Histórias do Trasgo Rasgo

Autor: Pedro Sena-Lino
Ilustração:
Dinis Mota
Edição: Jun/2011
Colecção: Bau Das Lendas nº 1
Páginas: 36
ISBN: 9789896282257
Editora: Booklândia (uma chancela QuidNovi)

 

 

A crença de que o mundo foi (e ainda é!) povoado por gnomos ou duendes faz parte do nosso imaginário. Em Trás-os-Montes, onde se contam muitas lendas de diabretes, chamam-lhes Trasgos, mas nos Açores, designadamente na ilha do Pico, são conhecidos como Labregos.
Independentemente do nome, estas criaturas são sempre inquietantes e malignas. De tal forma que, ao longo dos tempos, se atribuíram a estes malandros muitas das traquinices que a vida nos prega. São precisamente essas histórias dos nossos duendes que o escritor Pedro Sena-Lino reconta neste primeiro volume da colecção Baú das Lendas.

Pedro Sena-Lino

Pedro Sena-Lino (Lisboa, 1977) é poeta e ficcionista. Cresceu em Paço d’Arcos, à sombra do palácio do Marquês de Pombal. Fundou e dirigiu a Companhia do Eu (2005-2013), uma escola de escrita criativa. Doutorou-se em Literatura Portuguesa do Século XVII na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. É professor assistente na Universidade de Gante (Bélgica) e vive em Bruxelas. Está a trabalhar no seu terceiro romance e numa segunda biografia de uma personagem portuguesa do século XVIII. Ainda escreve cartas.

Autor – Dinis Mota

Autor:

Dinis Mota é ilustrador.
Frequentou a escola Escola Secundária Artística António Arroio e o IADE – Creative University
Pode segui-lo no seu blogue dinismota.blogspot.pt ou na sua página do Facebook.

1 comentários
1 like
Anterior: A História Maravilhosa dos Três Pastorinhos de FátimaSeguinte: Um Sonho de Gigante

Comentários

  • Sebastião Barata

    Agosto 16, 2011 às 18:15
    Responder

    As lendas sobre os gnomos ou duendes são uma constante no imaginário popular de todo o mundo. Em portugal são conhecidos por Trasgos, Maruxinhos, Labregos, Diabretes, etc. Os gnomos são seres imaginários, aos quais o povo atribui um carácter brincalhão, traquinas, por vezes maldoso, para tentar arranjar uma explicação para coisas que não consegue explicar, no fundo para justificar os seus medos.Neste livro, são adaptadas e contadas em verso (tão ao gosto popular) duas histórias tradicionais portuguesas de diabretes, a primeira de Trás-os Montes (Chaves) e a outra dos Açores. Claro que os Trasgos, capitaneados pelo Rasgo, vão encher os […] Ler Mais...As lendas sobre os gnomos ou duendes são uma constante no imaginário popular de todo o mundo. Em portugal são conhecidos por Trasgos, Maruxinhos, Labregos, Diabretes, etc. Os gnomos são seres imaginários, aos quais o povo atribui um carácter brincalhão, traquinas, por vezes maldoso, para tentar arranjar uma explicação para coisas que não consegue explicar, no fundo para justificar os seus medos.Neste livro, são adaptadas e contadas em verso (tão ao gosto popular) duas histórias tradicionais portuguesas de diabretes, a primeira de Trás-os Montes (Chaves) e a outra dos Açores. Claro que os Trasgos, capitaneados pelo Rasgo, vão encher os humanos de medo, que fogem deles a sete pés.No meu entender, este não é um livro infantil. Duvido mesmo que fosse essa a intenção do autor e dos editores. Duvido que a linguagem utilizada e as próprias ilustrações, muito estilizadas, pudessem despertar o interesse dos nossos filhos pequenos.Aliás, se assim foi, este não é o primeiro livro ilustrado para adultos a ser publicado nosso meio literário nos últimos tempos.Com esta ressalva, considero-o bastante inovador e interessante. Com esta obra, a QuidNovi lança a colecção "Baú das Lendas", integrada na chancela Booklândia. Uma experiência que merece continuação. Read Less

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes