Guerra Colonial

Autores: Carlos de Matos Gomes e Aniceto Afonso
Género: História de Portugal
Edição: Out/2020
Páginas: 584
ISBN: 9789720033208
Editora: Porto Editora

 

 

Fenómeno de primeira grandeza na História pátria, a guerra colonial permitiu a este pequeno país estar no centro do movimento descolonizador pós-Segunda Guerra Mundial, que retirou a Europa dos territórios onde se havia instalado.
Nesta obra, procurou-se primeiro perceber quais os motivos da opção pela guerra, o pilar que desde 1961 sustentou o regime de Salazar, corroído pelos anos de poder e ameaçado pelos «ventos da mudança», e que desmoronou após treze anos perdidos sem um vislumbre de solução, arrastando consigo a ditadura e o colonialismo, considerando o panorama nacional e internacional; também o impacto do conflito na sociedade portuguesa, na economia, nos movimentos sociais, políticos e religiosos; e o modo de fazer a guerra, desde a organização das forças terrestres, aéreas e navais, e das forças locais, à relação dos militares com as populações.
Em seguida, são descritas e analisadas as teses da guerra ganha ou guerra perdida; a teia das conspirações, versando os desfechos para o conflito armado e a questão colonial, urdida entre as várias fações do regime; e por fim as tentativas de solução para a guerra.

Destes autores no Segredo dos Livros:
Portugal e a Grande Guerra

De Carlos Vale Ferraz (pseudónimo de Carlos de Matos Gomes) no Segredo dos Livros:
Que Fazer Contigo, Pá?
Nó Cego
A Última Viúva de África

Autor – Carlos Vale Ferraz

Autor:

Carlos Vale Ferraz, pseudónimo literário de Carlos de Matos Gomes, nasceu a 24 de julho de 1946, em Vila Nova da Barquinha. Foi oficial do Exército, tendo cumprido comissões em Angola, Moçambique e Guiné. O seu romance Nó Cego (1983) tornou-se de referência obrigatória na ficção portuguesa sobre a guerra colonial.
Algumas das suas obras foram adaptadas ao cinema e à televisão, e colaborou com Maria de Medeiros no argumento do filme Capitães de Abril. É investigador de História Contemporânea de Portugal. Publicou, como Carlos de Matos Gomes e em coautoria com Aniceto Afonso, os livros Guerra Colonial, Os Anos da Guerra Colonial e Portugal e a Grande Guerra.
O seu romance A última viúva de África venceu o Prémio Literário Fernando Namora 2018.

Aniceto Afonso

Aniceto Afonso nasceu a 18 de fevereiro de 1942, em Vinhais. Concluiu o curso da Academia Militar em 1963. Cumpriu comissões em Angola (1969-1971) e em Moçambique (1973-1975). Licenciou-se em História pela Faculdade de Letras de Lisboa em 1980 e concluiu o mestrado em História Contemporânea de Portugal, pela mesma faculdade, em 1990. Foi diretor do Arquivo Histórico Militar de 1993 a 2007, integrando vários grupos de trabalho e comissões relacionadas com os arquivos de militares, a sua documentação e história, e é membro da Comissão Portuguesa de História Militar. Em coautoria com Carlos de Matos Gomes, publicou, entre outros, Guerra Colonial, numa nova edição, com dados relevantes e reflexões apuradas sobre este período fulcral da nossa História contemporânea.

0 comentários
0 likes
Anterior: Uma experiência de Social-Democracia ModernaSeguinte: A Caixa de Correio de Nossa Senhora

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes