A Sabedoria Nossa de Cada Dia

 

 

Autor: Augusto Cury
Edição: 2009
Páginas: 168
ISBN: 9789727118663
Editora: Pergaminho

 

 

Um dos maiores segredos da existência é o autoconhecimento e a compreensão de que não somos heróis, mas seres humanos sujeitos a inúmeras falhas. Aceitar as nossas limitações e imperfeições pode causar-nos uma breve inquietação, mas também pode dar-nos uma oportunidade preciosa para transformar a ansiedade em criatividade, as decepções em tolerância e as perdas em maturidade. Para isso, nutra a sua emoção e o seu intelecto com sabedoria, humildade, generosidade e tranquilidade.

Embora muitos tenham uma mesa farta, vivemos numa sociedade de famintos. Desejo que os seus dias sejam felizes mesmo diante dos seus desertos. A psicologia do Pai-Nosso não é apenas a psicologia do eu nutrido e saciado, nem a do eu como gestor da psique, mas do eu enamorado pela vida, apaixonado pela existência, que esculpe impressões belíssimas nas pessoas com quem convive.

Autor:

Augusto Cury é psiquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor. Desenvolveu o conceito de inteligência multifocal, uma perspetiva inovadora do funcionamento da mente e da construção do pensamento. É investigador na área de qualidade de vida e de desenvolvimento da inteligência, abordando a natureza, a construção e a dinâmica da emoção e dos pensamentos. Os seus livros ocupam os lugares cimeiros nas listas de livros mais vendidos em todos os países onde são publicados. É considerado o autor mais lido do Brasil dos últimos anos e um verdadeiro fenómeno editorial, com mais de 20 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.
Dirige o Instituto Academia de Inteligência, que dá formação a executivos, educadores, médicos, psicólogos, advogados, universitários e a qualquer pessoa interessada em expandir os horizontes da sua mente, em educar a sua emoção e em melhorar a sua qualidade de vida.
O Dr. Cury é patrono da Universidade da Criança em Portugal e doutor Honoris Causa da universidade Unifil, assim como membro de honra da academia de génios do Instituto da Inteligência, no Porto.

Saiba mais em grupoaugustocury.com.br/augustocury


Comentários  

 
#1 Ana 2009-11-25 09:11
Qualquer dos livros que já tive oportunidade de ler deste autor foram excelentes!

Uma leitura que nos leva a reflectir.

Cada livro de Augusto Cury é uma aprendizagem.

Nas coisas mais simples e que não damos importância, o autor mostra que não é bem assim. Às vezes uma palavra ou uma frase tem uma informação preciosa, necessária, um ensinamento nas entrelinhas.

Este livro, a sabedoria nossa de cada dia" mostra-nos os segredos da oração Pai-Nosso, ou seja, como podemos aprender a superar os conflitos humanos.

Quero salientar algumas passagens do livro que gostei, porque nunca pensamos muito nelas, mas que têm muita importância no nosso dia a dia:
"Veremos que viver é uma arte belíssima e extremamente complicada. Existir é uma experiência complexa que possui variáveis nem sempre controláveis. A pessoa mais calma vive momentos de ansiedade; a mais coerente, momentos ilógicos."

"Paciência e tolerância são elementos insubstituíveis para quem quer estimular os outros a crescer. Rigidez e intolerância são elementos fundamentais para bloquear a criatividade das pessoas."

O que transcrevo a seguir é o retrato fiel do que devemos ter com os nossos filhos e infelizmente não é o que acontece na maioria dos lares.

Os pais mostram aos filhos que se pode ter tudo, ou seja, ter bens materiais, mas esquecem-se do mais importante, que é dar deles, do tempo deles. Muitos pais tentam com os presentes compensar a falta de tempo de estar com os filhos. Não é preciso quantidade, mas sim qualidade de tempo.

É necessário que os nossos filhos nos vejam tal e qual somos, com as nossas fraquezas, inseguranças, mas também os nossos sucessos, a nossa maneira de estar na vida.
"Qualquer pai com uma boa condição financeira pode dar presentes, computadores, roupa e as melhores escolas aos filhos, mas só os pais maduros se dão a si próprios e repartem as suas histórias para que os filhos desenvolvam a sua personalidade com sabedoria. Só os pais intelectualment e nobre contam os seus sofrimentos e derramam as suas lágrimas diante dos filhos, para que eles aprendam a tropeçar e a levantar-se, a chorar e a serem consolados.

Esta linha de pensamento é um dos segredos subjacentes à oração do Pai-Nosso."

Uma leitura recomendada a todas as pessoas!!!!!!!! !
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Recriação do Mundo
    Não é segredo que a Alemanha e a URSS correram contra o tempo e contra os Estados Unidos da América para ...
  • 22.09.2019 13:21
  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09
  • Autobiografia
    "Autobiografia" , o novo romance de José Luís Peixoto, é o 3º livro que leio deste autor. Os anteriores ...
  • 18.08.2019 17:41

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Como um dia alguém me ensinou, os bons amigos são como os livros, nunca partem de vez. Sempre ficam no nosso coração."
Alberto S. Santos, in Para lá de Bagdad