CHERUB chega ao fim

No dia 3 de novembro, chegou às livrarias o livro Novo Exército, o muito esperado final da série infantojuvenil CHERUB, de Robert Muchamore, um excelente pretexto para falarmos desta coleção que tem feito sonhar milhares de crianças e adolescentes. Ao longo de vários anos, fomos acompanhando as missões de espionagem da CHERUB – o braço juvenil dos serviços secretos britânicos, um grupo secreto de agentes incomuns: órfãos altamente treinados para se infiltrarem em grupos criminosos e terroristas fora do alcance de qualquer adulto.

CHERUB é uma das séries de livros favoritas dos jovens adolescentes, escrita pelo inglês Robert Muchamore.
O primeiro volume foi publicado no Reino Unido em abril de 2004 e o último, o 17º, no passado mês de junho de 2016. Coleção de grande sucesso, tem arrebatado muitos e importantes prémios. Pouco depois do lançamento no Reino Unido,  os livros começaram a serem lançados nos E.U.A., na Nova Zelândia e na Austrália, tendo também sido traduzidos para várias línguas, como francês, espanhol, russo e português.
A Coleção CHERUB já vendeu milhões de exemplares em todo o mundo e a lista de prémios que venceu é enorme.

A história
CHERUB é uma agência que pertence aos Serviços Secretos Britânicos (MI5). Os seus membros, os querubins,  têm entre dez e dezassete anos. Todos são órfãos recrutados em lares de acolhimento e treinados para trabalharem como agentes secretos. Estas crianças são agentes profissionais, treinados para escapar ao radar dos adultos. Afinal, a “inocência” das crianças pode ser o melhor disfarce.
Original e surpreendente, esta história já fez milhares de crianças e adolescentes sonhar com uma vida de acção e risco, na qual a luta contra terroristas e traficantes é contínua. Aqui as crianças são mais do que meninos e meninas: são espiões profissionais.

Significado de CHERUB
A origem do nome CHERUB é uma incógnita. Foi escrito que, antes que o fundador da agência pudesse explicar o nome, foi assassinado e, como era o tempo da II Guerra Mundial e já haviam sido impressos montes de folhas com essa sigla, ela foi assim mantida. Robert Muchamore, revelou que as duas primeiras letras são as iniciais do fundador – Charles Henderson. No entanto, o resto das letras são um mistério e o autor apenas disse que talvez o revelasse no último volume, ou mesmo na série Henderson’s Boys.
Há uma hipótese que nunca vi ser posta, mas talvez o autor se tenha inspirado na palavra do hebraico kerubh (cujo plural é kerubhim) que significa “anjo alado” ou “anjo com asas”, traduzida para português por “querubim” e para inglês por “cherub”. Será?

O campus
Os jovens querubins vivem no campus da CHERUB, cujas instalações secretas se localizam algures numa região rural de Inglaterra. Está rodeado de arame farpado e os seus grandes limites separam-no das povoações próximas, cujos moradores pensam que é um campo de tiro militar. Está bem equipado com várias instalações, incluindo quatro piscinas, duas pistas de obstáculos (uma para todos os querubins e outra para formação de base), seis campos de ténis, uma pista de atletismo, dois campos de futebol e um dojo. O campus também tem um lago, uma capela, quatro pistas de aterragem de helicópteros, um bunker nuclear, o edifício principal, o bloco júnior, o edifício de preparação de missões e uma biblioteca.
As crianças que ainda não entraram na formação têm que dividir o seu quarto com outro colega na mesma situação e podem ter animais de estimação. As que estão a realizar a difícil recruta, vivem no Complexo de Treino e não podem contactar com nenhuma pessoa fora desse complexo. Os que passaram a recruta e já são agentes, têm direito a um quarto só para eles no Edifício Principal, com uma casa de banho, um microondas, uma televisão, uma cama, um mini-frigorífico e um computador.
Por trás do campus, encontra-se um aeroporto da R.A.F. e a zona é qualificada como de não voo: os aviões têm que passar acima dos 35 mil pés e a velocidade superior a 15 milhas. Os helicópteros não podem frequentar a zona.
Há uma localidade perto do campus, onde os querubins estão autorizados a passar os tempos livres e onde vivem alguns funcionários (que também podem viver no campus).

T-shirts
Os vários tipos de moradores do campus são identificados pela cor das suas t-shirts.
– A t-shirt laranja é usada por convidados. Os querubins só podem falar com eles se o Diretor(a) der permissão. O não cumprimento desta regra resulta na expulsão do querubim.
– A t-shirt vermelha é usada por querubins que não estão qualificados para entrar na recruta. Uns por serem demasiado jovens para a fazer (a idade mínima de entrada é de 10 anos, mas podem entrar crianças a partir dos 6 anos, se vierem com um irmão mais velho), outros porque não conseguiram completar a recruta.
– A t-shirt azul é usada pelos querubins que estão a realizar a recruta.
– A t-shirt cinzenta é adquirida pelos querubins quando passam a recruta e se qualificam como agentes.
– A t-shirt azul escura é adquirida pelos querubins com ‘excelente’ desempenho numa missão ou desempenho ‘muito elevado’ em duas ou três missões.
– A t-shirt preta é concedida por um excelente desempenho ao longo de várias missões. Um terço dos querubins consegue uma antes de se reformar.
– A t-shirt branca é usada pelos querubins reformados, quando vêm ao campus visitar amigos ou para um acontecimento. É usada também pelos funcionários da organização.

Os livros
CHERUB – Série 1
1. O Recruta
2. O Traficante
3. Segurança Máxima
4. O Golpe
5. A Seita
6. Olho por Olho
7. A Queda
8. Cães Danados
9. O Sonâmbulo
10. O General
11. Gangues
12. Tsunami

CHERUB – Série 2
1. República Popular
2. O Anjo da Guarda
3. Um Dia Negro
4. Vingança
5. Novo exército

CHERUB Henderson’s Boys
Esta série passa-se na Segunda Guerra Mundial, entre 1940 e 1944, e revela os antecedentes da CHERUB.
1. A Evasão
2. O Dia da Águia
3. A Arma Secreta 
4. Lobos Cinzentos
5. O Prisioneiro
6. Tiro Certeiro
7. Batalha Final

O autor
Robert Muchamore nasceu a 26 de dezembro de 1972, em Islington, Inglaterra. Trabalhou durante treze anos como detetive privado, mas abandonou a profissão para se dedicar à escrita a tempo inteiro, depois de ter escrito uma história para o seu sobrinho que não encontrava leituras que lhe agradassem. Desde então, já vendeu milhões de exemplares dos seus livros CHERUB Henderson’s Boys em todo o mundo.
Costuma levar quatro a cinco meses a escrever um livro, sendo que dedica o primeiro mês à pesquisa e o segundo à planificação da história. Só depois escreve. Segundo o próprio, tentar escrever aquilo que gostaria de ter lido aos 13 anos de idade, foi a principal razão para a criação da coleção CHERUB.
Atualmente, dedica-se à nova coleção Rock War, da qual acaba de ser publicado o 4º volume. Em Portugal, só ainda saíram os dois primeiros.
Robert Muchamore vive em Londres, é adepto do Arsenal e adora arte moderna.

Onde encontrar informação
O site do autor: www.muchamore.com
O site inglês da coleção: www.cherubcampus.com
O site português: www.mundocherub.com
A página portuguesa no Facebook: www.facebook.com/mundocheruboficial

0 comentários
0 likes
Anterior: 2666 de Roberto Bolaño melhor livro de língua espanhola dos últimos 25 anosSeguinte: Só Nós Dois

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes