História dos Papas


Autor: Juan María Laboa Gallego
Edição: Abr/2010
Páginas: 580
Formato: 160 x 235 mm
Editor: Esfera dos Livros

Uma narrativa de grandeza, de religiosidade e de pecado. Em História dos Papas, Juan María Laboa Gallego, traça o retrato de 267 papas que ocuparam a cadeira de São Pedro, discípulos directos que herdaram os poderes de Jesus Cristo e mantêm, há vinte séculos, a autoridade sobre a Igreja Católica. Pela cidade de Roma passaram homens santos como Leão I, o Grande, que enfrentou Átila, e reformadores como Gregório VII, grande defensor da Igreja face ao poder laico, guerreiros como Urbano II, que convocou a primeira cruzada, mecenas de arte como Júlio II, a quem se deve a decoração da Capela Sistina. Mas também se sentaram na cadeira do poder papas considerados hereges como João XXII, Alexandre VI, que favorecia de forma escandalosa a sua família, Pio VII, prisioneiro de Napoleão, ou João Paulo I, que apareceu morto na sua cama depois de trinta e três dias de pontificado. Uma crónica completa que conta a história de João XXI, o único papa português que morreu esmagado por um tecto, para uns castigo divino pela sua falta de apreço pelos religiosos dominicanos.

Autor:
Juan María Laboa Gallego é licenciado em Filosofia e Teologia e doutor em História da Igreja pela Universidade Gregoriana de Roma. Foi professor durante 15 anos na Faculdade de Ciências Políticas da Universidade Complutense e professor ordinário da Universidade de Comillas durante trinta anos. Fundador e director da revista XX Siglos de Historia de la Iglesia, é autor de vários livros dos quais destacamos: La Larga Marcha de la Iglesia (1985), Atlas Histórico del Cristianismo (2000), História de la Iglesia. Edad Contemporánea (2002) e Atlas Histórico del Monacato (2003).

2 comentários
0 likes
Anterior: A Ilha do Final do TempoSeguinte: Jaguar

Comentários

  • Joana Caires

    Junho 19, 2010 às 11:39
    Responder

    História dos Papas é um livro extremamente desgastante! Lê-lo de uma assentada seria suicídio literário por isso, optei por o ir lendo aos poucos. Uma época de cada vez. Este livro narra e descreve factos, logo não apelará a uma grande maioria dos leitores. É completíssimo, abarcando todos os Papas desde Pedro até Bento XVI. Através da viagem que o livro proporciona, vi como os sucessores do Apóstolo cimentaram o seu poder. Alguns sem escrúpulos que buscavam o poder e aproveitaram-se da sua posição, outros devotos da sua missão de evangelizar, alguns foram mártires e outros vítimas da sua ambição […] Ler Mais...História dos Papas é um livro extremamente desgastante! Lê-lo de uma assentada seria suicídio literário por isso, optei por o ir lendo aos poucos. Uma época de cada vez. Este livro narra e descreve factos, logo não apelará a uma grande maioria dos leitores. É completíssimo, abarcando todos os Papas desde Pedro até Bento XVI. Através da viagem que o livro proporciona, vi como os sucessores do Apóstolo cimentaram o seu poder. Alguns sem escrúpulos que buscavam o poder e aproveitaram-se da sua posição, outros devotos da sua missão de evangelizar, alguns foram mártires e outros vítimas da sua ambição ou da sua santidade. É um livro complexo, denso, mas rigoroso e muito elucidativo. Dentro do seu género, é um dos melhores livros que já encontrei. Detalhado, coerente e muito bem organizado. Read Less

  • Sebastião Barata

    Maio 28, 2010 às 15:54
    Responder

    Um livro pesado!História dos Papas narra a história de todos os Papas, desde São Pedro a Bento XVI. E já fala na vista deste a Portugal de 11 a 14 de Maio corrente!Divide os 2000 anos de história da Igreja em 13 partes, correspondentes a igual número de épocas mais tipificadas da evolução do papado ao longo dos tempos. É um livro muito interessante, que nos mostra como a autoridade do Bispo de Roma sobre toda a cristandade se foi cimentando ao longo dos séculos, baseada na frase do Evangelho de que “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei […] Ler Mais...Um livro pesado!História dos Papas narra a história de todos os Papas, desde São Pedro a Bento XVI. E já fala na vista deste a Portugal de 11 a 14 de Maio corrente!Divide os 2000 anos de história da Igreja em 13 partes, correspondentes a igual número de épocas mais tipificadas da evolução do papado ao longo dos tempos. É um livro muito interessante, que nos mostra como a autoridade do Bispo de Roma sobre toda a cristandade se foi cimentando ao longo dos séculos, baseada na frase do Evangelho de que “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja”. Tendo sido São Pedro o primeiro Bispo de Roma, os seus sucessores arrogaram-se o direito de “Cabeça da Igreja”. Não tem sido fácil manter este princípio, que foi sempre muito contestado, nomeadamente pelos bispos de Constantinopla, sobretudo desde que aquela cidade passou a ser a capital do Império Romano. Ainda hoje existe a divisão entre Católicos e Ortodoxos, quase só por causa desta disputa.A vida dos Papas nem sempre foi exemplar. A par com grandes Santos, houve muitos que viveram vidas dissolutas e nada edificantes, que muito prejudicaram a imagem da Igreja e ainda hoje são pretexto para muitos dos ataques de que é alvo. Por outro lado, a Igreja esteve quase sempre muito enfeudada ao poder temporal e dependente de reis e imperadores, o que levou à eleição de papas e anti-papas, chegando, em certa altura, a estarem em exercício três papas, em simultâneo, todos reivindicando ser o autêntico.Não é um livro fácil de ler pelo seu volume e densidade, apesar de o tema ser interessante e prender o leitor do princípio até ao fim. A informação é muita, rigorosa e alicerçada em documentos fidedignos.Enfim, um livro pesado em todos os sentidos. Pesa 1,040 Kg! Read Less

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes