À Sombra da Mesquita

FaceBook  Twitter  

 

 

 

Autora: Maria Roma
Edição: Mai/2013
Páginas: 206
ISBN: 9789723327090
Editora: Estampa

 

 

 

Este romance tem como tema dominante o amor e a amizade. As personagens são agarradas num bailado entrecruzado de sentimentos confusos, novos mas aliciantes, que os envolvem a todos. Uma trama apaixonante.
Será que a Amizade é, de facto, mais perene que o Amor? E o Amor, esfumada a Paixão, sua componente por excelência, poderá permitir que se estenda a mão concedendo ao ex-amado só a Amizade para o resto da vida, sem raiva e desconforto?

E a traição tem o mesmo impacto na Amizade e no Amor? Ou é uma palavra demasiado forte no campo dos afectos? E passar a amar deveras um amigo de anos? Num repente. Como um raio que fulmina e que não se adivinharia caísse num céu límpido e sereno que o hábito acalentara. Será possível ousar inovar sobre a concepção, aceite, aliás, há séculos, da relação entre estas duas faces de Janus: Amor e Amizade?
Sobre isso também versa este livro.

Autora:

Maria Roma é o pseudónimo de Maria José Salgado Sarmento de Matos Freitas do Amaral. Licenciada em Filosofia pela Universidade Clássica de Lisboa. É casada, tem quatro filhos e seis netos. Vive em Lisboa. Na década de 1980, colaborou durante alguns anos com o Diário de Notícias, escrevendo artigos literários e outros para a secção de cultura. Mais tarde, colaborou com a revista Máxima, tendo participado na respectiva fundação. Escreveu oito romances: Sorri Francisca (1990) - Editora Europa-América; Tandim (1992) - Editora Europa-América; Primadona (1994) - Editora Europa-América; A Luz do Rio (1996) - Editora Bertrand; De uma vez por todas (2001) - Editora Bertrand; Nunca é demais (2003) - Editora Bertrand; Até um dia (2005) - Editora Bertrand; Espero-te no Sal, Nina (2008) - Editora Bertrand.
E um livro: D. Afonso Henriques, meu pai. Relato da Rainha de Flandres, Teresa de Portugal, sua filha, com ilustrações de José Emídio - Editora Modo de Ler, Porto. Foi o seu primeiro livro na área juvenil.

Comentários  

 
#1 Maria João 2013-08-08 19:31
Quando vi um novo romance desta autora, não consegui resistir, tinha de o ler. Ainda me lembro do primeiro livro que li dela, "De um vez por todas", que ocupa um lugar de carinho na minha estante.
Depois desse, comprei-os todos, mas nenhum mais me encantou, nem mesmo "Sorri Francisca".
Este, para ser honesta, li-o na diagonal. Acho que a sua escrita mudou e eu, pessoalmente, não gostei da mudança.
Não deixa de ser interessante e, se tivesse sido o primeiro, talvez me cativasse, mas assim não.
Contudo, não deixa de ser uma escritora importante no panorama literário português.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Autópsia
    Lê-se na contrapaca deste livro que se trata de "uma arrepiante distopia, retrato de uma humanidade náufraga".
  • 21.10.2019 22:21
  • A Recriação do Mundo
    Não é segredo que a Alemanha e a URSS correram contra o tempo e contra os Estados Unidos da América para ...
  • 22.09.2019 13:21
  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"O livro, por aquilo que promete, não deixa de ser um conceito que ciclicamente surge como uma ameaça à harmonia pública, pelo conluio que estabelece com quem o lê."
João Paulo Borges Coelho, in Rainhas da Noite