Nunca Me Esqueças

FaceBook  Twitter  

 

 

 

Autora: Lesley Pearse
Edição: 2008
Páginas: 432
ISBN: 9789892303178
Editora: Edições ASA

 

 


Até onde iria por amor?

Num dia… com um gesto apenas…  a vida de Mary mudou para sempre.
Naquele que seria o dia mais decisivo da sua vida, Mary – filha de humildes pescadores da Cornualha – traçou o seu destino ao roubar um chapéu.
O seu castigo: a forca. A sua única alternativa: recomeçar a vida no outro lado do mundo.

Dividida entre o sonho de começar de novo e o terror de não sobreviver a tão dura viagem, Mary ruma à Austrália, à época uma colónia de condenados. O novo continente revela-se um enorme desafio, onde tudo é desconhecido… como desconhecida é a assombrosa sensação de encontrar o grande amor da sua vida. Apaixonada, Mary vai bater-se pelos seus sonhos sem reservas ou hesitações. E a sua luta ficará para sempre inscrita na História.
Inspirada por uma excepcional história verídica, Lesley Pearse – a rainha do romance inglês – apresenta-nos Mary Broad e, com ela, faz-nos embarcar numa montanha-russa de emoções únicas e inesquecíveis.

Autora:

Lesley Pearse é autora de uma vasta obra publicada em todo o mundo e uma das escritoras preferidas do público português. Os seus livros venderam mais de sete milhões de exemplares até à data. A própria vida da escritora é uma grande fonte de inspiração para os seus romances. Quer esteja a escrever sobre a dor do primeiro amor, crianças indesejadas e maltratadas, adoção, pobreza ou ambição, ela viveu tudo isto em primeira mão. Lesley é uma lutadora, e a estabilidade e sucesso que atingiu na sua vida deve-os à escrita.
Com o apoio da editora Penguin, criou o Women of Courage Award para distinguir mulheres comuns dotadas de uma coragem extraordinária.

Saiba mais em www.lesleypearse.com

Comentários  

 
+1 #9 Cristina Delgado 2010-11-03 15:20
Parecia um romance cor-de-rosa... mas o "baseado numa história verídica" fez-me comprar o livro. Fiquei surpreendida, muito mesmo! Não tem nada de romance "pink", bem pelo contrário...

Somos transportados para a Austrália, no tempo das deportações, de viagens de barco cheias de perigos e doenças... Muito bom!
 
 
+1 #8 Joana Caires 2010-08-27 15:10
Não se deixem enganar pela capa ou pela sinopse como eu. Confesso que, quando encontrei este livro na livraria, estava à espera de uma história romântica, daquelas de embevecer as pedras. Enganei-me, mas ainda bem. Foi neste livro que conheci Mary Broad, uma mulher cuja vida é marcada pela tragédia e infortúnio. Contudo, ela não se deixa abater e vai à luta. Fiquei ainda mais impressionada quando descobri que ela existiu mesmo. Ela é capaz de tudo por amor aos filhos e pela sua sobrevivência. Existem livros que nos marcam para sempre e este foi um deles. Lesley Pearce tem uma escrita emocionante e comovente, que nos faz querer mais e mais e capaz de nos levar às lágrimas.
 
 
+1 #7 Fátima Rodrigues 2010-08-27 15:07
Um excelente livro!
Muito triste, sem dúvida, uma história difícil, dura e cruel, que acaba bem, mas longe do que seria de esperar, depois de tudo o que a Mary passou. O que mais custa é sabermos que é um livro baseado numa história real que, ao pesquisarmos na net, encontramos tal e qual, como nos piores acontecimentos do livro.
 
 
#6 rubina 2010-08-27 15:06
Acabei neste exacto momento de ler o livro. Garanto que nunca esquecerei tal livro, tal choque me causou uma história de vida como esta. Sou mãe e como tal não poderia deixar de sofrer e viver esta história ainda sabendo ser real. Muitos parabéns à autora. Foi com certeza o melhor livro que já li.
Rubina Gonçalves
 
 
+1 #5 Alexandra 2010-08-27 15:05
Acabei mesmo de ler hoje o livro e vou apresentá-lo na minha apresentação oral de português...Sou adolescente e adorei ler este livro, mostra-nos um pouco mais da realidade que muitas vezes desconhecemos. Houve certas partes deste livro que me chocaram bastante. Ficai presa a ele do início ao fim. Arrisquei ler o livro pela sua sinopse e pela capa que chamou bastante a minha atenção. Pensei que fosse um romance lamechas, mas pelo contrário!
É um livro que nos leva a reflectir sobre os limites da condição humana, sobre os nossos próprios limites, sobre até onde iríamos por amor à vida e por aqueles que nos fazem realmente viver!

Aconselho a todos a ler este livro, não se irão arrepender. Tal como eu não me arrependi...

Alexandra Gouveia
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • A Profecia de João XXIII
    O mito da Atlântida tem apaixonado a humanidade desde o tempo de Platão, um filósofo grego que viveu ...
  • 18.06.2017 09:45
  • O Homem Domesticado
    E se os papéis se invertessem e passasse a ser a mulher a mandar? Se o homem fosse inferior à mulher ...
  • 06.06.2017 09:33
  • Convergente
    Convergente foi, até agora, um dos melhores livros que jamais li. O enredo é viciante e nada do ...
  • 26.05.2017 21:01

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

"Árvores são poemas que a terra escreve para o céu. Nós as derrubamos e as transformamos em papel para registar todo o nosso vazio."
Khalil Gibran