A Fórmula do Amor

 

 

  

 

Autores: Álex Rovira e Francesc Miralles
Edição: Jan/2013
Páginas: 326
ISBN: 9789892317236
Editora: Edições Asa

 

 

Um romance para todos os que acreditam no destino
Existe uma força poderosa que pode mudar a nossa conceção do universo e da própria vida. Albert Einstein descobriu-a através de uma equação matemática. Estranhamente, decidiu mantê-la secreta. Mas o segredo talvez não dure muito mais tempo…
A mão do destino vai juntar um inesperado casal: a bela e enigmática Sarah e o desencantado Javier. Ambos estão decididos a desvendar o último enigma de Einstein.

A sua única pista: a filha secreta do génio alemão, que pode possuir a chave do mistério. Por que razão terá ele escondido do mundo uma descoberta tão fundamental? De Zurique a Belgrado e Nova Iorque, Sarah e Javier seguem os passos do cientista mais famoso de todos os tempos, numa missão perigosa e surpreendente. O que ignoram é que a sua aventura em busca da Grande Revelação será acima de tudo uma viagem à descoberta das profundezas de si próprios…
Uma experiência metafísica e iluminadora, um romance que nos abre as portas de um mundo invisível e transformador: o nosso coração.

Destes autores no Segredo dos Livros:
Um Coração Cheio de Estrelas (coautores)
Uma Boa Crise: Viver bem em tempos difíceis (Rovira)
Uma Boa Vida: Encontrar o caminho para a felicidade (Rovira)
Amor em Minúsculas (Miralles)
Quem me Dera Que Estivesses Aqui (Miralles)
O Quarto Reich (Miralles)

Autor – Álex Rovira

Autor:

Álex Rovira Celma (Barcelona, 1969) é um empreendedor, escritor, economista, conferencista internacional e consultor. Licenciou-se em Ciências Empresariais e tem um MBA pela ESADE, onde dirige regularmente seminários sobre diversos temas. É um dos directores e sócios-fundadores da Salvetti & Llombart, uma empresa catalã de consultadoria que conta entre os seus clientes algumas das principais multinacionais e ONGs europeias e americanas. Álex Rovira é um dos escritores espanhóis mais prestigiados internacionalmente, tendo já vendido cerca de 5 milhões de exemplares dos seus livros. La Buena Suerte é o seu livro que obteve maior êxito internacional, tendo sido publicado em 42 idiomas, com um sucesso sem precedentes.

Autor – Francesc Miralles

Autor:

Francesc Miralles nasceu em Barcelona em 1968. Começou por estudar Jornalismo na Universidade Autónoma de Barcelona, mas acabou por se licenciar em Filologia Inglesa e fazer um mestrado em Edição de Livros. Ingressou no mundo editorial primeiro como tradutor, e depois como editor, mas por pouco tempo. Tem-se dedicado à escrita, embora também exerça funções de assessor literário e consultor em várias editoras.
O Quarto Reich
, publicado na ASA, foi o seu primeiro thriller de inspiração histórica.

 

4 comentários
0 likes
Anterior: O Deus e o Diabo da Televisão em MovimentoSeguinte: Amuleto

Comentários

  • sofia

    Julho 8, 2013 às 19:12
    Responder

    Um livro que me surpreendeu pela positiva. Escrito de uma forma bastante interessante, conseguimos ficar a conhecer bastante bem Albert Einstein, na sua faceta mais pessoal.Um mistério delicioso com personagens cativantes, bem construídas, que nos levam numa viagem sobre a vida de um grande génio.

  • Vanessa Montês

    Junho 4, 2013 às 21:13
    Responder

    Que capa linda! - foi a primeira coisa que pensei ao ver este livro. A capa transmite-nos que estamos prestes a entrar numa história muitíssimo romântica... Mas, infelizmente, isso não sucedeu.Javier escreve para os outros parecerem bem. Pelo menos é isso que o próprio afirma quando refere a sua profissão. O seu trabalho é escrever o guião do que os outros devem dizer no programa menos visto da estação televisiva para que trabalha. Num dia como qualquer outro, a pessoa que devia levar a cabo a discussão de um livro com o próprio autor, falta e apenas avisa em cima […] Ler Mais...Que capa linda! - foi a primeira coisa que pensei ao ver este livro. A capa transmite-nos que estamos prestes a entrar numa história muitíssimo romântica... Mas, infelizmente, isso não sucedeu.Javier escreve para os outros parecerem bem. Pelo menos é isso que o próprio afirma quando refere a sua profissão. O seu trabalho é escrever o guião do que os outros devem dizer no programa menos visto da estação televisiva para que trabalha. Num dia como qualquer outro, a pessoa que devia levar a cabo a discussão de um livro com o próprio autor, falta e apenas avisa em cima da hora, sendo por isso solicitada a ajuda de Javier, o único que sabe sobre o que o livro fala. Apesar da entrevista ter corrido horrivelmente mal, a verdade é que foi ela que mostrou ao mundo como ele era quando tinha uma opinião própria, o que acabou por o levar à sua verdadeira aventura, que começa com um convite deveras estranho para um encontro, noutro país, já com a passagem paga.Muito sinceramente, este livro não é assim nada de especial e esperava muito mais dele. Não vou dizer que não me prendeu, porque sim, prendeu-me minimamente. Mas não exerceu sobre mim aquela força incontrolável que me obriga a continuar a ler, a ler e a ler. Achei a história de fundo interessante, havendo uma mistura de romance com mistério, mas, visto que sabia a resolução do mistério praticamente deste o início do livro, este acabou por perder o encanto deste cedo. Estando essa descoberta relacionada com algo que considero um erro da editora, ocorreu muito antes do que devia.Antes de mais, um aviso: a capa não tem nada a ver com a história. Além disso, o título do livro bem traduzido é "A Última Resposta", que acaba por guardar um mistério. O título em português conta simplesmente o final da história e foi através do título que percebi, de imediato, qual o mistério. Sabemos logo no início o que os nossos protagonistas procuram, o que acaba por retirar muita da magia que os próprios autores queriam que descobríssemos por nós mesmos. Além disso, o casal da capa? Não, não significa nada para a história. A frase "A nossa vida está escrita nas estrelas"?, ainda significa menos. Sabendo que os portugueses são um povo sonhador e adoradores confessos de romances, a editora tentou desta forma chamar-lhes a atenção. O problema é que foi com uma publicidade bem enganadora, algo a que não achei muita graça, pois nenhum elemento desta capa está correto. Talvez apenas as fórmulas (o livro fala muito de Einstein) remetam para algo correto e estas mal de notam.Relativamente a esse ponto, Einstein, devo dizer que gostei de conhecer um pouco mais da sua vida e considerei esse o verdadeiro ponto forte de todo o livro. Foi a linha condutora da história e foi algo que me manteve ligada ao que se estava a passar. Além disso, adorei o pormenor das citações no início de cada capítulo. Achei muitas delas deveras interessantes e verdadeiras.Por fim, refiro-me à escrita dos autores e às próprias personagens. A primeira, apesar de tudo, é fácil de seguir, demonstrando que os autores sabem o que estão a fazer ao transcrever a história para papel. A história em si é o grande problema. Acabei por não sentir afinidade por nenhuma das personagens, achei-as chatas, sem razão de ser e verdadeiramente desinteressantes. E foi isso que me fez não gostar tanto da história. Expectativas defraudadas. Quanto ao estilo do livro, aguento, em relação a não me conseguir ligar ao livro, já não.É um livro muito leve, estando eu à espera de mais. Read Less

  • PCCST

    Maio 14, 2013 às 9:52
    Responder

    Aqui está um romance cheio de peripécias que, apesar de, no início, abordar unicamente a procura exaustiva do mistério de Einstein, acaba, mais tarde, por abordar o romance de Sarah e Javier. Confesso que, no início, não estava 100% focada neste livro, porque se cingia à vida e história de Einstein, personalidade que eu não conheço bem. A entrada de personagens-mistério, com mortes e as constantes viagens por vários países, fez-me interessar mais pela narrativa. É um livro direcionado para os amantes de Einstein e as suas descobertas. O facto de todos os capítulos se iniciarem com uma pequena citação […] Ler Mais...Aqui está um romance cheio de peripécias que, apesar de, no início, abordar unicamente a procura exaustiva do mistério de Einstein, acaba, mais tarde, por abordar o romance de Sarah e Javier. Confesso que, no início, não estava 100% focada neste livro, porque se cingia à vida e história de Einstein, personalidade que eu não conheço bem. A entrada de personagens-mistério, com mortes e as constantes viagens por vários países, fez-me interessar mais pela narrativa. É um livro direcionado para os amantes de Einstein e as suas descobertas. O facto de todos os capítulos se iniciarem com uma pequena citação foi um ponto positivo que nos fazia já prever o que iríamos encontrar nas páginas seguintes. Apesar de não ser bem o meu estilo de literatura, gostei. Read Less

  • sílvia

    Março 23, 2013 às 21:55
    Responder

    Assim que entrei na história, fez-me lembrar o Código da Vinci (se calhar por ter sido o único romance/aventura que tenha lido), mas numa versão bem mais ligeira.Gostei dos autores terem dividido o livro em quatro partes e dos capítulos serem muito pequenos e começarem com citações.A história lê-se bastante bem e tem um ritmo rápido, com muitos diálogos. Achei que havia demasiados momentos pouco credíveis. Também demasiada aventura e pouca história de amor entre as personagens. Não me pareceu que estas tivessem sido muito exploradas. Houve muito mais empenho dos autores em desvendar o mistério e na vida/história de […] Ler Mais...Assim que entrei na história, fez-me lembrar o Código da Vinci (se calhar por ter sido o único romance/aventura que tenha lido), mas numa versão bem mais ligeira.Gostei dos autores terem dividido o livro em quatro partes e dos capítulos serem muito pequenos e começarem com citações.A história lê-se bastante bem e tem um ritmo rápido, com muitos diálogos. Achei que havia demasiados momentos pouco credíveis. Também demasiada aventura e pouca história de amor entre as personagens. Não me pareceu que estas tivessem sido muito exploradas. Houve muito mais empenho dos autores em desvendar o mistério e na vida/história de Einstein.Como uma palavra que li num dos capítulos, para mim foi um livro agridoce. Não me envolveu por aí além e o final foi apenas um desfecho que não surpreendeu. Read Less

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes