O Beijo dos Elfos

FaceBook  Twitter  

 

 

 

 

 

Autora: Aprilynne Pike
Série:
Wings (Vol. 1)
Páginas: 256
Editora: Contraponto


Laurel é uma jovem de quinze anos diferente – frágil, vegan e amante da natureza – que se muda com os pais para outra cidade.
Integrar-se na nova escola e fazer amigos são questões complicadas para uma rapariga tímida como ela, mas o atraente David ajuda-a a ambientar-se.

É então que acontece algo inexplicável que aterroriza Laurel: diante do espelho, vê surgir sobre os seus ombros umas formas longas branco-azuladas, de uma beleza quase indescritível, como pétalas a pairar no ar junto à sua cabeça – semelhantes a asas.
Para perceber o sucedido, a jovem regressa à sua cidade natal, onde conhecera Tamini, um magnetizante rapaz de olhar cor de esmeralda. Ele parece conhecê-la desde sempre e vai revelar-lhe uma verdade aterradora.
A partir desse momento, Laurel ver-se-á suspensa entre dois mundos e dividida entre dois rapazes igualmente fascinantes, que a atraem em direcções opostas...
Nesta extraordinária história de magia, intriga e romance perigoso, tudo o que pensava conhecer sobre o mundo das fadas vai mudar.

Autora:

Dotada de uma imaginação fértil, Aprilynne Pike escreve histórias de fadas desde criança. Aos vinte anos fez uma especialização em Escrita Criativa na Faculdade Lewis-Clark, em Lewiston, Idaho.
Recentemente, regressou ao Arizona com o marido e os três filhos para aproveitar o sol.
Com esta série de estreia a autora conquistou leitores e a crítica internacional, chegando ao primeiro lugar da lista dos mais vendidos do New York Times.
Saiba mais em www.aprilynnepike.com

Comentários  

 
+3 #5 Vanessa Montês 2011-01-19 22:10
Laurel acaba de se mudar. Viveu toda a sua vida numa casa no meio da natureza e longe das grandes confusões, mas tudo muda e, por ironia do destino, muda com os pais para uma cidade. Tímida e considerada estranha, devido ao seu aspecto frágil (totalmente contrário à sua natureza), uma vegan não por escolha mas por falta de opções e adoradora de tudo o que a terra dá, sente-se um pouco à parte ao entrar para a nova escola. Mas tal muda quando David, um colega de turma, simpatiza com ela e ajuda-a o mais que pode.

Feliz pela companhia de David e já rodeada de amigos, Laurel sente que a sua vida está de novo perfeita e que já não tem preocupação alguma. Mas tal altera-se de imediato, quando lhe começam a aparecer uns estranhos altos nas costas. Aí aparecem as preocupação normais de adolescente, "E agora!? E se alguém vê!? É tão feio!". Mas o pior está para vir, quando desses altos começa a nascer uma flor!!

Numa frenética procura por respostas, Laurel descobre que é muito mais do que aparenta e que as suas esquisitices alimentares, o seu aspecto frágil e muitas outras coisas têm a mesma razão de ser da tal flor! E pior - ou será melhor? -, a única pessoa capaz de lhe dar as respostas é o magnetizante Tamani, um estranho rapaz que tem um enorme poder sobre ela!

E foi assim que o meu ano começou, com este livrinho! O que dizer sobre ele? Para começar, sem dúvida alguma que é um livrinho que marca pela diferença! Cada vez mais os bons livros marcam pela diferença, especialmente estes de mundos fantásticos! Sem essa diferença, começamos através de pequenos pormenores a ligá-los a outros livros, o que os fazem decair na nossa consideração. Daí que este, sem dúvida alguma, subiu nela! Começamos com uma personagem diferente em vários sentidos, sendo o mais visível a sua alimentação e a necessidade eloquente de ar fresco! É assim que começamos por conhecer Laurel e a consideramos diferente de muitas outras personagens. Para além da estranha maneira de ser da personagem, tudo o que acontece até ela descobrir o que é na realidade, é diferente e, visto que eu ainda não tinha lido muito sobre este livro, fui sem dúvida apanhada de surpresa por inúmeras revelações e surpresas!!

Fico a aguardar o próximo livro que espero que seja tão bom, ou ainda melhor que este!!
 
 
#4 Ana 2010-09-05 23:11
Laurel é uma adolescente que se vê numa nova escola.
Apesar de todo o seu nervosismo de ter de conhecer novas pessoas, Laurel rapidamente faz amigos. Laurel segue uma dieta especial à base de frutas e vegetais, mas, quando um estranho alto lhe nasce nas costas, rapidamente o mundo como ela o conhece muda.
Afinal ela é uma fada, criada no mundo dos humanos.
Agora que o mundo das fadas está em perigo, cabe a Laurel conseguir proteger ambos os mundos dela, o humano e o das fadas.

Pelo meio da história, temos o romance com David e o estranho Tamani.

Uma leitura fácil, leve.
 
