Expiação

FaceBook  Twitter  

 

 

 

Autor: Ian McEwan
Edição: Abr/2002
Páginas: 352
ISBN: 9789726628224
Editora: Gradiva

 


No dia mais quente do Verão de 1935, Briony Tallis, de 13 anos, vê a irmã Cecilia despir-se e mergulhar na fonte que existe no jardim da sua casa.
É também observada por Robbie Turner, um amigo de infância que, à semelhança de Cecilia, voltou há pouco tempo de Cambridge. Depois desse dia, a vida das três personagens terá mudado para sempre. Robbie e Cecilia terão ultrapassado uma fronteira que, à partida, nem sequer imaginavam e tornar-se-ão vítimas da imaginação da irmã mais nova. Briony terá presenciado mistérios e cometido um crime que procurará expiar ao longo de toda a sua vida.

 Expiação é, porventura, a melhor obra de Ian McEwan. Descrevendo, de forma brilhante e cativante, a infância, o amor e a guerra, a Inglaterra e a situação de classes, contém no seu âmago uma exploração profunda – e muito comovente – da vergonha, do perdão, da expiação e da dificuldade da absolvição.

Autor:

Ian McEwan nasceu a 21 de Junho de 1948, em Aldershot, Inglaterra.
É autor de dois livros de contos, "Primeiro Amor, Últimos Ritos" (Somerset Maugham Award 1976) e "Entre os Lençóis", e onze romances, "O Jardim de Cimento" (adaptado ao cinema em 1993), "A Criança no Tempo" (vencedor do Whitbread Award 1987), "O Inocente" (adaptado ao cinema em 1993), "Estranha Sedução" (adaptado ao cinema em 1990), "Cães Pretos", "O Sonhador", "O Fardo do Amor" (adaptado ao cinema em 2004), "Amesterdão" (vencedor do Booker Prize 1998), "Expiação" (prémios US National Book Critics Circle 2002 e WH Smith 2002 para o melhor livro de ficção), "Sábado" (Prémio James Tait Black Memorial) e "Na Praia de Chesil" (nomeado para Galaxy Book of the Year 2008 nos British Book Awards onde o autor foi também nomeado para Reader's Digest Author of the Year). Publicou em 2009 um libreto para uma ópera de Michael Berkeley intitulado Por Ti.
Escreveu também vários argumentos para cinema, entre os quais "The Imitation Game", "The Ploughman’s Lunch", "Sour Sweet" e "The Good Son".
Ian McEwan vive atualmente em Londres.
Todas as suas obras são publicados em Portugal pela Gradiva.

Saiba mais em www.ianmcewan.com

Comentários  

 
#3 Joana Caires 2009-07-23 12:56
Este livro revelou-se, a princípio, uma leitura entediante e pouco entusiasmante. Mas persisti e não desisti de o ler. Depois da apresentação das personagens, a história desabrochou o que tornou a leitura mais fácil.
Esta obra não é de digestão fácil. As suas descrições de soldados feridos na Guerra, o horror que se vivia nas trincheiras são muitos vívidas e reais. Não embeleza nem esconde com eufemismos a tragédia que é.
Devo dizer foi um livro que me custou a ler... Todavia com ele aprendi muito.
 
 
#2 Fátima Rodrigues 2008-12-10 22:06
Este livro não me entusiasmou. Achei a acção muito lenta e pouco entusiasmante.
 
 
#1 Sebastião Barata 2008-02-24 19:03
Acabo de ver o filme; foi só o tempo de chegar a casa e ligar o computador...
É uma históra comovente, altamente dramática. No final, havia um silêncio sepulcral da sala. Afinal, também se fazem óptimos filmes na Europa. Vale a pena ver.
Depois disto, não sei se quero ler o livro. Para chorar, já me chegou o filme... Quando lerem o livro, não se esqueçam de ter ao lado uma caixa de lenços.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Deixem Passar o Homem Invisível
    Dez anos depois de ter vencido o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLB 2009, regressa em nova ...
  • 25.03.2020 23:36
  • O Caçador de Brinquedos
    Se gosta de ficção científica, não deixe de ler este livro! João Barreiros é considerado um dos ...
  • 12.03.2020 16:59
  • A Morte do Papa
    Depois de ter lido todos os livros anteriores de Nuno Nepomuceno, este foi o primeiro em que tive ...
  • 24.02.2020 00:22

Últimos Tópicos

    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 6 dias 19 horas
    • Espaço para livros
    • Uma maneira simples e barata é embrulhá-los em rolo autoaderente, daquele que...
    • há 2 meses 4 dias
    • Melhores Livros De Romance
    • Obrigado pela partilha! Diversos desses livros têm nomes diferentes na edição...
    • há 2 meses 5 dias

Uma Pequena Palavra...

"É fácil que prefiras não escrever, mas sabes quantos olhos estão à espera que continues? É tarde para esses escrúpulos."
José Luís Peixoto, in Em Teu ventre