Levado pelo mar

 

 

 

Saga: Baía de Chesapeake – Vol. 1
Autora: Nora Roberts
Edição: 2007
Páginas: 288
Editora: Edições Chá das Cinco

 

 

Leia o primeiro capítulo aqui

Levado pelo Mar conta a história de três irmãos, Cameron, Ethan e Philip, antigos jovens delinquentes adoptados por Raymond e Stella Quinn. Os irmãs são tão diferentes uns dos outros quanto é possível, mas têm em comum um imenso amor pelo casal que os adoptou e criou. Agora, adultos e por conta própria, têm de voltar à casa da família para honrar o último pedido do pai…
Campeão de corridas de barcos, Cameron Quinn viajou pelo mundo esbanjando as suas vitórias em champanhe e mulheres. Mas quando na hora da morte o pai o chama para cuidar de Seth, um jovem problemático como ele já fora um dia, a sua vida dá uma reviravolta.

Depois de anos de independência, Cameron tem de reaprender a viver com os irmãos, enquanto luta para cozinhar, limpar e cuidar de um rapaz complicado.
Antigas rivalidades e novos ressentimentos despertam entre os irmãos, mas tudo terão de fazer para que Seth não saia prejudicado. Pois no final, será uma assistente social que decidirá o destino de Seth e, tão dura quanto bonita, ela tem o poder de unir os Quinn… ou de os separar para sempre.

Autor – Nora Roberts

Autora:

Nora Roberts é uma das autoras mais lidas, acarinhadas e respeitadas do mundo. Com mais de 400 milhões de cópias vendidas em todo o mundo e cerca de 90 bestsellers na lista do New York Times, foi a primeira autora a ser convidada para o Romance Writers of America Hall of Fame. Nascida em Silver Spring, Maryland, Nora Roberts é a mais nova de cinco filhos e vive em Keedysville, onde continua a escrever. Sob o pseudónimo de J. D. Robb, é autora de Mortal, uma série cujo enredo policial se passa no futuro e tem atingido um êxito semelhante às suas histórias românticas.

Saiba mais sobre a autora em www.noraroberts.com

Visite o Clube Nora Roberts e seja uma fã da autora.

6 comentários
0 likes
Anterior: Blog Action DaySeguinte: Segredo dos Livros

Comentários

  • Liliana Patrícia Pereira Pinto

    Abril 3, 2013 às 14:35
    Responder

    Descobri há pouco tempo a escritora Nora Roberts (sim, eu sei... é estranho). Li tantos comentários sobre os livros dela e sobre esta saga que não resisti a ler este livro (tenho de agradecer à Ne, por me ter emprestado o livro).É um livro com menos de 300 páginas que, no final, nos faz querer mais e não parar de ler até concluirmos a saga.O Cameron fez-me suspirar. É um homem rude, arrogante, e distante, mas que se revelou capaz de amar um rapazinho que não conhecia e que, segundo as más línguas diziam, era filho do homem que ele […] Ler Mais...Descobri há pouco tempo a escritora Nora Roberts (sim, eu sei... é estranho). Li tantos comentários sobre os livros dela e sobre esta saga que não resisti a ler este livro (tenho de agradecer à Ne, por me ter emprestado o livro).É um livro com menos de 300 páginas que, no final, nos faz querer mais e não parar de ler até concluirmos a saga.O Cameron fez-me suspirar. É um homem rude, arrogante, e distante, mas que se revelou capaz de amar um rapazinho que não conhecia e que, segundo as más línguas diziam, era filho do homem que ele admirou durante mais de metade da sua vida. O Cameron tinha sido o primeiro rapaz a ser adoptado pela família Quinn e, penso eu, o que teve a vida mais difícil. Não posso dizer com toda a certeza, porque ainda me falta descobrir mais sobre o Ethan e o Philip. Gostei realmente do Cameron e espero que ele apareça regularmente nos restantes livros.Relativamente à Anna, fiquei chocada com a história de vida dela. A forma como a mãe morreu, é ultrajante e nenhuma mulher devia perder a vida dessa forma. A Anna é uma mulher forte, independente e que não queria saber de relações sérias, até conhecer o Cameron.Gostei muito das descrições da vilazinha onde eles habitam. Fez-me desejar estar lá também, com eles, a sentir o que eles sentiam, a ver o que eles viam.Quero desvendar o mistério do Seth e saber se ele vai aceitar finalmente que tem uma família que o ama e que tudo faria por ele. Apesar de não parecer.A lição que eu aprendi com este livro foi: Nunca deixem quatro homens sozinhos numa casa. Vai dar problemas.Recomendo de bom grado este livro. Adorei-o. Read Less

  • Inês Santos

    Outubro 20, 2010 às 21:54
    Responder

    "Uma história envolvente de suspense e amor." Chicago Tribune.À primeira leitura de tal afirmação tenho de concordar com tudo, excepto com o suspense, mas, após relembrar e até reviver todas as cenas, não posso negar a espantosa capacidade de Nora Roberts em nos manter envolvidos tanto na história de amor principal, como no mistério que serve como pano de fundo e ingrediente para nos agarrar ao livro.Neste volume, a escritora abre-nos um leque de informação acerca da pesca tanto de peixe como de caranguejo e construção de barcos, o que contribui para enriquecer ainda mais o texto.Sou bastante suspeita, pois […] Ler Mais..."Uma história envolvente de suspense e amor." Chicago Tribune.À primeira leitura de tal afirmação tenho de concordar com tudo, excepto com o suspense, mas, após relembrar e até reviver todas as cenas, não posso negar a espantosa capacidade de Nora Roberts em nos manter envolvidos tanto na história de amor principal, como no mistério que serve como pano de fundo e ingrediente para nos agarrar ao livro.Neste volume, a escritora abre-nos um leque de informação acerca da pesca tanto de peixe como de caranguejo e construção de barcos, o que contribui para enriquecer ainda mais o texto.Sou bastante suspeita, pois digo e penso sempre o mesmo de todos os livros desta escritora que admiro tanto, mas, a cada livro que leio, nenhum destes aspectos diminui.Neste livro, confesso que não me consegui identificar com a personagem feminina Anna, nem a personagem masculina me conseguiu conquistar completamente. Os pontos negativos que encontrei foram apenas as discussões demasiado tempestivas para a razão que as despoletou.Mas os diálogos intrigantes, sempre com algo nas entre-linhas, as descrições tão realistas e fantásticas, o drama envolvente, a sedução patente, tanto em palavras como actos, a amizade enraizada e a intimidade presentes, não me deixaram largar o livro por menos de uma hora de cada vez. Concluindo, mais uma vez foi ler sofregamente até à ultima página e, no final, salivar pela continuação.Como n'As Jóias do Sol, ou n'Um Sonho de Amor, Levado Pelo Mar tem aquele toque de magia do primeiro livro de uma série que tanto o torna insuficiente para os nossos gostos, como para a nossa sede de leitura. Read Less

  • Joana Caires

    Outubro 3, 2009 às 22:13
    Responder

    Só li um livro da Nora Roberts além deste e posso dizer que ela já me conquistou. Com escrita acessível e descontraída é muito fácil se deixar apanhar pela história. Uma história simples mas muito bonita!Estão a imaginar uma casa cheia de homens?Há cenas absolutamente hilariantes. Cameron é um desastre na lida doméstica. Há de tudo um pouco desde roupa interior branca que ficou cor-de-rosa após uma lavagem e refeições que nem o cão que bebe água da sanita, quer comer. O que eu ri com estes irmãos! E depois há a crescente e enternecedora afeição que Cameron e os […] Ler Mais...Só li um livro da Nora Roberts além deste e posso dizer que ela já me conquistou. Com escrita acessível e descontraída é muito fácil se deixar apanhar pela história. Uma história simples mas muito bonita!Estão a imaginar uma casa cheia de homens?Há cenas absolutamente hilariantes. Cameron é um desastre na lida doméstica. Há de tudo um pouco desde roupa interior branca que ficou cor-de-rosa após uma lavagem e refeições que nem o cão que bebe água da sanita, quer comer. O que eu ri com estes irmãos! E depois há a crescente e enternecedora afeição que Cameron e os irmãos desenvolvem para com aquele rapaz. E ainda existe Anna Spinelli, a assistente social encarregada do caso de Seth que irá fazer a cabeça do Cameron em água com os seus avanços e recuos. Eles têm uma história deliciosa. Sempre a discutir... até voam coisas e tudo. Porém, já não conseguem deixar de pensar um no outro. Cameron ainda lida com o súbito aparecimento do espírito do seu pai, Ray.No fim, alguns enigmas ficam por resolver. Onde está a mãe biológica de Seth? Qual foi a sua relação com Ray? Será que Ray se suicidou? Fiquei presa à história e já estou a ler o seguinte da saga... Adorei-a. É simples mas foi uma óptima companhia para os meus tempos livres. Read Less

  • Alexandra Silva

    Agosto 23, 2009 às 17:00
    Responder

    O livro foi tão viciante ou tão pouco que eu saí de lisboa às 18.30 cheguei à Guarda às 22.30 e continuei às 00.00 só parei de o ler às 03.30. (tive de descansar um pouco quando cheguei a casa..eh eh)Bem, gostei muito muito do livro, tendo em especial atenção a escrita sublime e cativante da Roberts. Estou ansiosa por começar o livro seguinte..Agradeço-te imenso a partilha Fbeatriz, pois realmente conseguiste viciar-me na escrita da Roberts.

  • Maria João

    Fevereiro 25, 2009 às 14:14
    Responder

    Sem dúvida muito bom.Tendo em conta o facto de ser raro a autora escrever livros onde seja abordado o ponto de vista masculino e onde os heróis sejam homens, é um livro muito bem construído e que nos leva para um mundo à parte, mas ao mesmo tempo tão nosso.

  • Estefânia

    Dezembro 22, 2008 às 18:22
    Responder

    O segundo livro que li da Nora!Adoro os irmãos Quinn!!!!!!É um excelente livro, recomendo vivamente!!!!

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes