Ambiente: Uma Questão de Ética

FaceBook  Twitter  

Autora: Maria José Varandas
Páginas: 112
Formato: 16 cm x 23,5 cm
Publicação: Novembro de 2009
Editora: Esfera do Caos

A aldeia global em que vivemos oferece-nos, quase todos os dias, o espectáculo trágico de um imparável cortejo de múltiplas catástrofes. Ainda assim, a desflorestação prossegue, a erosão dos solos aumenta, o ar e as águas apresentam níveis de poluição crescentes, a biodiversidade diminui dia após dia, o número de espécies extintas ou em vias de extinção engrossa dramaticamente, as alterações climáticas induzidas pela pressão antropogénica colocam em risco a vida na Terra.
O que este livro procura mostrar é que a crise ecológica é, em essência, uma crise de valores que afecta o modo com o Homem se relaciona com o seu mundo natural. Neste sentido, defende-se que a crise ambiental é também, por isso, a crise do humano, procurando mostrar que o respeito e a consideração por essa terra que dá a vida, é condição fundamental para o respeito e para o equilíbrio do ser humano consigo mesmo. A ameaça global interpela-nos para a urgência de repensar a nossa relação com o mundo natural e de recolocar noutros termos o pensar e o agir, de acordo com os valores do respeito, sabedoria, prudência e responsabilidade.

Autora:
Maria José Varandas é Licenciada em Filosofia e Mestre em Filosofia da Natureza e do Ambiente. É investigadora do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa (ética e valores) e Vice-Presidente da Sociedade de Ética Ambiental. Publicou diversos artigos em revistas e obras colectivas na área da «ética, cidadania e ambiente». É autora das seguintes obras: O Valor do Mundo Natural (2003); Vida: propriedade do Organismo ou do Planeta? (2004); Éticas e Políticas Ambientais (2004, com Cristina Beckert); Gaia: Para uma aliança com a Terra (2009).

Comentários  

 
#1 Fátima Rodrigues 2009-11-29 22:04
Este livro, embora o considere uma obra científica, aborda aspectos de interesse a todos o ser humano enquanto cidadão activo e no âmbito da sua acção no meio em que vive e desenvolve a sua actividade e respectivo impacte.
É um livro que analisa a questão ambiental e a interacção entre o homem e a Terra sob o ponto de vista filosófico, começando pelos filósofos gregos, passando pela Bíblia até aos dias de hoje.
Como geógrafa que sou, houve partes deste livro que me cativaram, principalmente pela visão do tema numa perspectiva filosófica, mas devo confessar que em muitas outras se revelou maçador e demasiado exaustivo quanto às diferentes perspectivas dos autores que Maria José Varandas aborda durante o livro. Eu destacaria mais a parte do título que fala em ética pois, ponderando todo o livro, acaba por ser muitíssimo mais filosófico que ambiental.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Deixem Passar o Homem Invisível
    Dez anos depois de ter vencido o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLB 2009, regressa em nova ...
  • 25.03.2020 23:36
  • O Caçador de Brinquedos
    Se gosta de ficção científica, não deixe de ler este livro! João Barreiros é considerado um dos ...
  • 12.03.2020 16:59
  • A Morte do Papa
    Depois de ter lido todos os livros anteriores de Nuno Nepomuceno, este foi o primeiro em que tive ...
  • 24.02.2020 00:22

Últimos Tópicos

    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 1 semana 2 horas
    • Frecha (Saga "Os castros")
    • "- Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 1 semana 2 horas
    • Espaço para livros
    • Uma maneira simples e barata é embrulhá-los em rolo autoaderente, daquele que...
    • há 2 meses 4 dias
    • Melhores Livros De Romance
    • Obrigado pela partilha! Diversos desses livros têm nomes diferentes na edição...
    • há 2 meses 5 dias

Uma Pequena Palavra...

 "Há mais do que uma maneira de queimar um livro. E o mundo está cheio de pessoas que correm de um lado para o outro com fósforos acesos".
Ray Bradbury in Fahrenheit 451