Afinal as Feministas até Gostam de Homens

FaceBook  Twitter  

 

 

Subtítulo: E outras evidências bem-humoradas sobre o que é ser feminista nos dias de hoje
Autora: Patrícia Motta Veiga
Edição: Abr/2018
Páginas: 232
ISBN: 9789898871442
Editora: Manuscrito

 

 

 

A grande maioria das mulheres deste lado do mundo trabalha fora de casa, contribui para o orçamento doméstico e para a economia nacional, protege a sua família tanto como o homem, viaja, pode, em teoria, conquistar eleições e administrações, caminha sozinha por onde tiver que ser e já ninguém se atreve a contrariar a sua liberdade, mas é incontestável que para terem tudo o que os homens têm - dinheiro, poder, direitos - lhes falta algo muito importante: serem um.

Patrícia Motta Veiga, mãe de quatro filhos, casada, conservadora em muitos aspectos, trabalhadora, comprometida com a sua época e a sua geração traz-nos um livro bem-humorado com uma ponta de ironia, feminina, claro - longe do politicamente correcto - sobre um tema fundamental nos dias de hoje.
Da questão do piropo, ao aborto, passando por temas como a desigualdade salarial, a educação dos mais novos, sem esquecer assuntos como o sexo, os machistas e as feminazis, Patrícia Motta Veiga explica-nos o que é ser feminista nos dias de hoje. Sem gritos, palavras de ordem, ódios, puxões de cabelos nem mitos de soutiens queimados. Porque afinal as feministas não são histéricas, nem mal-amadas…. E, até gostam de homens…

Autora:

Patrícia Motta Veiga nasceu em Cascais em 1976, e viveu em Luanda e em Amsterdão parte da sua adolescência e o início da vida adulta. Pese embora a formação em Marketing, esteve sempre mais ligada às palavras, com inúmeras participações em blogs e plataformas online ao longo dos últimos anos. A grande aproximação ao público aconteceu com a sua participação no site feminista Capazes onde publicou, desde 2015, mais de cem crónicas, artigos e entrevistas e conquistou inúmeros seguidores. 
A consciência feminista e humanista teve-a sempre, a par do perfil reivindicativo e o humor que marcam a forma como comunica. A par das tribunas digitais tem várias participações como comentadora em programas de televisão desde a RTP à SIC Radical. Afinal as feministas até gostam de homens é o seu primeiro livro.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Ilustre Casa de Ramires
    NOTA: Este comentário contém spoilers (*** não leia se pretender ainda ler o livro ***) Após 2 ou ...
  • 28.06.2020 09:42
  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03

Últimos Tópicos

    • Frecha Trailer
    • [image] Frecha, Teresa Durães, e-book gratuito para download na loja kobo.com
    • há 4 semanas 1 dia
    • Há procura de opiniões
    • Boms dias a todos, Envio um inicio de livro que para aqui tenho já há talvez...
    • há 1 mês 2 semanas
    • o final tem um ritual
    • O meu ritual é uma tortura, mas pra um TOC. Eu tenho que ler o final várias e...
    • há 1 mês 4 semanas
    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 3 meses 1 semana

Uma Pequena Palavra...

"Acredito que, assim como na nossa vida se vão sucedendo acontecimentos de todo o tipo, também na literatura se sucedem esses acontecimentos, que são expressão do que sentimos e pensamos: a criação é a forma que temos de colocar cá fora as nossas esperanças, as nossas certezas, dúvidas, as nossas ideias."
José Saramago in A Estátua e a Pedra