As Filhas do Graal

 

 

Autor: Elizabeth Chadwick
Edição:  2008
Páginas: 384
ISBN: 9789898032430
Editora: Chá das Cinco

 

 

 

As mulheres descendentes de Maria Madalena possuem dons místicos que ameaçam os poderes estabelecidos. E agora a Igreja quer acabar com eles…
França, século XIII: Bridget cresceu aprendendo a controlar os dons místicos da sua antepassada Maria Madalena, cuja ininterrupta linhagem feminina manteve vivo um legado de sabedoria durante milénios. Mas agora, a todo-poderosa Igreja Católica jurou destruir Bridget por usar os seus talentos curativos e as suas habilidades naturais.

O dever de Bridget de continuar a linhagem leva-a até aos braços de Raoul de Montvallant, um católico. E quando a intolerância selvagem da Igreja leva Raoul a rebelar-se, a intolerância cresce para uma ânsia de vingança que só poderá ser saciada com uma cruzada de sangue.

Autor – Elizabeth Chadwick

Autora:

Elizabeth Chadwick, autora bestseller do New York Times, conta com mais de 20 romances históricos publicados em diversas línguas. Os seus livros foram contemplados com inúmeros prémios, entre os quais o de Melhor Romance Histórico da Romantic Novelists Association e o Betty Trask Award.
Apaixonada pela Idade Média e pelo dia a dia desta época, Elizabeth é hoje uma das mais importantes romancistas históricas da Grã-Bretanha e foi considerada pela Historical Novel Society como «a melhor escritora de ficção medieval» da atualidade.

Saiba mais sobre a autora em www.elizabethchadwick.com

4 comentários
0 likes
Anterior: Glória MortalSeguinte: Gótica

Comentários

  • Joana Caires

    Fevereiro 6, 2010 às 0:14
    Responder

    Este livro revelou-se uma surpresa... Estava à espera de uma história de amor que sobrevive a tudo e todos no meio de um mundo em ebulição. Mas não foi bem isso que encontrei... Encontrei um bom romance histórico que mergulha num período conturbado e negro da História da Humanidade, a perseguição aos Cátaros. Retrata o que o Homem é capaz de fazer em nome de uma religião?! Essa religião que foi deturpada para servir os interesses mundanos e cujos valores se dissiparam em ondas de violência e fanatismo. É nesta época que conhecemos Bridget, descendente de Maria Madalena. É uma […] Ler Mais...Este livro revelou-se uma surpresa... Estava à espera de uma história de amor que sobrevive a tudo e todos no meio de um mundo em ebulição. Mas não foi bem isso que encontrei... Encontrei um bom romance histórico que mergulha num período conturbado e negro da História da Humanidade, a perseguição aos Cátaros. Retrata o que o Homem é capaz de fazer em nome de uma religião?! Essa religião que foi deturpada para servir os interesses mundanos e cujos valores se dissiparam em ondas de violência e fanatismo. É nesta época que conhecemos Bridget, descendente de Maria Madalena. É uma mulher dotada de poderes curativos que se vai cruzar com Raoul de Montavallant.Uma noite de paixão entre estas duas personagens gerará Magda. Magda apaixonar-se-à por Dominic. Dominic é fruto da violação que Simon Monfort, arqui-inimigo de Montavallant, impingiu a Claire, mulher de Raoul. Por entre as fogueiras, perseguições, torturas, Madga e Dominic vivem o seu amor. Ele, filho do maior perseguidor dos cátaros e ela, herdeira de Maria Madalena contrariam as regras e resistem à intolerância religiosa.Gostei deste livro e aprendi imenso com ele. Não é uma obra-prima contudo, é uma boa companhia e ilustra um período da História que eu desconhecia. Read Less

  • Roberta Gonçalves

    Março 6, 2009 às 12:38
    Responder

    Um belissimo Romance com alguma História à mistura.Gostei essencialmente da parte dos Cátaros de quem já tinha ouvido falar mas pouco ou nada sabia. No livro temos bem a percepção dos seus modos de vida e qual o seu objectivo em relação à Igreja Católica e vice versa.Temos também um belo retrato de como a Igreja estava degradada naquela altura e como era cruel com aqueles que conseiderava hereges e poderiam ameaçar o seu "pacato" modo de vida.A personagem que mais gostei foi sem duvida Claire que mesmo depois da sua grande paixão por Raoul decidiu-se pelos Cátaros e seguiu […] Ler Mais...Um belissimo Romance com alguma História à mistura.Gostei essencialmente da parte dos Cátaros de quem já tinha ouvido falar mas pouco ou nada sabia. No livro temos bem a percepção dos seus modos de vida e qual o seu objectivo em relação à Igreja Católica e vice versa.Temos também um belo retrato de como a Igreja estava degradada naquela altura e como era cruel com aqueles que conseiderava hereges e poderiam ameaçar o seu "pacato" modo de vida.A personagem que mais gostei foi sem duvida Claire que mesmo depois da sua grande paixão por Raoul decidiu-se pelos Cátaros e seguiu até ao fim com as suas convicções ajudando os outros.Gostei bastante e apreciei as notas finais da Autora sobre a veracidade dos factos que ela descreveu e a Bibliografia que disponibilizou no final. Read Less

  • Maria João

    Fevereiro 11, 2009 às 16:40
    Responder

    Sem dúvida um dos melhores que já li do género.Consegue prender-nos desde o inicio e apresenta bastantes factos históricos, que nos leva a querer saber mais sobre a época e até autenticar a sua veracidade.Um livro que quero adquirir para a minha biblioteca pessoal

  • Fátima Rodrigues

    Dezembro 20, 2008 às 21:33
    Responder

    Um livro muito interessante, mas que considero pouco histórico e mais romance. Leva-nos para o sul de França, durante o século XIII, entre as lutas dos católicos contra os cátaros. Surge-nos, como personagens centrais, mãe e filha, teoricamente descendentes de Madalena e Tiago, filho de Maria, mãe de Jesus, mulheres com dons e poderes transcendentes, perseguidas pela igreja católica.Achei-o bem escrito e com uma trama que nos cativa e envolve.

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes