A Andorinha e o Colibri

  

 

Autora: Santa Montefiore
Edição: 2009
Páginas: 430 págs.
Editora: Círculo de Leitores

 

Leia aqui o 1º capítulo.

George partiu para a guerra. Rita, a namorada de infância, alegra-se com o seu regresso mas cedo percebe que o homem que amava mudou. Distante, guardando para si as histórias de guerra que o atormentam, aceita o convite da tia e parte para a Argentina. Não quer contudo que Rita o acompanhe. Ela promete esperar, mas muito acontecerá até ao seu regresso a Devonshire. Uma tocante história de amor e auto-descoberta entre a Inglaterra e a Argentina do pós-guerra.

 George partiu rapaz, regressa homem.
Para trás deixou a pequena vila rural onde nasceu e onde planeara viver toda a sua vida (ao lado de Rita). Mas quando volta à terra Natal George não é já o mesmo. Inquieto, incapaz de assentar, decide aceitar o convite da tia que tem uma quinta na Argentina e parte sem a noiva de infância. Ela ainda promete esperar, e também ele espera voltar a apaixonar-se por ela, mas cada um vai viver a sua própria vida, em continentes diferentes. Voltará o destino a uni-los?
Uma intensa saga de família, reveses, amor e reencontros, a envolver-nos do princípio ao fim de mais um romance assinado por Santa Montefiore.

Autor – Santa Montefiore

Autora:

Santa Montefiore cresceu numa quinta de Winchester, Inglaterra, onde nasceu no ano de 1970 e foi educada na Sherborne School for Girls, em Dorset. Estudou Espanhol e Italiano na Universidade de Exeter e passou a maior parte dos anos 90 em Buenos Aires, onde a mãe crescera e aí descobre inspiração para o seu primeiro romance, A Árvore dos Segredos. Ao sucesso deste romance seguem-se títulos como Uma Sonata de Amor, A Andorinha e o Colibri, A Última Viagem do Valentina, A Virgem Cigana, Amor e Segredos e O Jardineiro Francês, entre outros. Comparada pela crítica a autoras como Maeve Binchy e Rosamunde Pilcher, traz sempre algo de contemporâneo e emotivo aos seus romances. Os seus catorze romances foram traduzidos em mais de 25 línguas e venderam dois milhões de livros por todo o mundo.
Vive em Londres com o marido, o historiador Simon Sebag Montefiore, e duas filhas. A família de Santa, os Palmer-Tomkinson, reside no Humpshire, é é amiga íntima da família real.

Saiba mais em www.santamontefiore.co.uk

4 comentários
0 likes
Anterior: Uma Vida Quase PerfeitaSeguinte: Inspiração do Monge que Vendeu o Seu Ferrari

Comentários

  • carla duque

    Fevereiro 17, 2012 às 14:03
    Responder

    Já li outros livros desta autora e este foi, para mim, de longe, o melhor.Numa narrativa fluída, onde os acontecimentos são narrados em bom ritmo e não se dá pelos capítulos, tal é a avidez com que se lêem, a autora conta-nos uma história de amor, construindo personagens muito ricas, diversificadas, com personalidades fortes e algumas até excêntricas.Entre Inglaterra e a Argentina, vamos acompanhando as vidas dos dois protagonistas que se conhecem desde crianças e que, já na idade adulta, juram amor eterno. Contudo, e por razões diversas, acabam por se separar, tendo um deles seguido a sua própria vida, […] Ler Mais...Já li outros livros desta autora e este foi, para mim, de longe, o melhor.Numa narrativa fluída, onde os acontecimentos são narrados em bom ritmo e não se dá pelos capítulos, tal é a avidez com que se lêem, a autora conta-nos uma história de amor, construindo personagens muito ricas, diversificadas, com personalidades fortes e algumas até excêntricas.Entre Inglaterra e a Argentina, vamos acompanhando as vidas dos dois protagonistas que se conhecem desde crianças e que, já na idade adulta, juram amor eterno. Contudo, e por razões diversas, acabam por se separar, tendo um deles seguido a sua própria vida, por opção.Não tendo propriamente um final feliz, é um livro que nos faz pensar que nada é eterno e que as pessoas, ao longo da vida, devido às suas vivências e até ao amadurecimento, se vão modificando.Adorei e recomendo a sua leitura. Read Less

  • Roberta Gonçalves

    Março 30, 2010 às 11:32
    Responder

    Adorei!Rita esperou anos o regresso do seu grande Amor. Após uma guerra em que muitas vidas se perderam, era um bênção ele regressar são e salvo para os seus braços. Os dias que se seguiram ao seu regresso foram de sonho, até ao momento em que George decide que, antes de casarem, tem de viver a sua juventude desperdiçada no tempo de guerra. George parte assim para a Argentina, deixando para trás Rita e um sem fim de promessas... mas tudo muda!!!A partir daqui, dão-se os mais variados acontecimentos que enriquecem ainda mais a história dos dois personagens principais, tornando […] Ler Mais...Adorei!Rita esperou anos o regresso do seu grande Amor. Após uma guerra em que muitas vidas se perderam, era um bênção ele regressar são e salvo para os seus braços. Os dias que se seguiram ao seu regresso foram de sonho, até ao momento em que George decide que, antes de casarem, tem de viver a sua juventude desperdiçada no tempo de guerra. George parte assim para a Argentina, deixando para trás Rita e um sem fim de promessas... mas tudo muda!!!A partir daqui, dão-se os mais variados acontecimentos que enriquecem ainda mais a história dos dois personagens principais, tornando este livro em mais um tesouro desta excelente autora :-)As personagens são todas bastante marcantes, desde a pequena Eddie que tem como animal de estimação um morcego, até a Dolores, a cozinheira carrancuda da grande fazenda na Argentina.Quanto às aves, elas são uma presença dominante em toda a história, fazendo companhia à "bruxa" e aos seus gatos ;-)George faz as suas escolhas, assim como Rita acabará por também ter de se decidir a seguir com a sua vida...Se ainda não leram nada da Autora, nem imaginam o que estão a perder ;-) Read Less

  • Mónica Rodrigues

    Novembro 16, 2009 às 20:55
    Responder

    Nem todas as histórias de amor têm final felizNunca tinha lido nada desta autora e decidi comprar na revista do Círculo de Leitores este livro. Foi uma agradável surpresa porque a forma como descreve o amor nas suas várias vertentes é muito próxima da realidade. As histórias de amor não têm de ter um final feliz, o amor muda ao longo dos tempos conforme crescemos... os sentimentos amadurecem e aquele sentimento que julgavamos ser amor... não era. Este livro transmite o amadurecimento das personagens, o fogo da juventude em que tudo é eterno e se vive com toda a adrenalina […] Ler Mais...Nem todas as histórias de amor têm final felizNunca tinha lido nada desta autora e decidi comprar na revista do Círculo de Leitores este livro. Foi uma agradável surpresa porque a forma como descreve o amor nas suas várias vertentes é muito próxima da realidade. As histórias de amor não têm de ter um final feliz, o amor muda ao longo dos tempos conforme crescemos... os sentimentos amadurecem e aquele sentimento que julgavamos ser amor... não era. Este livro transmite o amadurecimento das personagens, o fogo da juventude em que tudo é eterno e se vive com toda a adrenalina e a fase adulta em que paramos e pensamos. Read Less

  • Maria João

    Agosto 19, 2009 às 0:50
    Responder

    quando li este livro fiquei logo cativada por esta autora que nos leva as pampas argentinas. Por um lado não gostei do facto de eles terem ficado separados, um amor tão bonito merecia um final feliz, por outro bem existiu um final feliz à mesma cada um no seu continente. Gostei e espero não perder mais nenhum livro desta autora

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes