Noite de Reis

 

  

Autora: Trisha Ashley   
Edição: Nov/2012
Páginas: 472
ISBN: 9789897260308
Editora: Quinta Essência

 

 

 

Uma história deliciosa, cheia de humor, segredos… e milagres
O Natal sempre foi uma época triste para a jovem viúva Holly Brown. Por isso, quando lhe pedem para cuidar de uma casa remota nas charnecas do Lancashire, a oportunidade de se esconder é irresistível – a desculpa perfeita para esquecer as festividades.
Escultor, Jude Martland, decidiu que este ano não haverá Natal depois de o irmão ter fugido com a sua noiva, e faz questão de evitar a casa da família.

No entanto, terá de voltar na Noite de Reis, quando a aldeia de Little Mumming celebra as suas festividades e toda a família é obrigada a comparecer.
Enquanto isso, Holly começa a descobrir que, se quer evitar a Natal, veio para o local errado. Quando Jude regressa inesperadamente na véspera de Natal não fica nada contente ao constatar que Holly parece estar a organizar a festa de família que ele esperava evitar.
De repente, uma tempestade de neve surge do nada e toda a aldeia fica isolada. Sem fuga possível, Holly e Jude encontram muito mais do que esperavam – parece que a quadra natalícia vai ser bastante interessante!

Leia as primeiras páginas aqui.

Autor – Trisha Ashley

Autora:

Trisha Ashley nasceu em St. Helens, Lancashire, e vive no norte do País de Gales. Atualmente, dedica-se à escrita a tempo inteiro mas não deixa para trás os seus passatempos preferidos: pintar, comer, beber e ler biografias. A Winter’s Tale (Um Conto de Inverno) foi nomeado para o Melissa Nathan Award, na categoria de Comédia Romântica.

Para mais informações visite www.trishaashley.com

1 comentários
0 likes
Anterior: Maximum Ride – O Resgate de AngelSeguinte: Dividida

Comentários

  • Raquel

    Novembro 22, 2012 às 20:58
    Responder

    Este livro conquistou-me mais pela capa do que outra coisa, visto que não me tinha apercebido de que era da Trisha Ashley, pois não tinha gostado do seu livro anterior. E, de facto, foi um pouco aborrecido em algumas partes ler este livro.A história anda à volta de Holly, de 35 anos, incrivelmente chata, e tudo o que ela quer fazer, como cozinhar, ajudar animais e tudo mais, é contado com todos os pormenores possíveis e com detalhes excessivos. Eu adoro cozinhar, mas isto chega a ser penoso, pois mais de metade do livro é sobre ela a cozinhar. Holly […] Ler Mais...Este livro conquistou-me mais pela capa do que outra coisa, visto que não me tinha apercebido de que era da Trisha Ashley, pois não tinha gostado do seu livro anterior. E, de facto, foi um pouco aborrecido em algumas partes ler este livro.A história anda à volta de Holly, de 35 anos, incrivelmente chata, e tudo o que ela quer fazer, como cozinhar, ajudar animais e tudo mais, é contado com todos os pormenores possíveis e com detalhes excessivos. Eu adoro cozinhar, mas isto chega a ser penoso, pois mais de metade do livro é sobre ela a cozinhar. Holly é uma chefe conceituada que, durante o Inverno, cuida da casa dos outros, quando estes estão ausentes. E é assim desde que o seu marido morreu, há oito anos atrás. Pensava que ia para casa de Jude Martland, o escultor, onde teria oportunidade de ler os diários da recém falecida avó. Mas os seus planos são sabotados quando se vê a tomar conta dos familiares de Jude que vivem nos arredores e que andam a preparar as coisas para o Natal. Devido à sua educação e ao falecimento do marido, Holly não deseja festejar o Natal. Esta até é uma boa parte da história, saber como ela lida com isto.Gostava de saber um pouco mais dos diários da Avó de Holly, pois penso que foi umas das partes mais interessantes.A autora leva bastantes páginas, cerca de 120 mais ou menos, para a história começar a sério, ou seja até Holly decidir ficar para o Natal. A leitura só se tornou interessante quando toda a família já estava junta para a reunião de Natal e, finalmente, aparece Jude Martland. Ele pareceu-me ser uma personagem mais forte, tornando a história um pouco mais agradável. Depois havia Coco, que era super estranha. Na minha opinião, só lá estava para convencer as pessoas de que Holly era boa pessoa e que fazia tudo a "5 estrelas".Gostei das descrições das tradições locais de Natal e do espírito da família. Nota-se que Trisha se sentiu mais empolgada ao escrever esta parte e que descreveu a atmosfera muito bem.O fim é despejado literalmente em 3 páginas: Holly está apaixonada e parece que decide isto só porque o livro tem de acabar. Não há muito envolvimento romântico, que não pareceu ser tão importante como cuidar da casa, cuidar dos cavalos ou pôr uma mesa festiva. Isto sim foi algo super importante e com descrições exageradas, que tinham de ser contadas ao mais ínfimo pormenor.Acho que o problema foi as personagens secundárias se tornarem mais interessantes do que propriamente a trama principal. No geral, a história é boa e interessante, mas não foi bem aproveitada. Read Less

Comentar

Siga-nos no Facebook
Facebook Pagelike Widget
Últimos Livros Comentados
Tópicos recentes