Se Sentes, Não Hesites

 

 

Autor: Manuel Clemente
Género: Autoajuda
Edição: Mai/2019
Páginas: 208
ISBN: 9789898907738
Editora: Alma dos Livros

 

 

 

Desiste sempre daquilo que não for para ti
Está na hora de admitirmos que a vida não está a resultar: acordamos a desejar que o dia passe depressa, aceitamos situações que não merecemos e vivemos uma rotina que nos deprime a cada dia.
Crescemos cercados de regras. Habituámo-nos a que fosse a sociedade a dizer-nos como comer, vestir, casar, amar e trabalhar. Em cada instante, houve sempre alguém pronto a orientar-nos com um: «Devias fazer assim…»
Se não estiverem ao serviço da felicidade, as nossas escolhas nunca vão fazer sentido.

Este livro nasceu quando tomei a decisão de desistir de uma vida que não era minha. Despedi-me do emprego que tinha, viajei muito e fiz voluntariado internacional. Estas experiências permitiram-me descobrir que viver é muito mais do que acrescentar anos à idade.
Nestas páginas, procuro questionar, refletir e abordar o que são as nossas vidas numa perspetiva diferente. Mostrar que esta experiência no planeta Terra não tem de ser um martírio, bem pelo contrário. Hoje sei que, quando escolhemos o que nos faz bem, a vida começa a correr de outra forma. Está nas nossas mãos o poder de mudar e, nos nossos olhos, a capacidade de ver o mundo de uma forma diferente.
Desistir também é para os fortes, os que não aceitam menos do que merecem.
A culpa não é dos teus pais, professores, amigos, chefes, marido ou mulher. Assume a responsabilidade das tuas escolhas. Liberta-te das expectativas. Faz as pazes com o passado. Mantém-te presente e, sempre que sentires, não hesites. Os teus sonhos estão à espera que acordes, para os realizares.

Autor:

Manuel Clemente chorou pela primeira vez (de alegria) em 1989. É natural de Lisboa e formado em Gestão e Engenharia Industrial pelo ISCTE-IUL. Fez voluntariado de longa duração em Cabo Verde e, por lá, aprendeu a pensar com o coração. Em 2016, começou a cativar os seus primeiros leitores quando deu à luz a página Semtimenos, no Instagram. Adora brincar com as palavras para desconstruir a realidade e questionar o estabelecido. Escreve também, regularmente, crónicas de opinião para o suplemento P3 do jornal Público. Gosta de dormir para sonhar e de acordar para realizar. Acredita que ninguém é zé-ninguém e que todos devemos tentar viver a nossa melhor vida.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Morte do Papa
    Depois de ter lido todos os livros anteriores de Nuno Nepomuceno, este foi o primeiro em que tive ...
  • 24.02.2020 00:22
  • Pão de Açúcar
    Faz agora em fevereiro catorze anos que se deu um acontecimento que apaixonou o País e deixou os ...
  • 02.02.2020 22:44
  • Budapeste
    Este livro fala de uma profissão que muitos podem considerar ficção, mas é muito real e mais vulgar do ...
  • 18.01.2020 23:22

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Era uma vez uma mulher cujo ofício era contar histórias. Andava por todo o lado oferecendo a sua mercadoria, relatos de aventuras, de suspense, de horror ou de luxúria, tudo a um preço justo. Num meio dia de agosto encontrava-se no centro de uma praça quando viu avançar na sua direção um homem (...) És tu a que conta histórias?, perguntou o estrangeiro. (...) Então vende-me um passado, porque o meu está cheio de sangue e de lamentos e não me serve para percorrer a vida."
Isabel Allende
in Eva Luna