Comer / Beber

FaceBook  Twitter  

 

 

Autores: Filipe Melo e Juan Cavia
Género: Banda Desenhada
Edição: Dez/2017
Páginas: 64
ISBN: 9789896714093
Editora: Tinta da China

 

 

Comer / Beber: Uma refeição de BD servida pelos multipremiados criadores da saga Dog Mendonça e Pizzaboy, e da novela gráfica Os Vampiros.
Numa história, há uma tarte de maçã que se revela. Na outra, há uma garrafa de champanhe que se esconde. Um destes relatos é completamente ficcional; o outro é baseado em factos verídicos. De um lado o «comer», do outro lado o «beber».

Estes dois contos — que nasceram de um convite da revista Granta, mas que agora formam um todo independente em dois capítulos — marcam o reencontro de Filipe Melo e Juan Cavia para a criação de mais um livro original de BD, integrado no universo de culto já construído por ambos. O mote é a relação peculiar entre paladar e memória.
PREFÁCIO DE CARLOS VAZ MARQUES

Autor:

Filipe Melo é músico, realizador e autor de BD. Nascido em Lisboa, começou cedo a estudar piano, jazz e improvisação. Estudou no Hotclube de Portugal e no Berklee College of Music, em Boston, colabora com vários músicos e já conta com mais de 20 discos gravados. Escreveu, produziu e realizou vários projetos de culto: I’ll See You in My Dreams, vencedor do Fantasporto 2004, e Um Mundo Catita, a primeira série de ficção da RTP2. Atualmente, leciona na Escola Superior de Música de Lisboa.

Autor:

Juan Cavia nasceu na Argentina. Aos 10 anos de idade, começou a ter aulas com o professor Carlos Pedrazzini, que fez incidir os seus estudos sobre a anatomia humana, perspetiva e síntese, para depois se concentrar mais profundamente sobre a narrativa. Estudou cinema e trabalhou como storyboarder e concept designer para algumas produtoras de publicidade. Atualmente, trabalha como diretor de arte para cinema e publicidade, e destaca-se a sua participação como set designer no filme El secreto de sus Ojos.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Não ler, pensei, era como fechar os olhos, fechar os ouvidos, perder sentidos. As pessoas que não liam não tinham sentidos. Andavam como sem ver, sem ouvir, sem falar."
Valter Hugo Mãe in Desumanização