A Minha Dieta

FaceBook  Twitter  


Autor: José Maria Tallon
Edição: Fev/2010
Páginas: 376
Editor: Objectiva

Depois de mais de 213 mil pacientes atendidos e de mais de 2.000.000 de quilos perdidos, o reputado médico José Maria Tallon apresenta neste livro um plano completo e eficaz de reeducação dos hábitos de vida e alimentação, com vista a um emagrecimento saudável. Tallon apresenta neste livro os 5 passos para conseguir ter êxito no seu objectivo de perder peso.

Neste livro, encontrará:
- informação completa sobre os melhores nutrientes e alimentos para a sua dieta
- dicas eficazes para uma alteração efectiva dos hábitos alimentares
- planos de alimentação
- receitas saudáveis, saborosas e nutritivas para o dia-a-dia
- sugestões de exercícios simples para tonificar o corpo
- informação rigorosa sobre tratamentos complementares
- regras fundamentais para a manutenção do peso.


Autor:
Nasceu em Granada (Espanha) a 13 de Setembro de 1958. Licenciou-se em Medicina e Cirurgia. Fez pós-graduações em nutrição, medicina estética, cirurgia estética, anti-envelhecimento, várias especializações universitárias em nutrição, tratamento da obesidade e psicologia. Por entender que o tratamento da obesidade deveria aliar a componente médica e psicológica a um tratamento personalizado, fundou em Lisboa, em 1986, a primeira Clínica Dr. Tallon; mais tarde, abriu clínicas no Porto, em Coimbra, Faro, São Miguel, Angra do Heroísmo e Funchal. É consultor de clínicas em França, Suíça e Luxemburgo. Actualmente, aguarda a defesa da tese.

Comentários  

 
#1 Fátima Rodrigues 2010-02-21 12:27
Peguei neste livro a pensar que era mais um que não diria nada de novo e ficaria tudo na mesma, mas não, surpreendeu-me completamente! Este livro vale mesmo a pena ler, mesmo por quem não precisa de fazer dieta! Explica muitíssimo bem todos os componentes da alimentação, aqueles nomes todos que vêm nas indicações dos produtos e não sabemos bem o que são e o que fazem, dá dicas excelentes, apresenta um regime alimentar ideal, realmente possível de fazer sem passar grande fome e um montão de receitas realizáveis.
Parece-me que tudo neste livro é possível de pôr em prática facilmente.
Depois de o ter lido, sinto-me mais elucidada e motivada a seguir uma série de conselhos e tentar fazer o programa alimentar proposto, digo tentar porque sou a pior das gulosas, o que me complica seriamente a vida.
Vou revelar só uma coisinha, porque, se querem saber mais, leiam o livro! Uma das coisas que já experimentei e realmente funciona, contra todas as minhas expectativas, é: para quem não tem tempo de tomar um pequeno-almoço a sério e sente mesmo fome a partir o meio da manhã, passar a comer um ovo cozido ao pequeno-almoço com um copo de água ou tisana. Funciona! Como diz que podemos comer um ovo por dia, passou a ser o meu pequeno-almoço de segunda a sexta! No fim-de-semana, sigo o do regime proposto. E bem, vou tentar seguir mesmo este regime alimentar e tentar só comer as gulodices que ele deixa, que são algumas :-)
Leiam que este vale a pena!
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Recriação do Mundo
    Não é segredo que a Alemanha e a URSS correram contra o tempo e contra os Estados Unidos da América para ...
  • 22.09.2019 13:21
  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09
  • Autobiografia
    "Autobiografia" , o novo romance de José Luís Peixoto, é o 3º livro que leio deste autor. Os anteriores ...
  • 18.08.2019 17:41

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Algumas obras morrem porque nada valem; estas, por morrerem logo, são natimortas. Outras têm o dia breve que lhes confere a sua expressão de um estado de espírito passageiro ou de uma moda da sociedade; morrem na infância. Outras, de maior escopo, coexistem com uma época inteira do país, em cuja língua foram escritas, e, passada essa época, elas também passam; morrem na puberdade da fama e não alcançam mais do que a adolescência na vida perene da glória. Outras ainda, como exprimem coisas fundamentais da mentalidade do seu país, ou da civilização, a que ele pertence, duram tanto quanto dura aquela civilização; essas alcançam a idade adulta da glória universal. Mas outras duram além da civilização, cujos sentimentos expressam. Essas atingem aquela maturidade de vida que é tão mortal como os Deuses, que começam mas não acabam, como acontece com o Tempo."
Fernando Pessoa, in Heróstrato