A Terra de Naumãn

 

 

Autor: H. G. Cancela
Género: Fantasia / Ficção Científica
Edição: Jul/2018
Páginas: 288
ISBN: 9789896418724
Editora: Relógio D'Água

 

 


«Este ano não houve Troca de Ovos. Todos os solstícios da estação seca, durante setenta gerações, as comunidades reuniram­-se no Planalto de Naumãn. No alto das escarpas de granito, onde arde o fogo, erguem­-se as muralhas com sete Portas. Éramos seis comunidades. Cada comunidade acedia ao espaço ritual pela sua Porta. A sétima, aprendíamo-lo desde a primeira vez que pisávamos o Planalto, era para aqueles que viriam. Uma promessa de posteridade. A garantia de que, depois de cada dia, haveria outro dia, depois de cada ano, haveria outro ano, depois de cada comunidade, haveria outras comunidades. Nós, Naumans de dedos hábeis, respeitamos o passado, mas veneramos o Futuro.

Continuar...

As casas também morrem

 

 

Autora: Elsa Guilherme
Género: Thriller
Edição: Jul/2018
Páginas: 290
ISBN: 9789897661587
Editora: Coolbooks

 

 

 

Luísa Menezes refugia-se no trabalho, para fugir ao doloroso internamento do seu filho. É uma das melhores avaliadoras de imóveis do país, e é nessa condição que é convidada a visitar uma casa «problemática», no Norte. Instala-se na terra mais próxima, Vilar de Fragas, perdida nos montes e escondida entre gigantescas pedras graníticas. Luísa descobre uma vila isolada do mundo, povoada de histórias, desejos e pecados.

Continuar...

Um dia do Nosso Para Sempre

 

 

Autora: Maria Cunha e Silva
Género: Romance
Edição: Jul/2018
Páginas: 224
ISBN: 9789898886576
Editora: Cultura

 

 

 

O que terá o primeiro amor de tão especial que nos faz lembrar dele para sempre? Esperamos sempre por um grande amor? Nenhum amor é em vão?
Um dia do Nosso Para Sempre conta a história de um primeiro amor, que por ser o primeiro será eterno e ficará sempre gravado. Nesta história não são revelados os nomes dos apaixonados, apenas que são muito jovens. É a intensidade como vivem a descoberta do outro, as dúvidas da entrega, os avanços e recuos, as perguntas sem resposta, a dor da despedida, que marca o ritmo da história.

Continuar...

Turismo no Centro de Portugal: Potencialidades e tendências

 

 

Autores: Antónia Correia e António Pedro Barbas Homem (coord.)
Género: Economia
Edição: Jul/2018
Páginas: 420
ISBN: 9789896943042
Editora: Actual

 

 

 

O Turismo tornou-se nos últimos anos uma das principais fontes de riqueza à escala nacional e à escala local. A valorização do património natural e cultural tem vindo a acompanhar o crescimento do turismo, contribuindo para qualificar os destinos turísticos, criar emprego e dinamizar a economia.
Se o centro de Portugal tem vindo a beneficiar do aumento da procura turística nacional e internacional, os incêndios florestais de 2017, com a trágica consequência de dezenas de mortos e feridos e a destruição das vastas áreas de património, vieram levantar muitas questões acerca do futuro da região.

Continuar...

Brasil em Campo

 

 

Autor: Nelson Rodrigues
Género: Crónicas
Edição: Jul/2018
Páginas: 200
ISBN: 9789896714451
Editora: Tinta da China

 

 

 

Nelson Rodrigues e o futebol: um dos melhores cronistas desportivos do mundo entra em campo a tempo do Mundial.
Depois da ficção, das crónicas de costumes e das memórias, a colecção que resgata a obra de um dos maiores escritores brasileiros do século XX destaca uma das suas facetas mais amadas: o cronista desportivo que fazia de cada golo um acontecimento literário.

Continuar...

Últimas Opiniões

  • As Três Vidas
    Tenho este livro na estante desde 2009, ano em que foi galardoado com o Prémio José Saramago. A edição ...
  • 31.07.2018 20:06
  • 1001 Coisas que Nunca te Disse
    Confesso que nunca li qualquer livro de Pedro Chagas Freitas. Mas tenho lido muito sobre os seus ...
  • 12.07.2018 22:54
  • Quem Meteu a Mão na Caixa
    Eu, que fui empregado da Caixa Geral de Depósitos de 1973 até à aposentação em 2005, mais de 32 anos ...
  • 04.07.2018 22:16

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"O livro é um mudo que fala, um surdo que responde, um cego que guia, um morto que vive."
Padre António Vieira