Inteligência Artificial: ameaça ou oportunidade?

FaceBook  Twitter  

Jean-Gabriel Ganascia, um dos maiores experts em Inteligência Artificial, vem a Portugal desmistificar a inteligência artificial e contrariar as predições apocalípticas de que o fim do poder da humanidade está próximo. Ganascia estará em Lisboa no próximo dia 10, para falar da sua obra e apresentar o novo livro O mito da Singularidade, a editar em Portugal no início do próximo ano pela Temas e Debates.

Professor na universidade Pierre e Marie Curie, e presidente do comité de ética do CNRS (Centre national de la recherche scientifique), Jean-Gabriel Ganascia estará em Portugal na próxima semana, para uma sessão de apresentação e divulgação da sua obra. Durante a sessão, que se realizará no Instituto Superior de Economia e Gestão, da Universidade de Lisboa (ISEG/UL), no dia 10 de outubro, a partir das 17h30, Ganascia terá ainda oportunidade de falar sobre o seu novo livro, Le mythe de la Singularité – Faut-il craindre l’intelligence artificielle? (O mito da Singularidade – Devemos temer a inteligência artificial?), que será publicado pela Temas e Debates, em fevereiro de 2018.

A sessão contará com a presença do autor, do Professor Mário Caldeira (Presidente do ISEG/UL), do Professor Almiro de Oliveira (professor do ISEG/UL e presidente do ceGSI Portugal – Clube Europeu para a Governança dos Sistemas de Informação), assim como de M. Vincent Brignol (Adido de Cooperação Científica e Universitária da Embaixada de França) e do tradutor da obra de Ganascia em Portugal, o Dr. Artur Lopes Cardoso.

O livro

  

Título: Le Mythe de la Singularité - Faut-il craindre l'intelligence artificielle?
Autor: Jean-Gabriel Ganascia
Páginas: 144
ISBN: 9782021309997
Editora: Seuil

 

Sinopse (tradução):
Será que a inteligência artificial vai ultrapassar a dos seres humanos? Este momento crítico, conhecido como "Singularidade Tecnológica", faz parte das novas buzzwords da futurologia contemporânea, e muitos gurus tecnológicos como Ray Kurzweil (gerente de projeto da Google!) ou Nick Bostrom (da venerável Universidade de Oxford) proclamam com veemência que a sua chegada está iminente. Alguns cientistas e empresários, como Stephen Hawking e Bill Gates, partilham estas perspectivas e preocupam-se com elas.

Ameaça para a humanidade e/ou uma promessa de trans-humanidade, este novo milenarismo está destinado a enraizar-se nas preocupações de todos nós. Irão as nossas máquinas tornar-se mais inteligentes e poderosas do que nós? O futuro será o de uma ciber-sociedade onde a humanidade será marginalizada? Ou alcançaremos uma forma de imortalidade, fazendo download das nossas mentes para os computadores do amanhã?

Este é um ensaio crítico e conciso sobre este tema com grandes repercussões, escrito por um dos melhores especialistas em humanidades digitais.

Jean-Gabriel Ganascia é professor da Universidade Pierre et Marie Curie, onde realiza pesquisas em inteligência artificial no Laboratoire informatique de Paris 6 (LIP6). É presidente do comité nacional de ética do CNRS e publicou vários livros, incluindo o precursor L'Âme machine, na Seuil, em 1990.

Últimas Opiniões

  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Compro e leio os livros de José Rodrigues dos Santos que considero de ficção científica, porque gosto ...
  • 15.11.2019 22:00
  • Autópsia
    Lê-se na contrapaca deste livro que se trata de "uma arrepiante distopia, retrato de uma humanidade náufraga".
  • 21.10.2019 22:21
  • A Recriação do Mundo
    Não é segredo que a Alemanha e a URSS correram contra o tempo e contra os Estados Unidos da América para ...
  • 22.09.2019 13:21

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Para um autêntico escritor, cada livro deverá ser um novo começo com o qual tenta algo que está além do seu alcance."
Ernest Hemingway