A Sombra do Vento

Autor: Carlos Ruiz Zafón
Trilogia:
Cemitério dos Livros Esquecidos (Vol. 1)
Edição: 2004
Páginas: 400
ISBN: 9789722032308
Editora: Dom Quixote

 

 

Numa manhã de 1945 um rapaz é conduzido pelo pai a um lugar misterioso, oculto no coração da cidade velha: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Aí, Daniel Sempere encontra um livro maldito que muda o rumo da sua vida e o arrasta para um labirinto de intrigas e segredos enterrados na alma obscura de Barcelona.
Juntando as técnicas do relato de intriga e suspense, o romance histórico e a comédia de costumes, “A Sombra do Vento” é sobretudo uma trágica história de amor cujo o eco se projecta através do tempo. Com uma grande força narrativa, o autor entrelaça tramas e enigmas ao modo de bonecas russas num inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros, numa intriga que se mantém até à última página.

Leia o primeiro capítulo aqui

Excerto da obra:

“Ainda me lembro daquele amanhecer em que o meu pai me levou pela primeira vez a visitar o cemitério dos Livros Esquecidos. Desfiavam-se os primeiros dias do Verão de 1945 e caminhávamos pelas ruas de uma Barcelona apanhada sob céus de cinza e um sol de vapor que se derramava sobre a Rambla de Santa Mónica numa grinalda de cobre líquido.
– Não podes contar a ninguém aquilo que vais ver hoje, Daniel – advertiu o meu pai. – Nem ao teu amigo Tomás. A ninguém.”

“Ainda me lembro daquele amanhecer em que o meu pai me levou pela primeira vez a visitar o cemitério dos Livros Esquecidos. Desfiavam-se os primeiros dias do Verão de 1945 e caminhávamos pelas ruas de uma Barcelona apanhada sob céus de cinza e um sol de vapor que se derramava sobre a Rambla de Santa Mónica numa grinalda de cobre líquido.
– Não podes contar a ninguém aquilo que vais ver hoje, Daniel – advertiu o meu pai. – Nem ao teu amigo Tomás. A ninguém.”

Autor – Carlos Ruiz Zafón

Autor:

Carlos Ruiz Zafón é um dos autores mais lidos e reconhecidos em todo o mundo. Nasceu em Barcelona em 1964 e iniciou a sua carreira literária em 1993 com O Príncipe da Neblina (Prémio Edebé), a que se seguiram O Palácio da Meia-Noite e As Luzes de Setembro (reunidos no volume A Trilogia da Neblina) e Marina. Em 2001 foi publicado o seu primeiro romance para adultos, A Sombra do Vento, que rapidamente se transforma num fenómeno literário internacional. Com O Jogo de Anjo (2008) regressou ao Cemitério dos Livros Esquecidos, trilogia que termina com O Labirinto dos Espíritos (2016). As suas obras foram traduzidas em mais de quarenta línguas e conquistaram numerosos prémios e milhões de leitores nos cinco continentes.
Atualmente, Carlos Ruiz Zafón reside em Los Angeles e colabora habitualmente com La Vanguardia e El País.

Saiba mais sobre o autor e a sua obra em www.carlosruizzafon.com

4 comentários
0 likes
Anterior: Blog Action DaySeguinte: Segredo dos Livros

Comentários

  • Cláudia

    Junho 26, 2012 às 11:31
    Responder

    Quando escolho um livro da minha "mini-biblioteca" para ler, existe sempre um facto, uma história por trás da leitura dele.No caso deste livro, para além de ler e, principalmente, ouvir boas críticas, estava a precisar de um romance leve para transportar e leve de leitura, pois, de vez em quando, preciso de libertar a mente da viagem que é a fantasia e da adrenalina dos policiais.Posso dizer que este livro nos deixa com um "sabor doce", porque tudo é resolvido e explicado, apesar das confusões ao longo da narrativa que nos levam a concluir na nossa cabeça algo, mas que […] Ler Mais...Quando escolho um livro da minha "mini-biblioteca" para ler, existe sempre um facto, uma história por trás da leitura dele.No caso deste livro, para além de ler e, principalmente, ouvir boas críticas, estava a precisar de um romance leve para transportar e leve de leitura, pois, de vez em quando, preciso de libertar a mente da viagem que é a fantasia e da adrenalina dos policiais.Posso dizer que este livro nos deixa com um "sabor doce", porque tudo é resolvido e explicado, apesar das confusões ao longo da narrativa que nos levam a concluir na nossa cabeça algo, mas que no fim se resolve de outra maneira. É absolutamente fantástica a relação do autor com os livros e, especialmente, a reflexão que nos faz sentir, levando-nos a procurar mais além do livro...Por mais curioso que seja, todas as obras tentam levar-nos a adorar a personagem principal. Não sei se sou eu que sou diferente dos outros leitores deste livro, mas adorei o Fermín, uma personagem secundária.Digamos que o Sr. Carloz Ruíz Zafón foi uma verdadeira e agradável surpresa. Tornei-me fã :)A minha avaliação: ***** Read Less

  • Sónia

    Maio 29, 2011 às 21:32
    Responder

    Livro brilhantemente escrito e com um enredo fantástico! Isto apesar de não usar uma linguagem corrente... É meticuloso na abordagem dos pequenos pormenores da narrativa. Facilmente "entramos" no enredo e participamos numa obra que tem como palco o cenário grandioso de Barcelona. Somente um dos melhores livros que já li!

  • Estefânia

    Dezembro 22, 2008 às 18:12
    Responder

    Um dos melhores livros que li até hoje...Comovente, empolgante e que nos transporta para o que mais gostamos:os livros....Estou curiosa por ler o jogo do anjo.

  • Fátima Rodrigues

    Dezembro 10, 2008 às 22:02
    Responder

    Gostei bastante, do enredo e das voltas que dá.Tem um fim bonito e o mistério vai até à última página.

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes