César Bórgia

FaceBook  Twitter  

cesarborgiajpg

 

 

  

 

Autor: Ivan Cloulas
Edição: 2009
Páginas: 280
Editor: Edições 70
ISBN: 9789724414584

Filho de um papa (Alexandre VI), cardeal aos 17 anos, duque do Valentinois em 1498 e da Romanha em 1501, César Bórgia foi para Maquiavel a encarnação do príncipe ideal do Renascimento. Dos prazeres da carne - a que se entregou até no Vaticano - à caça, dos actos de governação esclarecidos às piores sevícias exercidas sobre as populações, a vida de César Bórgia foi, toda ela, repleta de excessos.

Com a morte do seu pai e protector, perseguido impiedosamente pelos seus inimigos e ostracizado pelos seus antigos aliados, teve de se refugiar em Espanha, onde viria a morrer após um cerco, aos 32 anos.
Ao acompanhar a vida deste príncipe renascentista, é a Roma licenciosa que o texto de Ivan Cloulas retrata, a dos cadáveres no Tibre, dos escândalos e dos envenenamentos, num período fascinante da história.

 

Autor:
Ivan Cloulas, antigo membro da École Française de Roma e da Casa de Velázquez em Madrid, dedicou ao período da Renascença vários estudos e biografias. O conjunto da sua obra valeu-lhe ser galardoado com o Grande Prémio de História da Academia Francesa.

Comentários  

 
#2 Maria João 2013-01-26 06:50
Para mim, é sempre um prazer ler um pouco mais sobre os Bórgia. E este autor trouxe realmente, a meu ver, alguns factos novos que nunca tinha considerado. Sem ser um romance, não deixa de ser bastante interessante.
 
 
#1 Lurdes Graça Pereira da Silva 2012-01-11 22:58
Já tive oportunidade de ler ou ver filmes sobre a história dos Bórgias.
Achei a descrição (ou estudo) feita por Ivan Cloulas muito menos fantasiosa, mas, pelo contrário, mais realista e académica.
Gosto muito de livros históricos.
E os Bórgias, de facto, ocuparam um lugar importante na história, sobretudo César Bórgia.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Budapeste
    Este livro fala de uma profissão que muitos podem considerar ficção, mas é muito real e mais vulgar do ...
  • 18.01.2020 23:22
  • A Luz de Pequim
    Apesar de ter vários livros do autor na estante, ainda não tinha tido a oportunidade de ler qualquer ...
  • 15.01.2020 13:56
  • As Ideias Políticas e Sociais de Jesus Cristo
    Este "breve opúsculo", como o autor avisa na introdução, é um breve "mas claríssimo ensaio" sobre ...
  • 29.12.2019 19:47

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Era uma vez uma mulher cujo ofício era contar histórias. Andava por todo o lado oferecendo a sua mercadoria, relatos de aventuras, de suspense, de horror ou de luxúria, tudo a um preço justo. Num meio dia de agosto encontrava-se no centro de uma praça quando viu avançar na sua direção um homem (...) És tu a que conta histórias?, perguntou o estrangeiro. (...) Então vende-me um passado, porque o meu está cheio de sangue e de lamentos e não me serve para percorrer a vida."
Isabel Allende
in Eva Luna