B'teen - É a Vida dos Adolescentes de Hoje

 

 

Autor: Pedro Strecht
Género: Saúde mental
Edição: Jan/2017
Páginas: 160
ISBN: 9789898816474
Editora: Verso de Kapa

 

 

Ser teenager nos tempos actuais…
Que novos desafios enfrentam pais e professores e que respostas precisam todos de ter perante o dia-a-dia de adolescentes com idades compreendidas entre os 13 e os 19 anos?
Neste seu novo livro, Pedro Strecht, médico de psiquiatria da infância e adolescência, explora em diferentes capítulos alguns dos aspectos essenciais da vida dos rapazes e raparigas de hoje, procurando alertar os adultos para a necessidade de compreensão de uma realidade absolutamente diversa daquela que eles próprios conheceram há uns anos atrás.

Imagem corporal, desempenho escolar, sexualidade e afectos, a influência do grupo, o poder das novas tecnologias e os riscos comuns do excesso de álcool e drogas, são alguns dos temas abordados de forma clara e esclarecedora ao longo deste trabalho, em que não podiam também faltar breves testemunhos de pais e filhos…adolescentes!

Autor:

Pedro Strecht nasceu em 1966. Licenciou-se em Medicina em 1989, especializou-se em Psiquiatria da Infância e Adolescência (Pedopsiquiatria) em 1995 e é autor de mais de trinta livros.
Exerceu diversas funções ao longo da sua vida profissional: foi professor do ensino secundário e do ensino superior; médico no Hospital de Dona Estefânia, no Chapitô, nos Centros Educativos da Bela Vista e Padre António de Oliveira, no Centro Dr. João dos Santos – Casa da Praia e na Cooperativa «A Torre»; supervisor do Projeto de Apoio à Família e à Criança Maltratada; colunista da revista Pais e Filhos e do jornal Público, e coordenador da Equipa de Intervenção Psicossocial do Gabinete de Reconversão do Casal Ventoso e também da Equipa de Intervenção em Crise da Casa Pia de Lisboa.
Atualmente, trabalha em consulta privada, na ART – Associação de Respostas Terapêuticas e no GPS, um lar de infância e juventude especializado. Distribui o seu trabalho de base ao longo de quatro dias da semana, durante dez meses do ano. Tem como outros interesses fundamentais a música, a literatura, a escrita e a Natureza. Não usa relógio e ainda não se adaptou a telemóveis das novas gerações. Não tem e não acede a redes sociais. A melhor definição de tempo que ouviu até à presente data foi-lhe transmitida por uma criança de sete anos: «O tempo é uma bola redonda que ainda não parou de andar.»

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Autópsia
    Lê-se na contrapaca deste livro que se trata de "uma arrepiante distopia, retrato de uma humanidade náufraga".
  • 21.10.2019 22:21
  • A Recriação do Mundo
    Não é segredo que a Alemanha e a URSS correram contra o tempo e contra os Estados Unidos da América para ...
  • 22.09.2019 13:21
  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"É fácil que prefiras não escrever, mas sabes quantos olhos estão à espera que continues? É tarde para esses escrúpulos."
José Luís Peixoto, in Em Teu ventre