A Imperfeição é uma Virtude

 

 

Subtítulo: Pare de tentar ser perfeito e aceite-se tal como é
Autora: Brene Brown
Edição: Fev/2015
Páginas: 240
ISBN: 9789896683436
Editora: Nascente

 

 


Todos os dias nos deparamos com uma imensidão de imagens e mensagens da sociedade e dos media que nos dizem quem, o quê e como devemos ser. Fazem-nos acreditar que se tivermos uma aparência impecável e uma vida perfeita não iremos sentir-nos desadequados. E assim a maioria das pessoas atua diariamente, fingindo-se feliz e perfeita, ao mesmo tempo que na intimidade pensa em coisas como:
«E se eu não conseguir manter tudo aquilo que tenho? O que é que os outros vão pensar se eu falhar ou desistir? Quando vou poder parar de provar o que valho?»

Ao longo de dez capítulos, muito simples e intuitivos, Brené Brown entra na nossa mente, no nosso coração e espírito e explica como podemos cultivar a coragem, a compaixão e as relações de maneira a acordarmos de manhã e pensarmos:
«Não importa o que faço ou o que deixo por fazer, eu sou suficiente.»
E assim à noite, quando nos deitarmos, poderemos dizer:
«Sim, às vezes tenho medo, mas também consigo ter coragem. E, sim, eu sou imperfeito e vulnerável, mas isso não altera em nada o facto de eu ser merecedor de AMOR.»

Leia as primeiras páginas aqui.

Autora:

Brené Brown é norte-americana, doutorada em Serviço Social e professora e investigadora na Universidade de Houston, no Texas. É uma oradora de renome internacional e ganhou vários prémios de ensino, incluindo o Outstanding Faculty Award.
A sua investigação pioneira foi apresentada na PBS, NPR e CNN. A palestra TEDxHouston de 2010 de Brené Brown, The Power of Vulnerability, é uma das cinco palestras TED mais vistas no site TED.com, com mais de 18 milhões de visualizações.
Brené Brown também é a autora de A Coragem de Ser Imperfeito (publicado pela Nascente), I Thought It Was Just Me (2007) e Connections (2009), um currículo de resiliência à vergonha que está a inspirar pessoas em todo o mundo.
Brené vive em Houston com o marido, Steve, e os seus dois filhos, Ellen e Charlie.

Veja aqui o booktrailer:

Comentários  

 
#2 sílvia 2015-03-21 18:39
Já li bastantes livros de desenvolvimento pessoal, mas nenhum como este. Difícil foi largá-lo!

A autora escreve de uma forma simples, consistente, super informal, mas com sólidos alicerces. Senti empatia com a autora.

Aborda assuntos que não me recordo de ter lido em livros deste género e gostei disso. Uma abordagem um pouco diferente do habitual.

Há diversos exemplos pessoais que nos ajudam a perceber o que autora pretende dizer.

Um livro leve, muito humano, que nos tira um peso de cima dos ombros!

Gostei tanto que fiquei curiosa acerca do outro livro da autora.
 
 
#1 Lia Costa 2015-03-10 09:32
Não é hábito meu opinar sobre livros de desenvolvimento pessoal, dado que a comoção posterior à leitura de um livro deste género é muito mais pessoal do que a leitura de um livro de ficção. Dependerá muito mais do nível de aceitação/resis tência/vontade de cada leitor do que propriamente da qualidade ou tema abordado no livro.

Tenho alguns conhecimentos básicos (a nível do senso comum, nada técnico) sobre alguns dos pontos abordados no livro. Por isso, estou mais receptiva a certos aspectos, alguns dos quais já eram do meu conhecimento, enquanto outros foram uma completa novidade.

A nível geral, achei o livro bem concebido. O tema é interessante, mas achei que a sua escrita, em alguns momentos, se tornava confusa e de difícil compreensão, facto que poderá ser ou não atribuído à tradução.

Em resumo, foi uma leitura agradável e apelativa que nos faz reflectir em diversos aspectos da nossa vida, com descrições de algumas situações reais que assombraram a própria autora e que esta ultrapassou aplicando os ensinamentos de quem vive de coração pleno.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Crash
    Depois de ter lido "Arranha-Céus" de J. G. Ballard, um romance que me deixou a pensar seriamente nos ...
  • 10.07.2019 22:32
  • Amantes de Buenos Aires
    Amantes de Buenos Aires, o novo romance de Alberto S. Santos, baseia-se numa história real e segue a ...
  • 08.07.2019 16:24
  • 25 de Abril, Corte e Costura
    Este livro é exatamente o que eu esperava dele: uma sucessão de quadros em que se ridiculariza a ...
  • 28.04.2019 21:03

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Acredito que, assim como na nossa vida se vão sucedendo acontecimentos de todo o tipo, também na literatura se sucedem esses acontecimentos, que são expressão do que sentimos e pensamos: a criação é a forma que temos de colocar cá fora as nossas esperanças, as nossas certezas, dúvidas, as nossas ideias."
José Saramago in A Estátua e a Pedra