico, fotografia e ilustração infantil. Entre os livros infantis que ilustrou, contam-se As Visitas do Pai Natal e Será que Sou Neto da Bruxa?, de José Viale Moutinho; A Minha Irmã e Eu, O Meu Irmão e Eu O Abecedário Mágico, de Maria Teresa Maia Gonzalez; e Gaspar, o Dedo Diferente, de Ana Luísa Amaral. Como ilustradora, colabora também regularmente com a revista Pais & Filhos.

Comentários  

 
#1 Sebastião Barata 2011-02-25 22:39
É a história de Gaspar, um dedo que se julgava mais importante que os outros, porque era ele que a dona utilizava para apontar tudo. Um dia a dona da mão caiu e os outros dedos todos fizeram força para que ele só fizesse um golpe que levou dois pontos.
O Gaspar percebeu que não era melhor nem pior que os outros dedos e todos, embora diferentes, fazem falta.
Apresenta desenhos de mãos e dedos muito sugestivos. Destina-se a crianças que já saibam ler.
Só tenho um reparo: parece-me que devia ensinar à criança o nome de cada um dos cinco dedos da mão (polegar, indicador, etc.), independentemen te de atribuir um nome próprio a cada um.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Ilustre Casa de Ramires
    NOTA: Este comentário contém spoilers (*** não leia se pretender ainda ler o livro ***) Após 2 ou ...
  • 28.06.2020 09:42
  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03

Últimos Tópicos

    • Navia
    • Navia, nascida no ano 410 D.C, época em que a Lusitânia encontra-se instável...
    • há 1 hora 22 minutos
    • Navia
    • Navia Navia, nascida no ano 410 D.C, época em que a Lusitânia encontra-se...
    • há 1 hora 25 minutos

Uma Pequena Palavra...

"Escrever um romance é um strip-tease invertido e todos os romancistas são exibicionistas discretos." Mario Vargas Llosa