Ainda pode apresentar a sua sugestão para PALAVRA DO ANO

FaceBook  Twitter  

Hoje, dia 30 de novembro, é o último dia para apresentar a sua sugestão para a PALAVRA DO ANO® 2017. Amanhã, dia 1 de dezembro, serão anunciadas as 10 candidatas a PALAVRA DO ANO® 2017, cuja votação esatrá aberta durante todo o mês de dezembro. A vencedora será anunciada no dia 4 de janeiro.

Termina hoje o período de propostas para a PALAVRA DO ANO® 2017. Todas as sugestões que foram feitas pelos portugueses, ao longo dos meses, através do site www.palavradoano.pt, foram ponderadas com o trabalho de observação e acompanhamento da realidade da língua portuguesa feito pela Porto Editora, tanto nos meios de comunicação e redes sociais, como no registo de consultas nos dicionários online e mobile.

Amanhã será divulgada a lista de 10 candidatas e a PALAVRA DO ANO ® 2017 será conhecida a 4 de janeiro de 2018. De recordar que, nos anos anteriores, o público português elegeu as seguintes palavras: "esmiuçar" (2009), "vuvuzela" (2010), "austeridade" (2011), "entroikado" (2012), "bombeiro" (2013), "corrupção" (2014), "refugiado" (2015) e "geringonça" (2016).

Esta é a nona edição de uma iniciativa com a marca registada da Porto Editora que tem como principal objetivo sublinhar a riqueza lexical e o dinamismo criativo da língua portuguesa, património vivo e precioso de todos os que nela se expressam, acentuando, assim, a importância das palavras e dos seus significados na produção individual e social dos sentidos com que vamos interpretando e construindo a própria vida.

Últimas Opiniões

  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09
  • Autobiografia
    "Autobiografia" , o novo romance de José Luís Peixoto, é o 3º livro que leio deste autor. Os anteriores ...
  • 18.08.2019 17:41
  • A Dama do Quimono Branco
    Com este volume, termina a saga do Samurai Negro, constituída por uma trilogia de romances históricos ...
  • 29.07.2019 17:54

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Algumas obras morrem porque nada valem; estas, por morrerem logo, são natimortas. Outras têm o dia breve que lhes confere a sua expressão de um estado de espírito passageiro ou de uma moda da sociedade; morrem na infância. Outras, de maior escopo, coexistem com uma época inteira do país, em cuja língua foram escritas, e, passada essa época, elas também passam; morrem na puberdade da fama e não alcançam mais do que a adolescência na vida perene da glória. Outras ainda, como exprimem coisas fundamentais da mentalidade do seu país, ou da civilização, a que ele pertence, duram tanto quanto dura aquela civilização; essas alcançam a idade adulta da glória universal. Mas outras duram além da civilização, cujos sentimentos expressam. Essas atingem aquela maturidade de vida que é tão mortal como os Deuses, que começam mas não acabam, como acontece com o Tempo."
Fernando Pessoa, in Heróstrato