Ligeiramente Indecente

FaceBook  Twitter  

 

 

Autora: Mary Balogh
Série: A Família Bedwyn (Vol. 5)
Edição: Mar/2016
Páginas: 336
ISBN: 9789892334530
Editora: ASA

 

 


É no campo da Batalha de Waterloo, entre os soldados feridos, que Rachel York espera encontrar a salvação para si e para as suas amigas. Ludibriadas por um falso pretendente, as quatro encontram-se agora longe de casa, na penúria e obrigadas a viver num bordel. Mas Rachel é uma jovem cheia de recursos e não se dá por vencida. A solução para todos os seus problemas - pensa - está num belo soldado moreno que perdeu a memória.

Pois para poder receber uma avultada herança, Rachel precisa de um marido. Basta convencer o soldado desconhecido a alinhar no jogo. O que ninguém sabe é que o jovem é nada menos que Lord Alleyne, o benjamim da família Bedwyn. Mas, por muita boa vontade que ele tenha, nada corre como planeado ao chegarem a Inglaterra. E a situação complica-se - quanto mais não seja pela crescente atração entre os falsos noivos, numa farsa que parece ser ligeiramente... indecente.

Volumes anteriores desta série (com indicação do membro da família Bedwin protagonista):
Ligeiramente Casados - Aidan
Ligeiramente Perverso - Rannulf
Ligeiramente Escandalosa - Freyja
Ligeiramente Tentador - Morgan

Autora:

Autora premiada e presença constante nas listas de bestsellers do New York Times, Mary Balogh cresceu em Gales, terra de mar e montanhas, músicas e lendas. Ela levou consigo a música e uma imaginação vívida quando se mudou para o Canadá. Aí desenvolveu uma segunda carreira como autora de livros com finais felizes e que celebram o poder do amor. Os seus romances históricos venderam já mais de 4 milhões de exemplares em todo o mundo.
Na ASA estão publicados Uma Noite de Amor e Um Verão Inesquecível.

Saiba mais em www.marybalogh.com

Comentários  

 
#1 carla duque 2017-03-01 14:13
Mais um livro da saga “Bedwyn”. Neste livro, é contada a história de Lord Alleyne, o qual tem um acidente a cavalo e, devido a um traumatismo craniano, perde a memória. É resgatado e posteriormente cuidado por cinco mulheres, todas elas de reputação duvidosa, à exceção de uma. E, a partir daqui, começa uma história hilariante, que só apetece parar de ler quando chegamos ao fim, pois é uma história com momentos muito divertidos e outros em que temos vontade de chorar.
Neste livro, Alleyne passa por um momento complicado na sua vida, um momento que o faz ir à procura de quem é... Assim como a protagonista, que também se encontra numa situação peculiar.
Gostei particularmente do facto das personagens serem de diferentes classes sociais e conseguirem conviver entre si.
Mary Balogh cria personagens femininas muito fortes e um conceito histórico muito bem alicerçado.
Um livro sobre a descoberta de si próprio, da sua identidade, família e amor.
Recomendo a sua leitura.
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Limões na Madrugada
    Carla M. Soares fez uma pausa nos romances históricos (que espero não passe de uma breve pausa) para ...
  • 02.12.2017 13:57
  • Ramalho Eanes: O Último General
    Para comentar este livro, tenho de distinguir o tema e a fidelidade à realidade histórica, da forma como ...
  • 28.11.2017 22:57
  • Bala Santa
    A nova edição foi o pretexto para, finalmente, conseguir arranjar tempo para ler este livro do saudoso ...
  • 24.11.2017 17:01

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Como um dia alguém me ensinou, os bons amigos são como os livros, nunca partem de vez. Sempre ficam no nosso coração."
Alberto S. Santos, in Para lá de Bagdad