A Puxar ao Sentimento: Trinta e Um Fadinhos de Autor

FaceBook  Twitter  

 

 

Autor: Vasco Graça Moura
Género: Poesia
Edição: Set/2018
Páginas: 88
ISBN: 9789897225352
Editora: Quetzal

 

 

 

Com este livro de fados inéditos, o génio poético de Vasco Graça Moura é recordado quatro anos após a sua morte. Na obra de Vasco Graça Moura, que escreveu vários ensaios sobre a origem deste género musical, há muitas incursões no fado e, inclusive, um livro que lhe é inteiramente dedicado: Letras do Fado Vulgar. O poeta escreveu alguns fados para as vozes de intérpretes como Mísia, Kátia Guerreiro ou Cristina Branco.

A puxar ao sentimento inclui um bom número de fados inéditos de Vasco Graça Moura, marcados pelo seu génio melancólico e pleno de ironia - são poemas maravilhosos que, só por si, constituem uma homenagem ao fado e uma contribuição literária para abrir (ainda mais) as suas portas.
Quatro anos depois da morte de Vasco Graça Moura, esta é uma forma de continuar a recordar uma das grandes vozes da poesia e da literatura portuguesas do nosso tempo.

Autor:

Vasco Graça Mouraconsiderado por muitos como um dos maiores poetas portugueses contemporâneos, se não o maior, foi autor de uma vastíssima obra poética, ensaística e ficcional, e um nobilíssimo tradutor e divulgador das literaturas clássicas.
Recebeu o Prémio Pessoa (1995), o Prémio de Poesia do Pen Clube (1993), o Grande Prémio de Poesia da APE (1998) e o Grande Prémio de Romance e Novela APE/IPLB (2004). Em 2007, foi galardoado com o Prémio Vergílio Ferreira e com o Prémio de Poesia Max Jacob Étranger.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • O Bibliotecário
    Trabalho numa biblioteca, e talvez por isso ofereceram-me esse livro. Tem um nome aliciante e uma ...
  • 14.09.2018 11:06
  • A Terra de Naumãn
    Quem disse que em Portugal não se faz boa ficção científica? Este novo romance de H. G. Cancela ...
  • 01.09.2018 10:34
  • Mariana Vitória de Bourbon – A rainha discreta
    Eu, que até sei bastante sobre a História de Portugal e me interesso pelo tema, confesso que não sabia ...
  • 20.08.2018 22:14

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Quem escreve lembra-me o afogado que desesperado esbraceja para vir à tona. O escritor é isso que faz. Dentro de si, por uma razão qualquer, escasseia o ar. Então, ofegante, arruma o pensamento de acordo com o que as palavras lhe permitem, e assim respira e alivia a sua angústia."
Nuno Lobo Antunes