O Tesouro

FaceBook  Twitter  

  

 

Autor: Manuel António Pina
Ilustração: Pedro Proença
Edição: Abr/2013
Páginas: 48
ISBN: 9789723716955
Editora: Assírio & Alvim

 

 

Um livro de Manuel António Pina para os mais pequenos sobre a ditadura, o 25 de abril de 1974 e um grande tesouro: a liberdade.
O Tesouro foi publicado pela primeira vez em 1994, pela Associação 25 de Abril e pela APRIL, com o alto patrocínio do Presidente da República de então, Dr. Mário Soares. Em 1999, nos 25 anos do 25 de Abril, O Tesouro deu origem ao premiado filme de João Botelho: Se a Memória Existe.

A nova edição foi enriquecida com magníficos desenhos de Pedro Proença: uma parceria que já nos habituou a outros “tesouros”, como O Pequeno Livro da Desmatemática ou Perguntem aos Vossos Gatos e aos Vossos Cães.

O Tesouro está recomendado pelo PNL para o 3.º ano de escolaridade — leitura orientada em sala de aula — Grau de Dificuldade II.

Autor:

Manuel António Pina nasceu no Sabugal, em 1943 e faleceu a 19 de outubro de 2012, no Porto. Exerceu advocacia, trabalhou na publicidade e no jornalismo. Autor de livros para a infância e juventude e de textos poéticos, a sua obra apresenta uma grande coesão estrutural e reflete uma grande criatividade, exigindo do leitor um profundo sentido crítico e descodificador. "Brincando" com as palavras e os conceitos, num verdadeiro trocadilho, Manuel António Pina faz da sua obra um permanente "jogo de imaginação", tal labirinto que obriga a um verdadeiro trabalho de desconstrução para se encontrar a saída.
É autor de uma notável obra literária, galardoada com diversos prémios, entre eles o Prémio Camões em 2011. A título póstumo, foi ainda galardoado com o Prémio de Poesia Teixeira de Pascoaes, pelo livro Como se Desenha uma Casa, e com o Prémio Especial da Crítica dos Prémios de Edição Ler/Booktailors 2012, pelo livro Todas as Palavras – Poesia Reunida.

Comentários  

 
#1 Sebastião Barata 2013-05-29 23:11
Um livro excelente para contar às crianças como era o regime fascista e o valor da liberdade. A linguagem é adequada à faixa etária recomendada. Aliás, li o livro ao meu neto de 4 anos e ele compreendeu suficientemente a história. Claro que tive de lhe explicar o que é a liberdade e porque ela é tão importante.
As imagens são muito sugestivas e adequadas ao imaginário infantil. Mostram perfeitamente como era a vida no País das Pessoas Tristes e como tudo se modificou com a Revolução.

Um livro para crianças de um dos poetas mais carismáticos da nossa literatura contemporânea, há pouco desaparecido do nosso convívio. É merecidamente recomendado pelo Plano Nacional de Leitura, o que não é bem verdade com todos os livros recomendados.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Ilustre Casa de Ramires
    NOTA: Este comentário contém spoilers (*** não leia se pretender ainda ler o livro ***) Após 2 ou ...
  • 28.06.2020 09:42
  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03

Últimos Tópicos

    • Navia
    • Navia, nascida no ano 410 D.C, época em que a Lusitânia encontra-se instável...
    • há 6 dias 14 horas
    • Navia
    • Navia Navia, nascida no ano 410 D.C, época em que a Lusitânia encontra-se...
    • há 6 dias 14 horas

Uma Pequena Palavra...

"Cada livro, cada volume que vês, tem alma. A alma de quem o escreveu e a alma dos que o leram e viveram e sonharam com ele. Cada vez que um livro muda de mãos, cada vez que alguém desliza o olhar pelas suas páginas, o seu espírito cresce e torna-se forte."
Carlos Ruiz Zafón in A sombra do vento