Café Bertrand - iguarias com livros

FaceBook  Twitter  

Novo espaço da livraria mais antiga do mundo convida a provar os livros
A livraria Bertrand do Chiado comemora o seu 285º aniversário com a abertura do Café Bertrand, um espaço único onde os livros são os anfitriões. A esses, juntam-se as comidas e as bebidas para garantir que os leitores e clientes da livraria mais antiga do mundo saboreiam os livros com tempo.

Com entrada pela Livraria ou pela Rua Anchieta, o Café Bertrand propõe uma ementa simples mas sofisticada, com pratos e criações que dão a conhecer o melhor da gastronomia portuguesa. E especialmente para aqueles que gostam de vinho, a carta de vinhos conta com mais de 60 referências nacionais, de todas as regiões, onde é possível ler sobre cada região e a sua especificidade, saber quais as notas de prova de cada vinho e até os prémios obtidos por cada um deles. Neste espaço intimista e tranquilo, onde os visitantes são recebidos por um grande mural de Fernando Pessoa da autoria da artista Tamara Alves, o conceito é verdadeiramente livresco: os pratos que constam na ementa inspiram-se em livros de gastronomia, de vinhos, de poesia.

«Neste café, bem como em tudo o que fazemos, os livros ( são a nossa a fonte de inspiração», afirma a responsável da Livraria Bertrand. «Com eles, fazemos uma verdadeira e profunda viagem pelo nosso país: de Trás-os-Montes ao Algarve, desde o queijo e requeijão da Serra da Estrela, o famoso chèvre da Maçussa, presunto e copita de porco preto alentejano ou conservas de peixe de Matosinhos, os nossos visitantes poderão “provar os nossos livros”, usufruindo do melhor que gastronomia portuguesa tem para oferecer. Às várias secções do Café Bertrand - Pão, Torricados, Brusquetas e Sanduíches, Petiscos, Saladas, Nem carne nem peixe -, juntámos as sugestões de nome incontornáveis da gastronomia portuguesa e internacional com as de autores em crescimento. Afinal, todos têm em comum a paixão e o saber gastronómicos.»

Inaugurado em maio, o Café Bertrand tem capacidade para acolher diversos tipos de eventos, como lançamentos de livros, workshops, tertúlias, entre muitos outros, conferindo a este novo espaço um ambiente envolvente, familiar e ideal para quem pretende saborear a literatura.

Café Bertrand – Prove os nossos livros
Rua Garrett, 73-75
1200 Lisboa
Horário: de segunda a domingo, das 9h às 22h

Bertrand Livreiros
Bertrand é hoje o nome da mais antiga livraria do mundo e da maior rede de livrarias portuguesa, com uma superfície comercial atual que ultrapassa os 11.000 m2 distribuídos por Portugal Continental e Ilhas, além de uma livraria online em www.bertrand.pt que disponibiliza o maior catálogo de livros em Portugal com mais de 8 milhões de referências entre livros em português, inglês, francês e espanhol e um serviço de entrega em 24 horas para dezenas de milhares de livros.

Fundada em 1732, por Pedro Faure, de origem francesa, a primeira livraria Bertrand abriu portas na Rua Direita do Loreto, no Chiado, e mantém-se desde a segunda metade do século XVIII nos n.ºs 73-75 da Rua Garrett para onde se transferiu por força do Grande Terramoto de 1755.

Cada livraria é concebida a pensar no público-alvo a que se destina, tendo em conta a sua localização. Assumindo a vocação de ser um espaço de encontro e de cultura, todas as lojas têm uma personalidade própria, promovendo diferentes atividades – leituras, sessões de autógrafos, tertúlias, exposições, lançamentos, entre outros.

O Guinness World Records reconheceu a Livraria Bertrand do Chiado como a mais antiga do mundo em funcionamento.

Últimas Opiniões

  • A arte de caçar destinos
    Quando estava a acabar de ler este livro, comecei a ficar cheio de ideias para fazer um extenso ...
  • 11.09.2017 13:43
  • A Sibila
    Em simultâneo com um livro infantil, esta é a primeira grande obra de Agustina Bessa-Luís a ser lançada ...
  • 28.08.2017 09:22
  • Terrarium
    Não sei se todos os que estão a ler este comentário sabem o que é um "Terrarium". Para quem não sabe ...
  • 19.08.2017 23:11

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"O Homem e o escritor são a mesma pessoa. Mas este facto constitui a maior descoberta de um escritor. Precisei de muito tempo - e de quantas páginas escritas! - para chegar a essa síntese."
V.S.Naipaul, in O Enigma da Chegada.