Norwegian Wood

FaceBook  Twitter  

 

 

Autor: Haruki Murakami
Edição: Nov/2016
Páginas: 376
ISBN: 9789897416262
Editora: Casa das Letras

 

 

 

Um avião prepara-se para aterrar no aeroporto de Frankfurt. Aos ouvidos de Toru Watanabe chegam os acordes de «Norwegian Wood», a famosa canção dos Beatles. O mítico tema dos Beatles tem o condão de transportar este executivo de 38 anos aos tempos da juventude, vividos na turbulenta Tóquio em finais dos anos sessenta.
Saído da casa dos pais com dezoito anos e deixando para trás a pacatez de província e o velho Toyota Corolla da família, Toru chega à capital japonesa a fim de estudar teatro na universidade instalando-se uma residência estudantil só para rapazes. Filho único e solitário por natureza, passa o tempo a ler O Grande Gatsby e a estudar atentamente os colegas e as pessoas que o rodeiam.

Um belo dia, o narrador reencontra um rosto de passado: Naoko, antiga namorada do seu grande amigo de adolescência, Kizuki, antes de este cometer suicídio na flor da idade, depois de vencer um jogo de snooker.
Marcados por essa tragédia em comum, os dois começam a dar longos passeios e constroem uma relação delicada na qual a fragilidade psicológica de Naoko se torna cada vez mais evidente culminando com o seu internamento na casa de repouso, onde conhecem Reiko, uma mulher madura com rugas a condizer e um passado trágico. Por esses dias, Watanabe trava ainda conhecimento com Midori: estudante de teatro como ele, símbolo da mulher moderna, lutadora... e dona de uma livraria à moda antiga. Isto sem esquecer a figura impagável de Facho, colega de quarto que faz ginástica matinal ao som do hino e se masturba a olhar para a Ponte de São Francisco. Qual das figuras femininas conquistará o coração do protagonista, que continua a bater desalmadamente?
Com mais de quatro milhões de cópias vendidas no Japão e a caminho das setenta edições no país de origem, Norwegian Wood tem sido comparado ao romance À Espera no Centeio, de J.D. Salinger.

Deste autor no Segredo dos Livros:
Ouve a Canção do Vento & Flíper, 1973

Autor:

Haruki Murakami é um dos escritores japoneses contemporâneos mais divulgados em todo o mundo, sendo, simultaneamente, aplaudido pela crítica, que o considera um dos «grandes romancistas vivos» (The Guardian) e a «mais peculiar e sedutora voz da moderna ficção» (Los Angeles Times).
Nasceu em Quioto, em 1949. Estudou teatro grego antes de gerir um bar de jazz em Tóquio, entre 1974 e 1981. Em 2012, recebeu o doutoramento Honoris Causa pela Universidade do Havai. Além de Sputnik, Meu Amor, Kafka à Beira-Mar, Dance, Dance, Dance e Em Busca do Carneiro Selvagem, que recebeu o Prémio Noma destinado a novos escritores, Murakami é ainda autor, entre outros, de O Impiedoso País das Maravilhas, o Fim do Mundo (distinguido com o prestigiado Prémio Tanizaki) e, mais recentemente, Blind Willow, Sleeping Woman, a sua terceira colectânea de contos, distinguida com o Frank O'Connor International Short Story Award, e ainda a trilogia 1Q84.

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • Crash
    Depois de ter lido "Arranha-Céus" de J. G. Ballard, um romance que me deixou a pensar seriamente nos ...
  • 10.07.2019 22:32
  • Amantes de Buenos Aires
    Amantes de Buenos Aires, o novo romance de Alberto S. Santos, baseia-se numa história real e segue a ...
  • 08.07.2019 16:24
  • 25 de Abril, Corte e Costura
    Este livro é exatamente o que eu esperava dele: uma sucessão de quadros em que se ridiculariza a ...
  • 28.04.2019 21:03

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

“Dos muitos universos que o homem não recebeu em dom da natureza mas que forjou para si próprio, extraindo-os do seu espírito, o universo dos livros é o mais vasto.”
Hermann Hesse in Uma Biblioteca da Literatura Universal