Na Sombra da Noite

FaceBook  Twitter  

 

 

 

Autora: J .R. Ward
Série: Irmandade da Adaga Negra (Vol. 1)
Edição: 2009
Páginas:
428
Editora:
Casa das Letras

 




Seis guerreiros vampiros, amantes perigosos e irmãos de sangue vêm até si neste livro verdadeiramente poderoso.
Nas sombras da noite da cidade de Caldwell, em Nova Iorque, trava-se uma guerra territorial entre vampiros e seus caçadores. Ali existe um bando secreto de irmãos sem igual – seis guerreiros vampiros, defensores da sua raça. Mas nenhum deseja mais a morte dos seus inimigos do que Wrath, o chefe da Irmandade da Adaga Negra…

O único vampiro de puro-sangue que resta no mundo, Wrath tem contas a ajustar com os matadores que lhe levaram os pais, séculos atrás. Mas quando um dos seus mais estimados combatentes é assassinado – deixando órfã uma filha meio-sangue desconhecedora da sua herança e do seu destino –, Wrath tem de tratar do acolhimento da bela fêmea no mundo dos não-mortos.
Transtornada por uma inquietude no seu corpo que não conhecia, Beth Randall não tem defesas contra o homem perigosamente excitante que vem visitá-la durante a noite, com os olhos encobertos. As suas histórias de irmandade e sangue assustam-na. Mas o seu toque acende uma fome crescente que ameaça consumir ambos…

Autora:

Jessica Bird nasceu no Massachusetts, U.S.A. em 1969. Depois de se ter formado em Direito, começou a sua vida profissional na área da saúde, em Boston, tendo passado muitos anos como chefe de equipa de um dos principais centros clínicos do país. Escreveu durante muitos anos, mas guardava os seus manuscritos, até que o marido a convenceu a procurar um agente e o êxito foi imediato. Vive no Sul dos Estados Unidos com o seu marido incrivelmente generoso e o seu amado golden retriever.
Sob o seu nome de nascimento, escreve romances contemporâneos, com os quais tem obtido grande êxito. Diz-me Quem És foi nomeado para Melhor Livro de Suspense Romântico em 2004.
Mas é sob o pseudónimo de J. R. WARD, sob o qual escreve literatura paranormal, que tem tido mais sucesso. É a autora dos romances da série Irmandade da Adaga Negra e da série Anjos Caídos. Foi galardoada com o prestigiado Rita Award para para Melhor Romance Paranormal, tendo sido ainda nomeada várias vezes para os prémios da revista Romantic Times.

Para mais informações, consulte www.jrward.com

Comentários  

 
+2 #8 Vera Mouta 2011-01-17 20:54
Finalmente me decidi a experimentar esta autora e em boa hora o fiz.
Eu fiquei completamente rendida à Irmandade da Adaga Negra.
Talvez por não ler muito paranormal/fant asia (o que quiserem chamar) este livro foi bastante inovador, sensual e divertido também.
Gostei das personagens apresentadas, da cumplicidade que existe entre os irmãos e depois, com a Beth e o Butch, do facto dos irmãos serem personagens complexas e não só carinhas larocas.
 
 
+2 #7 Vanessa Montês 2010-08-21 19:41
Quando comprei este livro, estava uma grande febre de vampiros no ar e muitos livros sobre estas criaturas foram publicados. Muitos são repetitivos, outros são cópias completas e outros com histórias inovadoras, mas cuja escrita não nos chama a atenção. Para grande surpresa, este livro é inovador, com uma nova linha de história e com uma escrita que nos deixa a chorar por mais.

Divertido, emocionante e misterioso, este livro consegue juntar diversos ambientes, estilos e emoções de uma forma perfeita, dando origem a um livro super interessante e engraçado, perfeito para quem quer uma leitura leve e fora do vulgar!
 
 
+1 #6 Tanea Lopes Costa 2009-11-08 21:06
Acho que este livro podia ser classificado como erótico :-)

É um livro que se lê bem, com uma visão diferente do mundo dos vampiros.

Aqui a amizade, honra, companheirismo e paixão são ingredientes obrigatórios!

Muito bom para estes dias chuvosos em que não apetece sair de casa.
 
 
+1 #5 Catrina 2009-10-18 00:40
Li este livro (Na sombra da noite) há quase duas semanas, e não há dia que não me recorde e fale do mesmo com alguém que conheço.
Adorei a história, o sentimento de lealdade e cumplicidade existente entre as personagens, e, como não podia deixar de ser, a história de amor existente entre os dois personagens principais do mesmo. Consegui emocionar-me com certas cenas, principalmente com a do casamento, achei lindo... É um livro que recomendo a toda a gente que goste deste tipo de leitura fantástica. Espero ansiosamente, para não dizer desesperadament e, pelo próximo, pois estou em pulgas para saber o desenvolvimento da história e de cada personagem.
Meninas que ainda não o leram, comprem que não se vão arrepender.
 
 
+1 #4 Maria João 2009-09-26 23:14
E quando pensamos que os livros de vampiros não nos podem surpreender, surge um livro como este. Uma amiga emprestou-me este livro, que já estava na minha lista de leitura há muito tempo e ainda bem que o fez, pois adorei este livro e mal posso esperar pela continuação. Sim, porque me parece que existem mais 7, pelo menos; esperemos que sejam todos editados em Portugal.
Em primeiro lugar, este apresenta uma forma muito mais agradável de se tornar vampiro: ou se nasce assim ou não se é. Não existem dúvidas. Depois, nem sequer vale a pena comentar a história de amor que surge (como em todos os romances, linda de morrer). A lealdade dos seis vampiros, acima de tudo porque se podiam ter revoltado, e o final deixam-nos com um gostinho na boca e interrogamo-nos : que raio vai acontecer a seguir?
Fica na minha lista de futuras aquisições, que não pára de crescer…
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Profecia de João XXIII
    O mito da Atlântida tem apaixonado a humanidade desde o tempo de Platão, um filósofo grego que viveu ...
  • 18.06.2017 09:45
  • O Homem Domesticado
    E se os papéis se invertessem e passasse a ser a mulher a mandar? Se o homem fosse inferior à mulher ...
  • 06.06.2017 09:33
  • Convergente
    Convergente foi, até agora, um dos melhores livros que jamais li. O enredo é viciante e nada do ...
  • 26.05.2017 21:01

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Aquele que lê maus livros não leva vantagem sobre aquele que não lê livro nenhum."
Mark Twain