Enquanto Houver Estrelas no Céu

FaceBook  Twitter  

 

 

 

Autora: Kristin Harmel
Edição: Mai/2014
Páginas: 384
ISBN: 9789720044266
Editora: Porto Editora

 

 


Desde sempre, Rose, ao entardecer, olhava o céu em busca da estrela da tarde. Era aquela estrela, agora que a sua memória a estava a abandonar, que lhe permitia recordar-se de quem era e de onde vinha; que a transportava para os seus dezassete anos, para uma confeitaria nas margens do Sena. Ninguém conhecia a sua história nem sequer a sua neta, Hope. Num dos seus raros momentos de lucidez sente que é importante falar-lhe de um passado longínquo, que manteve em segredo durante setenta anos e que em breve ficará perdido para sempre.

Munida de uma lista de nomes e de fragmentos de uma vida, Hope parte para Paris em busca de respostas.
Para Hope esta será também uma viagem de descoberta: de tradições religiosas há muito diluídas, de histórias vividas numa Paris ocupada onde o amor sobrevive e, sobretudo, da sua capacidade de recomeçar e acreditar em si mesma.

Leia as primeiras páginas gratuitamente aqui.

Autora:

Kristin Harmel formou-se em Jornalismo e Comunicação na Universidade da Florida. Tem exercido a profissão de jornalista na televisão e em revistas como People, Ladie’s Home Journal e Woman’s Day entre outras. Os seus livros estão traduzidos em inúmeros países, onde alcançaram notável sucesso. Atualmente vive em Orlando, na Florida.

Saiba mais em kristinharmel.com

Comentários  

 
#4 Sónia 2014-11-13 11:52
Romance contemporâneo e romance histórico que se cruzam de uma maneira formidável!

Uma estória incrível, tecida por uma escritora talentosa, e que nos leva aos meandros do amor, desgosto, sofrimento, segredos e segundas oportunidades. Afectos, religião, doçaria, Holocausto, Alzheimer pode parecer uma "mistura" estranha, mas que resulta num romance formidável.

A busca incessante pela procura das origens de uma família, que nos leva a uma abordagem histórica, de forma exemplar, de um período negro da nossa História: Auschwitz.

Seja-se ou não fã do tema, é uma obra que não deixará ninguém indiferente. Tanto pelo conteúdo, como pela forma soberba como está arquitectada.

Uma lição simples e directa de ecumenismo, numa altura em que há quem se mate por causa de diferentes religiões. Frase a reter: Deus é um só, os Homens é que criam as diferenças.

Uma capa ligeiramente banal e que não faz jus ao conteúdo do livro. Penso que a capa não ajudará a que consiga chegar a um público mais vasto. Este é o único ponto negativo, atenção.

Haveria tanto para dizer, mas há casos em que o melhor conselho que se pode dar é que leiam o livro, de forma obrigatória. Maravilhoso!
 
 
#3 Vera Neves 2014-08-20 15:27
Já tinha saudades de um livro com este potencial. Brilhante. Maravilhoso.

Encantei-me pela história, pelos factos relatados acerca da Segunda Guerra Mundial, pela personagem que “personaliza” a doença de Alzheimer, pelo que não foi e podia ter sido. Por tudo o que se perdeu. Este livro deixou-me de coração apertado, de sorriso nos lábios, de lágrimas nos olhos… foram tantos os momentos e tão intensos. Amei.

Não vou revelar demasiado (como às vezes caio no erro de fazer). Vou dizer apenas que é a história de Rose, de Hope, de Annie. Três gerações. E das várias personagens que as envolvem e que são, por si só, maravilhosas. Jacob, Gavin, Alain. Um leque repleto de histórias familiares que nos preenchem, nos deixam sem ar e sem chão e que, no fim do livro, nos deixam com uma sensação de paz e tranquilidade. Indescritível.

O peso do passado, da Guerra, da separação e da morte. Tudo isso pesa nos ombros de Rose há mais de setenta anos. E se houver um motivo para ela não encontrar aquela estrela no céu?

Hope, incumbida de descobrir o que aconteceu à família (que até então desconhecia) da avó, parte para Paris, para a mais surpreendente viagem da sua vida: familiares há muito perdidos, a bondade que supera as diferenças religiosas, os bolos e receitas maravilhosas (que a autora vai partilhando) que significam muito mais do que Hope alguma vez pensou. Uma viagem repleta de tanta emoção, tanta alegria e tanto sofrimento pelo que se perdeu… difícil descrever.

E mais não digo, apesar de haver tanto para dizer…
 
 
#2 Inês Oliveira 2014-07-10 18:10
Mais um livro dos meus! Com ligações à segunda guerra mundial e com uma bonita história de amor no centro.

Uma avó que pede à neta, num dos seus momentos de lucidez, que procure pelos seus: dá uma lista de nomes a Hope e pede-lhe que rume em busca de saber o que lhes terá acontecido.
Hope parte e, para além de procurar o que a avó lhe pede, descobre também novos costumes e novas culturas!

Vale, sem dúvida, a pena ler!
 
 
#1 Helena 2014-05-26 21:53
Esta é a história de um amor profundo entre um homem e uma mulher, e desse modo, a história de uma família, quando o presente encontra o passado e tantos segredos e mentiras se revelam. Novos começos, doces como todas as receitas de Marnie e Hope, e muito comoventes, embrulhados com muito amor.

No fim da vida de Rose, o passado vem acossá-la e, nos momentos de lucidez, sabe que tem que descobrir tudo sobre o desaparecimento dos seus durante a Segunda Guerra Mundial, em Paris. Entrega à neta Hope uma lista de nomes, que ficaram gravados no seu coração e escritos no céu. Ela parte em busca do seu legado sem o saber.

Três mulheres que não esqueceremos. Um romance contado a duas vozes, e em dois tempos e lugares distintos. Possivelmente, os sentimentos de pertença acompanham os laços de sangue.

Uma lição que a Humanidade devia aprender. Não é a religião que divide o Homem. É o Bem e o Mal que ele pratica na Terra. Todos falamos ao mesmo Deus.

De todos os géneros literários que leio, o romance é o que mais gosto e, neste, entrelaçam-se com mestria, dois tipos: o romance histórico e o contemporâneo, com personagens fortes e de grande coração.

Profética frase na capa "Enrosque-se no sofá com uma chávena de chá, um bolo e devore este livro - vai adorar."
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Ilustre Casa de Ramires
    NOTA: Este comentário contém spoilers (*** não leia se pretender ainda ler o livro ***) Após 2 ou ...
  • 28.06.2020 09:42
  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03

Últimos Tópicos

    • Frecha Trailer
    • [image] Frecha, Teresa Durães, e-book gratuito para download na loja kobo.com
    • há 3 semanas 5 dias
    • Há procura de opiniões
    • Boms dias a todos, Envio um inicio de livro que para aqui tenho já há talvez...
    • há 1 mês 2 semanas
    • o final tem um ritual
    • O meu ritual é uma tortura, mas pra um TOC. Eu tenho que ler o final várias e...
    • há 1 mês 3 semanas
    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 3 meses 6 dias

Uma Pequena Palavra...

"Escrever um romance é um strip-tease invertido e todos os romancistas são exibicionistas discretos." Mario Vargas Llosa