Acordo Ortográfico – O que muda

 

 

  

 

 

Autor: Porto Editora
Edição: 2011
Páginas: 128
Formato: 11,2 x 19 cm
Editora: Porto Editora

As novas regras – Todas as palavras que mudam

Esta obra contém tudo o que precisa de saber sobre a nova ortografia e esclarece todas as dúvidas relacionadas com o novo Acordo Ortográfico.
Elaborado de forma clara, fácil e didática, o livro apresenta a lista das palavras que mudam, as novas regras de escrita e uma breve cronologia das reformas ortográficas em Portugal.

Com um formato de bolso, Acordo Ortográfico – As Novas Regras, Todas as Palavras que Mudam surge como uma obra indispensável não só para os que trabalham com a língua portuguesa (professores, alunos, jornalistas, revisores, etc.), mas também para todos os que pretendem continuar a escrever corretamente em português.
Concebida e editada pela Porto Editora, especialista em Língua Portuguesa.

 

Paralelamente a esta edição, a Porto Editora criou um Conversor do Acordo Ortográfico online, para ajudar na adaptação à nova ortografia.

Conversor do Acordo Ortográfico:
A página do Conversor do Acordo Ortográfico online, da Porto Editora, disponível na Internet desde outubro de 2010, foi reformulada e apresenta agora novas áreas informativas e de apoio.
O destaque vai para a área de vídeos explicativos sobre o que muda com a nova ortografia. É disponibilizado semanalmente um novo vídeo. Estes vídeos são curtos e objetivos, por forma a assegurar um esclarecimento rápido e eficaz, estão disponíveis na área “O que muda” do Conversor do Acordo Ortográfico e na página da Porto Editora no Facebook, e abordam as questões mais prementes relacionadas com o Acordo Ortográfico.
Há também uma área de dúvidas frequentes que é actualizada regularmente com explicações detalhadas sobre diferentes questões linguísticas.
O Conversor do Acordo Ortográfico distingue-se por ser de acesso gratuito e de fácil utilização para quem deseja converter textos para a nova grafia, incluindo documentos em formato Word®. Os critérios da conversão baseiam-se no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, editado em 2010 pela Porto Editora.

1 comentários
0 likes
Anterior: A Casa da Rua da EsperançaSeguinte: FLORBELA ESPANCA A Vida e a Alma de uma Poetisa

Comentários

  • Sebastião Barata

    Abril 2, 2011 às 23:05
    Responder

    Este pequeno livro é um manual precioso, imprescindível para quem desejar conhecer as modificações introduzidas na grafia das palavras pelo Acordo Ortográfico de 1990.Está dividido em 3 partes principais: vocabulário; regras e cronologia. Na primeira parte apresenta uma lista exaustiva de todas as palavras cuja grafia alterou, ordenadas por ordem alfabética; tem ainda uma lista de nomes geográficos e outra de países e seus naturais. Na segunda parte tem a regras que fundamentam a nova grafia. Finalmente, apresenta uma cronologia das várias tentativas, umas concretizadas, outras não, que desde 1911 procuraram uniformizar a grafia das palavras nos vários territórios de […] Ler Mais...Este pequeno livro é um manual precioso, imprescindível para quem desejar conhecer as modificações introduzidas na grafia das palavras pelo Acordo Ortográfico de 1990.Está dividido em 3 partes principais: vocabulário; regras e cronologia. Na primeira parte apresenta uma lista exaustiva de todas as palavras cuja grafia alterou, ordenadas por ordem alfabética; tem ainda uma lista de nomes geográficos e outra de países e seus naturais. Na segunda parte tem a regras que fundamentam a nova grafia. Finalmente, apresenta uma cronologia das várias tentativas, umas concretizadas, outras não, que desde 1911 procuraram uniformizar a grafia das palavras nos vários territórios de língua portuguesa.Algumas curiosidades:- "Pelo" pode ser uma forma do verbo pelar, um nome (pequeno cabelo) ou uma contracção(por+o). Tudo depende do contexto.- Há um país cujo nome em português se escreve "Bangladeche" e os seus naturais são os "bangladechianos".- As grafias "kayak" e "caiaque" podem ser usadas para denominar uma determinada embarcação, mas devemos preferir a segunda.- Há muitas palavras que se podem escrever de duas maneiras. Por exemplo, "concepção" ou "conceção". A regra é escrever como se fala (com p no Brasil, sem p na maioria dos restantes territórios).Como se vê, este pequeno livro será, a partir de agora, um manual de consulta permanente. Aconselho a sua aquisição para trazer no bolso. O formato ajuda. Read Less

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes