A Casa-Comboio

FaceBook  Twitter  

 

 

Autora: Raquel Ochoa
Género: Romance
Edição: Jul/2017
Páginas: 340
ISBN: 9789896163600
Editora: Gradiva

 

 


Prémio Revelação Agustina Bessa-Luís 2009

Uma família indo-portuguesa. Um século de história. Quatro gerações que evocam 450 anos de aventura mítica, nos quais a Índia longínqua era portuguesa. Em pano de fundo, a partida, o acaso e a sorte de quem se vê constantemente obrigado a fazer as malas, o desenraizamento, a inquietação, o inesperado, a imprevisibilidade dos destinos que se cruzam. A imagem dada pelo título é elucidativa: uma casa em movimento. Uma beleza poética singular. Uma verdadeira revelação.

Plano Nacional de Leitura:
Livro recomendado para a Formação de Adultos, como sugestão de leitura.

Autora:

Raquel Ochoa nasceu em 1980, em Lisboa. A Infanta Rebelde, a sua primeira obra, foi publicada pela Oficina do Livro.
Na sequência de uma viagem de vários meses pela América Central e do Sul, editou O Vento dos Outros, em 2008. No mesmo ano publicou Bana - uma Vida a Cantar Cabo Verde, a biografia de um mais populares músicos africanos. Em 2009 venceu o Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís, com o romance A Casa-Comboio, a saga de uma família indo-portuguesa ao longo de quatro gerações.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Hoje Estarás Comigo no Paraíso
    O título "hoje estarás comigo no paraíso", que reproduz as palavras de Jesus Cristo dirigidas no alto ...
  • 18.07.2017 09:30
  • A Avó e a Neve Russa
    Estamos perante um livro encantador, com uma história narrada por uma criança, mas que não tem nada de ...
  • 29.06.2017 20:31
  • A Profecia de João XXIII
    O mito da Atlântida tem apaixonado a humanidade desde o tempo de Platão, um filósofo grego que viveu ...
  • 18.06.2017 09:45

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Quando lemos, conseguimos viajar para muitos lugares, encontrar muitas pessoas e conhecer o mundo. Também podemos aprender a lidar com os problemas que tenhamos, instruindo-nos com as lições do passado."
Nelson Mandela