VIII Volume da Antologia de Poesia Portuguesa Contemporânea: “Entre o Sono e o Sonho”

FaceBook  Twitter  

Partilhamos a comunicação da Chiado Editora endereçada a todos os poetas portugueses. Se quiser participar no próximo volume desta Antologia, tem até ao dia 18 de agosto para enviar o seu poema.

É com muito prazer que a Chiado Editora anuncia que se encontra a organizar o VIII Volume da Antologia de Poesia Portuguesa Contemporânea: “Entre o Sono e o Sonho”. O lançamento da obra realizar-se-á em Setembro de 2017, em Lisboa, com várias posteriores apresentações entre as quais destacamos as da Feira do Livro de Lisboa e a da Bienal do Livro de São Paulo, naquele que será um dos livros de poesia portuguesa mais marcantes de 2017!

Vamos editar uma obra que será verdadeiramente representativa do trabalho que os Poetas Portugueses Contemporâneos estão a realizar, pelo que, a obra irá antologiar mais de 1500 Poetas! As capas da obra, que terá 2 volumes, encontram-se em anexo.

Desta forma, estamos a convidá-lo(a) a enviar um poema para que seja apreciado e, eventualmente, fazer parte do VIII Volume da Antologia de Poesia Portuguesa Contemporânea: “Entre o Sono e o Sonho”.

Para tal preciso que me envie, até ao próximo dia 18 de Agosto, um poema seu, de tema absolutamente livre, que considere ser representativo do seu trabalho, com um limite máximo de 30 versos, contando com o intervalo entre linhas. O mesmo deverá ser acompanhado do nome de autor(a) que deseja que figure na obra, bem como a cidade de residência do(a) autor(a).

Cada Autor deverá enviar somente um poema.

O poema e os dados adicionais deverão ser enviados para o e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. sendo que deverá estar indicado no campo de assunto: Antologia de Poesia - (Nome do Autor).

Aos Autores antologiados não será exigida nem oferecida nenhuma contrapartida para a participação na obra, não serão igualmente ofertados exemplares da mesma.

Últimas Opiniões

  • Limões na Madrugada
    Carla M. Soares fez uma pausa nos romances históricos (que espero não passe de uma breve pausa) para ...
  • 02.12.2017 13:57
  • Ramalho Eanes: O Último General
    Para comentar este livro, tenho de distinguir o tema e a fidelidade à realidade histórica, da forma como ...
  • 28.11.2017 22:57
  • Bala Santa
    A nova edição foi o pretexto para, finalmente, conseguir arranjar tempo para ler este livro do saudoso ...
  • 24.11.2017 17:01

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"É fácil que prefiras não escrever, mas sabes quantos olhos estão à espera que continues? É tarde para esses escrúpulos."
José Luís Peixoto, in Em Teu ventre