 
-1 #3 Sandra 2010-07-23 12:55
Ora cá está um bom exemplo de que, nos dias de hoje, se podem escrever livros de fantasia juvenis sem recorrer a lugares comuns.
O livro é claramente destinado a pessoas que pertencem a uma faixa etária menor do que a minha, mas tal facto não fez com que eu me aborrecesse, pelo contrário, soube-me como um gelado fresquinho numa tarde quente de Verão.
O enredo em si é bastante simples, daí que não vou desenvolver esta crítica em demasia porque qualquer pormenor já é um pormenor a mais. Mas posso dizer o seguinte:
Esta é a história de Laurel, uma jovem adolescente que tem de enfrentar uma nova cidade, novos amigos, nova realidade. Não bastando isto tudo, Laurel descobre que, no meio das suas costas, apareceu um pequeno papinho que parece insignificante. Com o passar dos dias Laurel vê esse montinho crescer de tal forma que ela começa a pensar que pode ser um tumor. Mas um dia Laurel vê o que essa estranha formação é... e desvenda a sua verdadeira identidade para confusão dela e de todos os que a rodeiam.

Um livro fresco e inovador que, apesar de simples, revelou-se uma boa leitura.
E venham os próximos volumes!
 
 
+1 #2 Maria João 2010-07-17 20:01
Fiquei curiosa para ler este livro, devido a relatar um ser mágico que me fascina, os elfos. Se, na mitologia, há quem acredite que são maus, outros afirmam serem seres brincalhões. A autora revela uma nova faceta. Quando iniciei a leitura, não conseguia imaginar a volta que ela iria dar, de forma a serem encaixados elfos. Iniciamos com uma rapariga um pouco estranha, mas inegavelmente humana. Gostei da forma como a trama se desenrolou e, principalmente, do facto de ela estar indecisa entre dois amores e dois mundos. Mal posso esperar para ver qual ela irá escolher.
 
 
+1 #1 Margarida Cruz 2010-05-31 12:22
"O Beijo dos Elfos" conta a história de Laurel, uma estranha jovem de 15 anos que descobre ser um ser mitológico. Perante tal descoberta, Laurel vê-se mergulhada numa inacreditável aventura na qual o seu coração se vai dividir. David e Tamini são os dois maiores apoiantes na viagem de Laurel e a dedicação e carinho revelado por cada um, fazem com que Laurel se apaixone, não por um, mas pelos dois amigos.
Confesso que ao início a história de Laurel me pareceu um tanto banal e, portanto, pensei que o que me aguardava era um género de narrativa já muito gasto. Não sei se esta aparência foi propositada ou não, mas a verdade é que o leitor é surpreendido com as novidades reveladas e os encantos que Aprilynne Pike confere à história. A autora pega no clichê da menina humana estranha que descobre que é de um outro mundo e de inestimável valor, mas confere-lhe um toque pessoal e bastante original.
"O Beijo dos Elfos" torna-se, assim, uma narrativa clichê e surpreendenteme nte original ao mesmo tempo. Quando o leitor espera que aconteça uma coisa consoante aquilo que conhece do habitual clichê, vai a ver e é surpreendido com a fabulosa imaginação de Aprilynne Pike.
Muita gente critica o facto de certos autores recorrerem ao coração dividido, afirmando que isso não é possível. Contudo, eu admiro os escritores que o fazem pois, embora não se fale e não se comente tal coisa, isso acontece. Hoje em dia cada vez mais, talvez. As possibilidades que são hoje oferecidas às pessoas para se contactarem e conhecerem, aproxima-as cada vez mais e somos bombardeados com as mais incríveis emoções graças a isso.
Aprilynne Pike conseguiu descrever isso muito bem. O alvoroço de sentimentos que atormentava Laurel, por amar duas pessoas ao mesmo tempo, é muito bem descrito e faz o leitor acreditar que sim, de certa forma nós passámos pelo mesmo, ou então que é perfeitamente possível e legitimo tal coisa acontecer!
É de louvar a naturalidade da escrita e da eficiência com que consegue trasmitir ao leitor tudo aquilo com que sonha. Embora, por vezes, se note uma certa ansiedade em contar uma parte da história e os diálogos não sejam devidamente assinalados (quem diz o quê), toda a trama flui de forma muito natural e eficaz.
Aguardo ansiosamente pelo próximo volume. Qual será a decisão final desta jovem que vive entre dois mundos?
 

Tem de iniciar sessão para submeter o seu comentário.

Últimas Opiniões

  • O Ano da Dançarina
    Antes de entrar na análise do livro, desejo fazer a ressalva de que, em minha opinião, este não é um ...
  • 17.04.2017 22:59
  • Uma Questão de Fé
    Uma Questão de Fé é um livro poderoso pela mensagem que nos transmite, que deve ser lido com tempo ...
  • 16.04.2017 22:37
  • Pensar como Stephen Hawking
    A primeira pergunta que se pode pôr quando se fala de Stephen Hawking é: - se não fosse a pessoa ...
  • 27.03.2017 21:45

Últimos Tópicos

Uma Pequena Palavra...

Descobri que a leitura é uma forma servil de sonhar. Se tenho de sonhar, porque não sonhar os meus próprios sonhos?"
Fernando Pessoa