Não Há Lugar para Divorciadas

FaceBook  Twitter  

 

 

Autor: Francisco Moita Flores
Género: Romance
Edição: Jun/2019
Páginas: 168
ISBN: 9789897801402
Editora: Casa das Letras

 

 


Enquanto escritor não tenho outra ambição que não seja contar histórias e, por elas, partilhar-me, cúmplice, com os meus leitores. Partilhar memórias e imaginários para depois rirmos juntos do mundo através do olhar da minha caneta. Na verdade, o pior legado que recebemos do Concílio de Trento foi esta predisposição para o «cinzentismo», para o servilismo, como se, em vez de sermos obrigados a respeitar a Constituição da República, estivéssemos obrigados a servir um desses livros pífios de boas maneiras, que nos algemam os gestos, amordaçam gargalhadas e nos proíbem a liberdade.

Contra as boas maneiras, dei comigo a pensar: conta-se a história de um rufia que roubava batatas ao exército e, desconfio que por essa razão - ser ladrão -, se tornou num dos homens mais importantes do país. Sendo assim, porque carga de água o meu Leónidas de Távora, personagem por mim emprenhada e parida, ladrão ordinário, sem jeito para o trabalho, não pode chegar a ministro? E não é que chegou mesmo?! Confesso-vos: ri que nem um perdido. Espero que quando lerem ao menos partilhem comigo um sorriso. A mais simples manifestação da liberdade.

Deste autor no Segredo dos Livros:
O Carteirista Que Fugiu a Tempo
O Mistério do Caso de Campolide
O Mensageiro do Rei

Autor:

Francisco Moita Flores é dos autores de Língua portuguesa mais conhecido quer pela sua obra literária, que inscreve títulos como A Fúria das Vinhas, Segredos de Amor e Sangue, A Opereta dos Vadios, Mataram o Sidónio!, O Dia dos Milagres, entre muitos, quer pelos brilhantes trabalhos que escreveu para cinema e televisão, onde se recordam A Ferreirinha, Ballet Rose, Alves dos Reis, O Processo dos Távoras. Mestre na arte dos diálogos, as suas personagens ganham corpo e alma conforme se desenrola a narrativa dramática. 
Traduzido em várias línguas e várias vezes premiado em Portugal e no estrangeiro, foi distinguido com a condecoração de Grande Oficial da Ordem do Infante.
O seu livro O Mensageiro do Rei, marca trinta e cinco anos de carreira literária do autor. Um dos romances mais apaixonantes, e possivelmente, o mais intenso, da caminhada de sucessos que marcam a caminhada deste escritor pelo mundo das palavras.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Hugo Chávez, o colapso da Venezuela
    Gosto de estar bem informado e não fazer juízos sem conhecimento de causa. O governo da Venezuela tem ...
  • 02.09.2019 14:09
  • Autobiografia
    "Autobiografia" , o novo romance de José Luís Peixoto, é o 3º livro que leio deste autor. Os anteriores ...
  • 18.08.2019 17:41
  • A Dama do Quimono Branco
    Com este volume, termina a saga do Samurai Negro, constituída por uma trilogia de romances históricos ...
  • 29.07.2019 17:54

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

“Em geral quando termino um livro encontro-me numa confusão de sentimentos, um misto de alegria, alívio e vaga tristeza. Relendo a obra mais tarde, quase sempre penso: não era bem isto o que queria dizer.”
Érico Veríssimo