Amar-te à Beira-Mar

FaceBook  Twitter  

 

 

Autor: Rodolfo Barquinha
Género: Romance
Edição: Jan/2020
Páginas: 232
ISBN: 9789898979421
Editora: Cultura

 

 

 

A paixão é essa linha tão irresistível entre a areia da praia e as ondas do mar
Por muitas viagens que eu possa fazer, abraçar-te pelas costas, sempre será a forma mais bonita de dar a volta ao mundo. Algum dia, em alguma cama, em qualquer lugar do mundo, lerás os meus poemas. Verás que medem 1,72 m de altura, que dizem "medonho" e "brutal" como tu. Observarás que têm um sorriso contagioso, uma receita médica que salvará o mundo com a palavra amor. Notarás que seduzem com 120 pestanas em cada pálpebra, que abraçam com os lábios qualquer L&M azul e sabem a Moët & Chandon.

Quando chegar esse dia, recordarás a nossa viagem, a última música, e sentirás o perfume do mar que amámos juntos. Saberás que quando agarrei a tua mão naquela praia, não foi só para colocar-te um anel. Foi entender que aquele teu "sim", juntamente com a poesia, formaram uma fonte inesgotável na minha inspiração, imensa como o mar, vasta como o céu e tão profunda como a eternidade.

Autor:

Rodolfo Miguel Vicente Serra Barquinha nasceu em Vila Franca de Xira, a 30 de setembro de 1981. Tem o 12º ano de escolaridade e é gestor comercial de automóveis. Escreve poemas desde a sua adolescência, mas foi quando publicou o seu primeiro livro a 23 outubro de 2017, de nome "Um mundo só para te ver voar", que demonstrou ao mundo através do amor livre que a poesia tem nome de mulher.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Deixem Passar o Homem Invisível
    Dez anos depois de ter vencido o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLB 2009, regressa em nova ...
  • 25.03.2020 23:36
  • O Caçador de Brinquedos
    Se gosta de ficção científica, não deixe de ler este livro! João Barreiros é considerado um dos ...
  • 12.03.2020 16:59
  • A Morte do Papa
    Depois de ter lido todos os livros anteriores de Nuno Nepomuceno, este foi o primeiro em que tive ...
  • 24.02.2020 00:22

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Quase todos os homens vivem inconscientemente no tédio. O tédio é o fundo da vida, foi o tédio que inventou os jogos, as distracções, os romances e o amor."
Miguel de Unamuno