Dom Quixote ensaio - novidades de outono

FaceBook  Twitter  

A Dom Quixote ensaio, uma área de não-ficção do Grupo Leya, publicitou a lista dos livros que vai editar na rentrée deste outono, na Dom Quixote e outras chancelas do grupo Leya.  Por ocasião do centésimo aniversário da Revolução Russa, o tema ocupa um lugar especial. Destacamos ainda um livro de Murakami com 7 contos baseados em personagens históricas, um livro de Isabel do Carmo sobre os movimentos revolucionários das décadas de 60 e 70, uma reedição de um importante livro de Jaime Nogueira Pinto sobre o Islão e mais um livro da coleção 50 ideias.

Aqui fica a nota da Dom Quixote:

SETEMBRO

Homens Sem Mulheres, de Haruki Murakami (Casa das Letras, 19 de setembro)

O que têm em comum os Beatles, Hemingway, François Truffaut, Woody Allen, Tchékhov, um rapaz chamado Gregor Samsa, um médico doente de amor e o dono de um bar de jazz? Haruki Murakami, pois claro. São sete os contos que dão forma ao mais recente livro editado em Portugal. Sete homens desencantados e a contas com a solidão. Sete histórias de mágoa e luto que desafiam os lugares-comuns sobre o amor. Sete maneiras de traduzir a mesma melancolia, enquanto lá fora «a chuva continua a cair, provocando no mundo inteiro um interminável calafrio». Mas não se deixem enganar: este livro está repleto de mulheres: desejadas, sonhadas, traídas, ouvidas, invocadas, incompreendidas, sobrevalorizadas, eternamente amadas e perdidas para sempre.

Pelo Mundo, de Diana Pereira (Casa das Letras, 19 de setembro)

A cozinha, os cheiros e os sabores que a modelo partilha em casa com os dois filhos. Uma viagem pela China, Porto Rico, Índia, México, Turquia, EUA, Tailândia, Marrocos, Japão, Angola, Brasil, Rússia e Líbano. Livro de receitas recolhidas nas viagens realizadas, processo que constituiu em si mesmo uma viagem pelas memórias familiares. “Este livro tem, também, um outro conjunto de memórias associadas. As entradas, sopas, pratos e sobremesas que escolhi são também o resultado dos nossos momentos em família e à mesa”.

Abril e Outras Transições, de José Cutileiro (Dom Quixote, 12 de setembro)

Uma mistura entre livro de memórias e reflexão sobre o país e o mundo, Abril e Outras Transições marca o regresso de José Cutileiro ao mundo literário. No seu estilo inconfundível, o articulista decano do Expresso fala das suas origens e família, da sua juventude passada entre o Alentejo e Lisboa durante o Estado Novo, dos seus estudos em Oxford e da vida de escritor e de diplomata ao mais alto nível durante cerca de vinte anos.

Vinhos de Portugal 2018, de João Paulo Martins (Oficina do Livro, 19 de setembro)

Depois de um ano de interregno, Vinhos de Portugal, o mais respeitado e antigo guia de vinhos do país está de volta com o seu 23.º livro. Nesta obra, poderá encontrar a análise de vinhos de todas as regiões, devidamente assinalados com classificações e notas de prova, assim como uma criteriosa selecção dos melhores vinhos do ano – e, ainda, um capítulo dedicado aos vinhos que custam entre 4 e 10 euros e que custam menos de quatros euros. Para facilitar a sua escolha, o livro inclui um guia de bolso destacável com uma selecção rápida de alguns vinhos. Tudo o que precisa de saber está nestas páginas.

História Íntima da Humanidade, de Theodore Zeldin (Texto, 12 de setembro)

A história das emoções humanas contada em livro. Esta célebre investigação das relações humanas explica como as pessoas do presente e do passado têm escapado à solidão, ao medo, à falta de sentido da vida; como encontram novas paixões e aventuras e como podem evitar serem prisioneiras das suas memórias e erros. “Como homens e mulheres aprenderam a ter conversas interessantes”, “Como o respeito se tornou mais desejável que o poder”, “Como os seres humanos se tornaram hospitaleiros” são alguns dos títulos dos capítulos de uma obra que faz um resumo histórico/cultural da intimidade partindo sempre de pessoas comuns que o autor entrevistou.

50 Marcos da História que precisa mesmo de saber, de Ian Crofton (Dom Quixote, 1 de setembro)

Novo título, o oitavo editado em Portugal, de uma das Coleções internacionais de não-ficção mais bem-sucedidas da última década. A Dom Quixote já lançou 50 Ideias de Matemática, Física, Psicologia, Arquitectura, Genética, Economia e Filosofia. Este é um livro fidedigno e estimulante que resume os acontecimentos cruciais através de todos os continentes e épocas, desde os primórdios da agricultura há dez mil anos até aos ataques às Torres Gémeas em 11 de Setembro de 2001. Ian Crofton, autor de vários livros de história popular, usa o seu estilo vivo para narrar uma série de temas que vão do antigo Egito à China moderna, dos vikings e dos mongóis à Revolução Francesa e à Guerra Fria. Cada capítulo é acompanhado por uma linha do tempo detalhada de datas e acontecimentos, e condimentado com citações contemporâneas selecionadas de figuras tão diversas como Aristóteles, Saladino, Cristóvão Colombo, Galileu, Thomas Jefferson, Mary Wollstonecraft, Lincoln e Winston Churchill.

O Islão e o Ocidente, a Grande Discórdia, de Jaime Nogueira Pinto (Dom Quixote, 4 de setembro)

A quinta edição de O Islão e Ocidente, a Grande Discórdia, de Jaime Nogueira Pinto, inclui um novo prefácio escrito com base nos mais recentes acontecimentos. "Se o fantasma continuar a pairar sobre as nossas cidades, o que fazer? O recurso ao terror é, às vezes, uma forma de legitimar, em nome de uma causa, instintos de violência assassina, essa misteriosa sede de destruição que habita algumas criaturas de Deus e que o ressentimento aviva. Todas estas acções causam uma psicose de risco e de insegurança, criando o clima que leva ao estado de excepção, mas geram também, na normalidade do perigo, um espírito de resistência e de coragem que é a única defesa de uma sociedade ameaçada por este tipo de agressão."

Modelos de Negócios para Equipas, de Tim Clarke e Bruce Hazen (Dom Quixote, 12 de setembro)

Saiba como a sua organização realmente funciona e o lugar de cada um nela. A maior parte dos líderes confia nas comunicações verbais e escritas. Mas essa é uma técnica ultrapassada no mundo de sistemas do nosso tempo. Em vez dessa abordagem, este livro mostra-lhe como a sua equipa realmente funciona e como cada elemento se encaixa nos objectivos traçados. Permite que cada um reconheça o que é preciso fazer em cada momento – sem precisar de perguntar. Modelos de Negócio para Equipas utiliza o mesmo tipo de ferramentas e ilustrações de Criar Modelos de Negócio e de Modelo de Negócio Eu tão populares e bem-sucedidos em todo o mundo. De facto, este livro pode ser a última ferramenta de trabalho de equipa de que alguma de equipa de que alguma vez precisará.

OUTUBRO

Luta Armada, de Isabel do Carmo

As Brigadas Revolucionárias, a ARA e a LUAR contadas pelos próprios protagonistas. E os dias de fúria da Europa rebelde da segunda metade do século XX.

Isabel do Carmo fundou e liderou o Partido Revolucionário do Proletariado e as Brigadas Revolucionárias (PRP-BR). Em Luta Armada conta pela primeira vez esses anos passados na clandestinidade a combater o Estado Novo. Também revela a actuação da LUAR e da ARA, as duas outras organizações armadas portuguesas activas à época. Entrevista Carlos Antunes, Camilo Mortágua, Raimundo Narciso e inclui um testemunho de Maria Machado. Finalmente, reflete sobre os movimentos similares na Europa e nos Estados Unidos nas décadas de 1960 e 1970, durante «os dias de fúria da Europa Rebelde», e as suas derivas e evoluções até à atualidade.

A Tragédia de Um Povo, A Revolução Russa 1891 – 1924, Edição do centésimo aniversário, de Orlando Figes

 Considerado o estudo mais abrangente sobre a Revolução Russa, começa por traçar um panorama da sociedade russa, desde o mundo recluso dos czares à vida brutal das massas no campo, para depois acompanhar o percurso de trabalhadores, soldados, intelectuais e camponeses à medida que o seu mundo é consumido pela revolução e degenera em violência e ditadura. Baseado em vasta pesquisa histórica, o historiador britânico demonstra acima de tudo que a revolução foi uma experiência chocante para quem a viveu, e conta com clareza e persuasão a forma e as razões de assim ter sido. Ilustrado com dezenas de fotografias e incluindo um prefácio à edição do centésimo aniversário onde é abordado a questão do legado da revolução. A Tragédia de Um Povo recebeu o Wolfson Prize, o NCR Book Award, o W.H. Smith Literary Award, o Longman/History Today Book Prize e o Los Angeles Times Book Prize.

Antologia do Pensamento Geopolítico e Filosófico Russo, do José Milhazes e João Domingues. 

“Esta antologia necessária em língua portuguesa tem o mérito de nos ensinar a ver a Rússia com mais nitidez”, escreve Jaima Gama no prefácio. “O que é a perspectiva dos que se enfrentaram com a Rússia num seu projecto de progressivo controle territorial está abundantemente testemunhado. O que é a súmula das posições russas sobre o seu próprio projecto encontra também abundantes elementos de prova, sejam eles de natureza militar, diplomática ou histórica. Alargar essa perspectiva às dimensões culturais, literárias e religiosas, numa antologia de síntese sobre o espírito e a ambição russas é o propósito desta colectânea crítica, e bem ilustrada, a que se abalançaram José Milhazes e João Domingues.”

 

Últimas Opiniões

  • Deixem Passar o Homem Invisível
    Dez anos depois de ter vencido o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLB 2009, regressa em nova ...
  • 25.03.2020 23:36
  • O Caçador de Brinquedos
    Se gosta de ficção científica, não deixe de ler este livro! João Barreiros é considerado um dos ...
  • 12.03.2020 16:59
  • A Morte do Papa
    Depois de ter lido todos os livros anteriores de Nuno Nepomuceno, este foi o primeiro em que tive ...
  • 24.02.2020 00:22

Últimos Tópicos

    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 1 semana 10 horas
    • Frecha (Saga "Os castros")
    • "- Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 1 semana 10 horas
    • Espaço para livros
    • Uma maneira simples e barata é embrulhá-los em rolo autoaderente, daquele que...
    • há 2 meses 4 dias
    • Melhores Livros De Romance
    • Obrigado pela partilha! Diversos desses livros têm nomes diferentes na edição...
    • há 2 meses 6 dias

Uma Pequena Palavra...

Descobri que a leitura é uma forma servil de sonhar. Se tenho de sonhar, porque não sonhar os meus próprios sonhos?"
Fernando Pessoa