Livros Que Tomam Partido

FaceBook  Twitter  

 

 

Autor: Flamarion Maués
Género: História de Portugal
Edição: Out/2019
Páginas: 684
ISBN: 9789898760661
Editora: Parsifal

 

 


Os livros podem mudar um país ou contribuir para pôr fim a uma ditadura?

Portugal assistiu desde os finais dos anos 60 e após a queda da ditadura em 1974 a um forte incremento da edição política.
Parte de um movimento cultural e político mais amplo, este boom editorial tinha, numa primeira fase, um carácter oposicionista, revelando depois a libertação política e cultural decorrente do fim da opressão.
Ao longo deste processo, surgiram inúmeras editoras com um cunho claramente político-ideológico.

Muitas delas tinham vínculos a partidos; outras, a distintos sectores da sociedade como os católicos progressistas, a grupos de direita ou a outros sem vinculação política específica, respondendo, assim, as editoras aos anseios de informação e formação de grande parte dos portugueses.
Desta forma, a edição reflectiu o pensamento e as propostas de cada um dos agrupamentos políticos e sociais, proporcionando canais de expressão que contribuíram decisivamente para tornar Portugal num país mais livre, mais moderno e mais justo.

Autor:

Flamarion Maués Pelúcio Silva é doutor em História Social pela Universidade de São Paulo/USP (2013) e mestre em História Económica pela mesma Universidade (2006). Concluiu estágio pós-doutoral na Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH-USP/2016) e é investigador integrado do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa. É professor de História no Instituto Federal de São Paulo, campus Registro. Foi Historiador na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES), campus Colatina, e professor substituto na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, campus Nova Iguaçu. Foi coordenador editorial da Fundação Perseu Abramo (1997-2008). Áreas de interesse: História editorial do Brasil e de Portugal, História do Brasil contemporâneo e História Contemporânea de Portugal, com ênfase nos seguintes temas: editoras de oposição, editores e livros de oposição no Brasil; história do livro e da edição política no Brasil e em Portugal nos períodos de transição política (anos 1970-80); ditadura e oposição à ditadura no Brasil e em Portugal.
Fonte: Currículo Lattes)

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Ilustre Casa de Ramires
    NOTA: Este comentário contém spoilers (*** não leia se pretender ainda ler o livro ***) Após 2 ou ...
  • 28.06.2020 09:42
  • Imortal (José Rodrigues dos Santos)
    Acabei (finalmente) de ler o mais recente livro de José Rodrigues dos Santos - Imortal que trata de um ...
  • 01.06.2020 23:30
  • O Túmulo do Mestre
    Ótimo livro para se ler num fim de semana! Li-o em duas tardes. Os capítulos não são grandes, pelo ...
  • 19.04.2020 19:03

Últimos Tópicos

    • Frecha Trailer
    • [image] Frecha, Teresa Durães, e-book gratuito para download na loja kobo.com
    • há 3 semanas 5 dias
    • Há procura de opiniões
    • Boms dias a todos, Envio um inicio de livro que para aqui tenho já há talvez...
    • há 1 mês 2 semanas
    • o final tem um ritual
    • O meu ritual é uma tortura, mas pra um TOC. Eu tenho que ler o final várias e...
    • há 1 mês 3 semanas
    • Frecha
    • - Frecha, toda a magia tem um preço, sabes disso. Tens a certeza que queres...
    • há 3 meses 6 dias

Uma Pequena Palavra...

“Você deve escrever o livro que quer ser escrito. E, se for um livro muito difícil para crescidos, então escreva-o para crianças.” 
Madeleine L’Engle